Após mais de uma década, jornal revela que 500 mil arquivos, incluindo até músicas inéditas do Nirvana, foram perdidos em incêndio na Universal

>>

Era junho de 2008 quando um incêndio de grandes proporções atingiu instalações da Universal Music, em Hollywood. À época, foi informado que o desastre havia destruído cinco estruturas dentro de um set que reproduzia a cidade de Nova York, utilizado em vários programas de TV e filmes, além de um set do “De Volta Para o Futuro”, uma área temática de “King Kong”, e uma viela de “Golpe de Mestre”. Pois bem…

Onze anos depois, o jornal The New York Times denuncia que o estrago foi bem maior e atingiu a parte musical do estúdio, além de apontar que a Universal teria tentando abafar o caso.

De acordo com a publicação, cerca de 500 mil fitas masters (originais) de diversos artistas do catálogo da gravadora sucumbiram entre as chamas, no que é considerado pelo NYT como “o maior desastre da indústria musical”.

O jornal revela que bandas e artistas como Tom Petty, iggy Pop, Eric Clapton, Aerosmith, Soundgarden, Nine Inch Nails, Beck, Elton John, Cat Stevens, Sonic Youth, R.E.M., Tupac, Eminem, Eagles e grande elenco tiveram materiais perdidos. Há a suspeita, inclusive, de gravações inéditas de bandas como Nirvana, B.B. King, Elton John e Guns N’ Roses.

Em comunicado ao jornal, a Universal desconversou e disse que não poderia comentar o assunto publicamente, e se limitou a dizer que fez novos investimentos para prevenir novos danos.

Imagem de parte do incêndio, em 2008. Foto: Andrew Gombert/Reuters

Imagem de parte do incêndio, em 2008. Foto: Andrew Gombert/Reuters

>>