Com disco novo após seis anos, Fleet Foxes invade a TV americana e mostra algumas canções lindas e inéditas

>>

190617_fleetfoxes2

Foi lançado no último final de semana, de forma oficial, o aguardado e já bem elogiado “Crack-Up”, novo álbum do Fleet Foxes, banda indie folk americana que não soltava um disco cheio desde 2011, época em que o hoje Father John Misty ainda era baterista do grupo enquanto J. Tillman. Veja bem…

Produzido pelo vocalista e letrista Robin Pecknold, em parceria com outro músico da banda, Skyler Skjelset, “Crack-Up” foi gravado em diferentes pontos dos Estados Unidos entre julho do ano passado e janeiro deste ano. Entre as locações estão os estúdios Avast, em Seattle (terra deles), e o famoso Electric Lady, em Nova York.

O disco fez o Fleet Foxes retomar também suas apresentações ao vivo. O rolê mundial da banda começou na Austrália, no fim do mês passado, e inclui passagens por festivais de verão na Europa, como o gigante BBK Live em Bilbao (Espanha), e culmina em uma série de shows pelos Estados Unidos em parceria com nomes incríveis tipo Animal Collective e Beach House.

No ritmo de divulgação do disco, o grupo esteve recentemente no programa do Stephen Colbert para mostrar uma versão editada de “Third of May”, que em seu aspecto original dura 9 minutos. A banda também apareceu no CBS This Morning para tocar, além do mesmo single, os sons “If You Need to, Keep Time on Me” e “Fool’s Errand”.

As performances em rede nacional e o disco novo, na íntegra, podem ser conferidos abaixo.

>>