CENA – Terno Rei faz ode a São Paulo com single acústico e dica de lugares na cidade

1 - cenatopo19

* A banda beeeeem paulistana Terno Rei vai lançar em outubro um EP com quatro faixas de seu discão “Violeta”, do ano passado, mas estas em versão acústica. Uma quinta faixa, um cover de “Eu Amo Você”, sucesso de Tim Maia dos anos 70, fecha esse lançamento especial chamado simplesmente “Acústico”, do selo Balaclava e que sai em 2/10.

O pacote unplugged do grupo de Ale Sater é puxado pela faixa “São Paulo”, o single que anuncia o EP, lançado nesta sexta-feira, curiosamente gravada em Curitiba, como todo o disco a sair em outubro, fruto de uma live transmitida pela banda em julho do Nico’s Studio, da capital paranaense.

São Paulo, tanto a canção batizada que está no álbum “Violeta” quanto a cidade em si, é um tema recorrente nas letras e musicalidade da banda, nos vídeos, em fotos de divulgação, onde você encontra os caras por aí.

DSCF6803

O baixista/vocalista Ale Sater fala dessa relação deles com a cidade: “São Paulo é uma das composições que melhor resume o Violeta, por trazer bastante do synthpop presente no álbum todo, e uma letra que aborda os temas de confusão e cidade, assuntos que eu gosto bastante de escrever. Nesse acústico, acredito que foi a versão mais interessante que gravamos e por isso optamos por lançá-la antes”.

Abaixo, ouça a versão acústica de “São Paulo” neste vídeo gravado para a live que originou o EP. Aproveitamos ainda para pedir para o Ale Sater cinco dicas dos lugares que ele mais gosta em São Paulo:

***

* A SÃO PAULO DE ALE SATER
Vocalista do Terno Rei escolhe os cinco lugares do qual mais gosta na cidade

– Halim
“Lugar em que gosto muito de ir. Restaurante de comida árabe na região do Paraíso.
A comida é foda, tem mesas próximas com aqueles toalhas branca e bordeaux. O atendimento é foda também.”

– Galeria do Rock
“Mudou muito ao longo do tempo, mas eu me lembro de que quando me mudei para São Paulo lá era o lugar em que eu mais gostava de ir. Eu era bem do sk8 e lá tinha tudo: fitas VHS, tênis, shapes etc. Também curtia o andar de baixo que tinham as lojas de discos (algumas dedicadas só a hip hop), então toda vez que eu colo lá ainda tenho a sensação que eu tinha quando cheguei aqui.”

– Estádio do Pacaembu
“Recentemente, me mudei para Perdizes e descobri que tem um clube gratuito no Pacaembu.
Dá para correr em volta do campo, nadar, tem quadras, academia etc. Tudo bem vazio.”

– Pinheiros
É o bairro que gosto de andar na cidade. Os comércios vão mudando e tal, mas sinto que tem sempre a mesma cara, meio familiar, meio juventude.”

– Qualquer padoca/boteco
“Nessa pandemia, a coisa que mais senti falta (e que outras cidades não tem paralelo) é esse lance da padoca. De sentar e tomar um café ou sentar e tomar uma cerveja antes de alguma coisa.”

***

* A foto que ilustra este post é de Cesar Ovalle.

>>