Festival de documentários musicais In-Edit revela sua programação internacional, com filme do Idles, das Go-go’s, da Poly Styrene e sobre a fazenda onde nasceu “Bohemian Rapsody” e “Wonderwall”

>>

* O importante e sempre incrível festival de filmes brasileiro In-Edit Brasil, o evento internacional sobre documentários musicais gringos e brasileiros, que neste ano chega à gloriosa 13ª edição, anuncia hoje sua parte de sua lista estrangeira. São 14 filmes nessa primeira leva de divulgação.

O In-Edit, que vai acontecer todo online dos dias 16 e 27 de junho agora, vai botar para rodar em seu festival 2021, no Panorama Mundial, entre outros docs, os filmes:
“Don’t Go Gentle – A Film about the IDLES”, produção de 2020 sobre a banda pós-punk inglesa que a gente ama, na época deles logo após o estouro do dois primeiros discos, principalmente o “Joy as an Act of Resistance”, do final de 2018.
“Crock of Gold: A Few Rounds with Shane MacGowan”, sobre o histórico líder da banda irlandesa The Pogues. O filme tem direção do premiado Julien Temple e produção do famoso ator Johnny Depp, fã descarado do lendário grupo de Dublin.
“Poly Styrene: I Am a Cliché”, doc de hora e meia de duração sobre a vocalista da importante banda punk inglesa X-Ray Specs, apresentado pela filha, Celeste Bell. Styrene, mulher empoderada que conseguiu se destacar com seu grupo em uma época e em um meio bem masculino, morreu em 2011. Este filme é agora de 2021.
“The Go-go’s”, produção americana do ano passado sobre a espetacular banda new wave de garotas The Go-go’s que criou um caminhão de hits bacanas nos anos 80, admiradas pela galera punk e pelos adeptos ao colorido som pop da época. Em 1985, as Go-go’s vieram ao primeiro Rock In Rio.

Outros filmes internacionais de destaque são o documentário Moby, DJ e produtor e cantor de sucesso estratosférico nos anos 2000; o da roqueira Suzi Quatro, pioneira do glam/punk rock nos anos 70 e também um grande sucesso em rádios e vendagens; e o “Rockfield”, a história de uns fazendeiros galeses meio loucos, a família Ward, que montaram um absurdo estúdio de gravação em meio a vacas e pasto, que concorria como lendário Abbey Road, de Londres. Entre as histórias folclóricas da Rockfield estão Freddy Mercury finalizando “Bohemian Rhapsody” para o Queen, Oasis gravando “Wonderwall”, Ozzy Osbourne dizendo que lá era o berço heavy metal, Coldplay saltando de Rockfield para o estrelato, entre muitas outros casos.

A parte nacional dos filmes do In-Edit 2021, que será dividida entre Competição Nacional, Mostra Brasil e Curtas Brasileiros, foi divulgada há alguns dias. Traz cerca de 20 filmes, entre eles “Jair Rodrigues – Deixem Que Digam” (2020), “Secos & Molhados”, deste ano, e “João Bosco e Aldir Blanc. Parceria É Isso Aí”, também de 2021. Um doc sobre o rapper Speedfreaks, sobre a clássica banda Made In Brazil e um road movie com Yamandu Costa também estão no cardápio do festival.

Online, o In-Edit Brasil poderá ser visto em todo o território nacional, com toda sua programação inédita no circuito comercial. Parte da programação estará disponível também na plataforma do Sesc Digital, com acesso gratuito, e na Spcine Play, também grátis.

>>