Abrindo discussões sobre o racismo e explorando o afropop, Kele Okereke lança novo álbum solo

>>

050717_keleokereke_slider

Famoso por ter liderado na década passada uma das bandas mais animadas do indie, Kele Okereke segue seu caminho seu a Bloc Pary mais uma vez com o lançamento de seu novo disco solo, o reflexivo “2042”.

Explorando ritmos diferentes como o afropop, Kele diz que seu novo projeto, sucessor de “Fatherland”, que saiu em 2017, chama a atenção para conscientizar e debater temas relevantes como o racismo.

“Existe uma história de artistas negros sentindo que, depois de atingirem certo nível de sucesso, eles estão acima das discussões sobre raça, mas essa ideia é uma pura ilusão. Com o Jungle Bunny, eu gostaria de explorar essa ideia: numa época de divisão desenfreada e de racismo público, qual é a responsabilidade do artista negro?”, reflete Kele.

“2042” tem 16 canções no total e pode ser ouvido abaixo, no player da Deezer.

040919_kele2

>>