E eis que o distinto e magnânimo Built to Spill vem ao Brasil em novembro

>>

3 - 01-built-to-spill

* Após de uma parceria com um show único do Wavves em São Paulo, o selo Balaclava Records e a produtora Powerline se unem novamente para trazer ao Brasil um dos grandes ícones dos sons alternativos dos anos 90, a bandaça veterana Built to Spill, do guitarrista Doug Martsch (acima), de apresentações ao vivo de arrepiar até o último fio de cabelo indie. Com shows em SP e BH, o grupo americano visita o país pela primeira vez em nada mais, nada menos que 26 anos de carreira e oitos discos lançados.

Para os desavisados, Built to Spill surgiu em Idaho naquele bololô maluco causado na música pelo Nirvana, com um primeiro disco, “Ultimate Alternative Wavers”, datando de 1993. De lá para cá já movimentou um culto pequeno mas mundial com seu indie rock filho do grunge. “Carry The Zero”, de 99, umas das faixas do icônico “Keep It Like a Secret”, é considerada um dos hinos do indie sujão. Música obrigatória nas playlists de qualquer fã de Guided By Voices ou Pavement.

Seu primeiro show em terras brasileiras será em Belo Horizonte, dia 8 de novembro, no Festival Quente. No dia seguinte, desembarcam em São Paulo para tocarem no Fabrique, mesmo palco que recebeu Beach Fossils há cerca de um mês também pela Balaclava Records. Os ingressos para BH estão aqui e já se encontram em segundo lote, assim como em SP (nem deu tempo).

Mais informações sobre o show paulistano estão no evento oficial no Facebook.

Built to Spill lançou seu último disco em 2015 e promete uma coletânea de hits de toda a sua carreira para os shows marcados no Brasil. Além das datas aqui, eles ainda tocam no primo do Popload Festival no Chile, o Fauna Primavera, que conta ainda com Lorde, Death Cab for Cutie, MGMT e alguns outros nomes de peso que também passam por aqui em novembro. Sem contar aquele novo festival que vão anunciar em breve.

Que semestre para se viver.

>>