Apto para pedir música no Fantástico, Robert Smith diz que The Cure está trabalhando em TRÊS discos novos

>>

* Pode falar que foi boa, Robert.

091019_thecure2

Seguindo com seu ano cheio de trabalho, Robert Smith andou dando declarações bastante animadoras para os fãs do seminal The Cure.

Além dos shows especiais pelos 30 anos do álbum “Disintegration”, já era sabido que a banda inglesa prepara para o final do ano o lançamento de seu primeiro disco de inéditas em 11 anos. Só que a novidade triplicou.

Em entrevista ao portal mexicano Zocalo, Smith disse que não tem apenas um disco em curso, mas sim TRÊS, cada um em um diferente estágio.

Diz o líder do Cure que o primeiro, de fato, já é o que vem sendo alardeado há alguns meses e deve ser lançado em dezembro, na época do Natal. Ele falou até em um nome (que deve ser mudado): “Live from the Moon”, e que é um álbum de canções mais intensas e obscuras.

Já em relação ao segundo disco dos três, ele disse que está em um estágio mais avançado. “Este se refere a peças muito mais livres e com sons mais pronunciados e potentes, que precisam ser gravados ao vivo com a experiência de reunir um conceito baseado na interpretação do momento”, explicou.

O terceiro e último, de acordo com o vocalista, é o mais maluco. “É um disco de barulhos, com diferentes aspectos e ambientes, todos baseados em experiências em um palco ou nos meus caminhos, em situações onde esses barulhos estão presentes e com os quais estamos tão acostumados que não prestamos tanta atenção”.

O último álbum cheio do Cure é “4:13 Dream”, lançado láaa em 2008.

>>

  • Leocádia Joana Garibaldi Pinto

    álbum experimental…hum…