CENA – Nobat lança música que previu o isolamento de hoje. Composta há 12 anos

1 - cenatopo19

* Uma peça sonora de 12 anos atrás algo visionária virou belo single que o compositor mineiro Nobat lança agora, com um importante reforço vocal do baiano Giovani Cidreira.

“Eu aqui trancado em meu apartamento/ Procurando tempo/ Busco o tempo pra voltar/ Viver”, frase forte de “Cárcere”, cabe direitinho neste 2020 que nos fez cárceres de nós mesmo.

Captura de Tela 2020-09-18 às 2.12.31 PM

E é exatamente “Cárcere”, musicada em cima de letra poética-profética que Nobat fez em parceria com o amigo poeta Marcelo Diniz, que chega agora aos streamings para ser outra das trilhas sonoras destes tempos, tipo a do Arctic Monkeys (isto é uma outra história, depois eu conto).

“É sobre a clausura. Sobre a asfixia do tempo. Eu a compus esta música há 12 anos com meu amigo Marcelo Diniz, poeta de BH. A princípio talvez nem nós sabíamos o que queríamos dizer com aquelas palavras. Mas o tempo foi decantando a coisa e trazendo algumas pistas. Ela sempre foi uma música que eu amei, mas nunca soube usá-la no meu trabalho. Eis que no meio deste momento supercomplicado pelo qual estamos atravessando, ela pede para nascer’, explicou Luan Nobat no Twitter.

Pandemia à parte, o isolamento de “Cárcere” é maior. “Encarcerado pelos versos que eu mesmo escrevo” e “Eu mesmo calo gotas de uma dose que eu nunca bebo” são frases proferidas pelo dueto mineiro-baiano que, acompanhadas do dramático piano, chega a dar um negócio.

A participação de Giovani Cidreira também acentua a conexão da música com a atualidade, uma vez que a intervenção do artista baiano foi completamente desenvolvida durante o distanciamento social (até mesmo seus vocais foram gravados pelo aplicativo de mensagens Whatsapp).

“Cárcere” é a primeira música inédita de Nobat desde o lançamento de seu disco “Estação Cidade Baixa”, 2018. E vai servir como uma ponte para o próximo álbum, previsto para 2021.

>>