Atenção: Miley Cyrus canta Smiths na Irlanda do Norte

200514_miley1

Que a outrora babe Miley Cyrus, hoje louquinha e sem limites, trata-se de um ser imprevisível, a gente sabe. A começar pelo site dela, que tem gifs tipo os abaixo e é todo zoado:

Ela, que começou sua carreira logo cedo e foi uma das grandes estrelas da Disney interpretando Hanna Montana, surpreende hoje em dia ao se apresentar de forma ousada e com altos exageros, como dançar em cima de um pênis inflável gigante, vestir roupas beirando o vulgar e fazer gestos e declarações obscenas a todo momento. Mas tem um outro lado da Miley que tem chamado a atenção: o seu lado INDIE.

Veja bem. Ela, queridinha pop (mesmo que seja na base love/hate), vira e mexe está envolvida com alguma função musical a qual estamos “acostumados”. Cada vez mais próxima da banda indie psicodélica The Flaming Lips, ela chegou a cantar “Lucy In The Sky With Diamonds”, dos Beatles, com o Wayne Coyne, em um show na cidade de Manchester. A apresentação foi ao ar na premiação da Billboard, no último domingo. Miley gravou a faixa no disco tributo aos Beatles feito pelo Lips. E existe o papo de que o próximo álbum da cantora terá como “banda de suporte” a turma do Wayne. Pensa.

Atualmente em turnê pela Europa, Miley se apresentou na noite de ontem na cidade de Belfast, na Irlanda do Norte. Em meio às coreografias sensuais, palavrões e línguas, a cantora norte-americana dedicou uma parte do seu show aos… Smiths. Ficou algo bem peculiar ela com seu maiô que deixa quanto tudo à mostra fazendo o Morrissey na performance da clássica “There’s A Light That Never Goes Out”.

A pergunta de sempre é: onde essa menina vai parar?