CENA – Música da banda indie brasileira Bazar Pamplona embala cena inteira de filme-sensação da Europa

>>

popload_cena_pq

* O vocalista e guitarrista da banda paulistana Bazar Pamplona, o Estêvão Bertoni, já acha “Axolotl Overkill” um de seus filmes da sua vida. Ele, passando uma temporada na Europa, foi estes dias ver o longa em Berlim. O filme, algo polêmico, acabou de entrar em cartaz na Alemanha, depois de passar em festivais independentes e ganhar no importante Sundance, nos EUA, o prêmio de melhor fotografia.

“Axolotl Overkill”, que parece não demorar muito para estrear no Brasil, é sobre Mifti, uma menina de 16 anos que perdeu a mãe recentemente e não parece estar lidando muito bem com a ideia de passar a morar apenas com o pai ricaço e egocêntrico e seus meio-irmãos. Como não consegue se relacionar com pessoas da idade dela, se apaixona por uma mulher mais velha, que não é lá dona de um caráter louvável. Pelo que li, já que sua vida vira de ponta-cabeça, resolve “testar os limites” dela com sua amiga atriz e viciada, Ophelia, “vivendo altas confusões” nos agitos da noite de Berlim.

axolotle

Antes que você pergunte o que isso tudo tem a ver com nossa #CENA, num dos rolês de Mifti e Ophelia de carro pela noite loka berlinense elas estão ouvindo no rádio do veículo a música “É Tão Cafona o Que Eu Sinto por Você”, do “nosso” Bazar Pamplona. Olha onde o indie nacional foi bater.

E não é um teco da música, não. Na tal cena de “Axolotl Overkill”, a música do grupo indie de SP toca quase inteira, longos 2,30 min embalando a trilha sonora de um dos momentos “quentes” do filme alemão, de seus pouco mais de 4 min de duração. E mais: a música do Bazar Pamplona não só toca no filme como na cena AS ATRIZES ALEMÃS CANTAM A CANÇÃO, em português. A foto a seguir capta o momento exato.

“Rola até um assobio”, disse Bertoni à Popload. Ele escreveu um texto grande sobre o episódio “Filme alemão/Bazar Pamplona” em seu perfil do Facebook.

Captura de Tela 2017-07-11 às 7.36.40 PM

“Axolotl Overkill” é o ousado filme de estreia de Helene Hegemann na direção. Ela tem 25 anos. Aos 17, escreveu o livro do mesmo nome, que foi muito elogiado e virou best-seller na Alemanha. No Brasil, o livro já foi até editado, pela Intrínseca, com o nome de “Axolotle Atropelado”, como o filme deverá se chamar no Brasil. (Em tempo, “axolotle” é um anfíbio meio peixe, meio salamandra, comum nas águas mexicanas.)

“Em 2015, recebi um e-mail de uma produtora alemã dizendo que Helene queria usar a música do Bazar Pamplona”, relatou Estêvão Bertoni no Facebook. “Mas como uma escritora alemã conhece Bazar Pamplona? Me explicaram que ela tinha vindo ao Brasil em 2014 para falar do livro que escrevera e que ganhara tradução para o português (“Axolotle Atropelado”, Editora Intrínseca). Em Búzios, onde passeava, ouviu uma música no rádio e descobriu o nome usando um aplicativo no celular.”

“Nunca ouvi Bazar Pamplona no rádio. Ninguém ouve, porque Bazar Pamplona não toca nas rádios. Pelo menos não nas de São Paulo. Mas Helene ouviu. E por isso eu fui ouvir minha banda num cinema em Berlim”, falou o guitarrista/vocalista do grupo paulistano.

“É Tão Cafona o Que Eu Sinto por Você” é do segundo álbum da banda indie de SP, “Todo Futuro É Fabuloso”, de 2012, produzido por João Erbetta, guitarrista do Los Pirata e da banda de Marcelo Jeneci. A música tem duas vozes. A de Bertoni e a da cantora convidada, a pernambucana Lulina.

O Bazar Pamplona, que além de Estêvão Bertoni tem João Victor (guitarra), Rodrigo Caldas (bateria), Rafael Capanema (baixo e teclado) e Marcos Miranda (teclado e baixo), começou a gravar o terceiro álbum no começo deste ano, mas só pretende lançá-lo em 2018, porque alguns de seus integrantes estão em viagem. O álbum será retomado em outubro, segundo Bertoni.

“Saí do cinema em Berlim pensando que há um sujeito em Búzios responsável por tudo isso, e eu nunca saberei sua identidade. Ele não tem a menor ideia do que fez. Misturou tudo com tudo* ”

(*O termo “Misturou tudo com tudo” vem de uma frase sobre Berlim, de um blog, que acusa Helene Hegemann de ter usado em seu livro de sucesso sem dar crédito. A escritora e agora diretora argumenta: “Eu me sirvo onde quer que encontre inspiração”. Isso foi pontuado por Estêvão Bertoni em seu post no Facebook.)

Abaixo, o trailer de , que não tem a música do Bazar Pamplona, exatamente, mas traz a cena do rolê de carro das amigas, na qual a canção é tocada. Depois, “É Tão Cafona o Que Eu Sinto por Você”, a música indie de 2012 de atual carreira internacional no cinema alemão.

* A foto em referência a este post na home da Popload traz a atriz Jasna Fritzi Bauer, que faz a Mifti em “Axolotl Overkill”.

>>