Brasília será invadida de novo pelo Picnik Festival neste final de semana. E a Popload entrega os horários dos shows

>>

picnik2018

Por aqui, a gente não cansa de viajar atrás de shows. Por isso embarcamos no próximo final de semana (23 e 24), pela terceira vez, para o Picnik, em Brasília. O festival com o maior público, para o menor e mais aconchegante palco do Brasil, responsável por movimentar a agenda de festivais no país e ainda apresentar misturas interessantes de artistas de todos os cantos do mundo em um evento para, em média, 20 mil pessoas por edição.

Esse público todo não é encabeçado apenas por grandes nomes, muito menos por atrações musicais gigantescas, mas sim por uma história de seis anos de muitas edições (mais de 20), quatro em que o festival se estabelece com dois dias. O Picnik nasceu em 2012 e vem, desde então, mesclando economia criativa e música em um espaço livre, gratuito para circulação, movimentando uma multidão de pessoas de todas as partes da região.

Musicalmente, ele já proporcionou grandes experiências, muitas delas históricas para a cidade, como foi o caso do show gratuito do canadense Mac DeMarco em 2015, ou O Terno um pouco antes crescer desenfreadamente. É com esse lema de experimentação e mistura, que o Picnik vem crescendo e expandindo cada vez mais sua atuação na cena de festivais.

Para o evento de 2018, o Popload envia o Poploader Afonso de Lima até Brasília para acompanhar dois dias que vão de Curumin até os nossos melhores de 2017, a Supervão. Esse line-up vem focado em grandes nomes nacionais, junto de revelações e apostas, proporcionando um final de semana de encontro de bandas importantes para a cena indie nacional.

Essa salada sonora de frutas, muito bem curada por Miguel Galvão, produtor do Picnik e um dos fundadores do selo Quadrado Mágico, contará ainda com Tulipa Ruiz, Anelis Assumpção, Bike, Papisa, Marrakesh, Rakta, Garotas Suecas e mais uma porção de artistas de todos os cantos do país. A função acontece na Torre de TV, no próximo final de semana e a partir das 14 horas, não só com shows, mas, principalmente (já que tomam a maior parte do evento) feiras culturais, mercadinhos com produtores locais, palestras e diversas atividades espalhadas pelo local.

A Popload, em primeira mão, revela logo abaixo os horários e a escalação completa da parte musical do Picnik.

Dia 23 – Sábado
14:00 – Augusta (DF)
15:00 – Leo (DF)
16:00 – Garotas Suecas (SP)
17:00 – Curumin (SP)
18:30 – André Sampaio (SP)
19:30 – Tulipa Ruiz (SP)
21:00 – Papisa (SP)
22:00 – YPU (DF)
23:00 – Supervão (RS)

Dia 24 – Domingo
13:30 – Palamar (DF)
14:30 – Meu Amigo Tigre (DF)
15:30 – Cachimbó (DF)
16:15 – Marrakesh (PR)
17:15 – Young Lights (MG)
18:15 – Joe Silhueta (DF)
19:15 – Anelis Assumpção (SP)
20:30 – Bike (SP)
21:30 – Mescalines (SP)
22:30 – Rakta (SP)

** Mais detalhes sobre esse festivalzão você ainda encontra no evento oficial do Picnik no Facebook.

** A foto da capa é de John Stan.

>>

  • daniel cunha

    Tirando Curumin (que nem anda numa fase boa) o resto é desprezível.
    O Juiz Sergio Moro podia aproveitar que estarão todos em Brasilia e mandar prender esses malfeitores musicais. É o que ele faz, certo?

  • LeO_zEK

    Bem no saturday da Glória Groove…0h, my God!