Arctic Monkeys arma disco novo na tranquilidade do hotel-monastério. Sem guitarras?

>>

* Notícia que ouriçou a cena indie nos últimos dias saiu de um post do site oficial de um palacete que já foi um monastério e hoje realiza casamentos na área costeira de Suffok, a duas horas de Londres. A residência religiosa do século 13, que também é um hotel e foi proclamada um “extraordiária locação turística” para uma escapada de fim de semana para os ingleses, chamada Butley Priory, entregou detalhes do disco novo do Arctic Monkeys.

A banda, segundo o post no site do Butley Priory, informou que o grupo esteve lá entre junho e julho gravando o sétimo álbum.

“Tivemos uma banda aqui conosco no último mês gravando um álbum. Eles amaram a aústica do nosso grande hall e da sala de visitas, com seus tetos em forma de abóbodas”, saiu escrito no site do lugar. “Foi muito legal ouvir o som do contrabaixo, bateria e piano que saia das portas enquanto regávamos e plantávamos no jardim. Valeu, Arctic Monkeys.”

Não tem mencionado aí som de guitarra. Talvez não fosse o lugar apropriado para tal barulho.

Em janeiro, numa live no Instagram, o baterista Matt Helders tinha dito que o grupo dele e do parça Alex Turner tinham começado a burilar um disco novo, mas que como ele estava em Los Angeles e o restante do grupo na Inglaterra ficava complicado geograficamente em tempos de covid se juntar para ensaiar.

Agora rolou bem, parece. Vamos esperar mais notícias do AM7, sucessor do especialíssimo “Tranquility Base Hotel & Casino” talvez numa versão católica. Ou anglicana, vá lá.

>>

  • Fabrizio Zorzella Franco

    Rindo antecipadamente da choradeira dos que foram hater do Tranquility HAHAHA