CENA – MANO*MAGO une passado e futuro da música baiana em parceria

1 - cenatopo19

image (1)

* Bahindie total, sai hoje para as plataformas mais urgentes o EP da inédita dupla formada pelo cantor Giovani Cidreira (à dir. na foto abaixo) e do produtor Mahal Pita, ex-BaianaSystem, cinco músicas que decupam as tradições e modernidades do som baiano, da canção caetânica ao hip hop e o trap, juntando no mesmo caldeirão as misturebas do arrocha e os batidões do rico samba à la Bahia. Tudo sob o dedo produtor de Benke Ferraz, o guitarrista do Boogarins, trazendo um “olhar estrangeiro” de seu passaporte goiano-internacional, graças a sua vivência aqui e ali com sua banda psicodélica. O EP sai pelo paulistano selo Risco, para completar a miscelânea geográfica interessada em ver, hoje, o que é que a baiana (a música) tem.

Mano_Mago3_Crédito_Matheus L8

Essa química toda junta formou o MANO*MAGO, o nome assumido por essa parceria de Cidreira com Pita. E o resultado, right here, right now, “ressignifica, improvisa e funde canções inéditas,
compostas especialmente para o projeto, com clássicos de mestres e mestras da
cultura baiana e universal, como Dorival Caymmi, Lourimbal e Dona Zinha”, conforme entrega o material pré-lançamento distribuído pela dupla e esse ramo de citações estão implicitamente nas canções do EP lançado e escancaradas quando a dupla se apresenta(r) ao vivo.

Aí você ouve “Estrela Mortas”, “Mago de Mim Mesmo”, “Seria Ter Mais Sorte”, “Mano Sereia” e “Flashback Déjà Vu” e a Bahia se apresenta inteirinha para você, traduzida em música gostosa. Faça as honras, abaixo.

***

* As fotos do MANO*MAGO usadas para este post, aqui e na home da Popload, são de Matheus L8.

>>