James of Thrones. Teaser da nova temporada de “Game of Thrones” desencava o maravilhoso James e sua “Sit Down”

>>

Captura de Tela 2017-03-31 às 1.36.54 PM

* Incrível como os caras conseguem. A HBO liberou há algumas horas um trailer oficial da aguardadíssima nova temporada da série “Game of Thrones”, a sétima. Não bastasse ser de arrepiar, eles editaram o teaser com uma trilha sonora que eclipsa, do nada, um velho sucesso pop britânico, a música “Sit Down”, da saudosa banda James.

“Sit Down” foi um sucesso absurdo na Inglaterra em 1991, dessas de tocar por todo lugar que se ia. Isso em 1991, repito o ano, para você lembrar que é a época da avalanche americana do rock indie metal sujo do Nirvana e do grunge. Mas a música tem uma história engraçada.

O James é na real do começo dos anos 80, banda de Manchester. Lançou o single “Sit Down”, uma homenagem a Patti Smith, em 1988/89 e nem coceira fez em vendagens, paradas, cena etc. Eis que a música inglesa em geral, mas principalmente a de Manchester, tempos depois e graças a grupos como Stone Roses, Inspiral Carpets e Happy Mondays, começou a bombar. Inclusive nas college radios americanas. Era o que seria um pré-britpop.

E o James, com sua coleção de músicas boas da época, foi na mesma onda. Então resolveram relançar “Sit Down”, mais radiofônica e com a letra um pouco mudada. Booooom!!!!

O começo da letra, antes do refrão pegajoso e repetitivo que pede para alguém sentar perto de Tim Booth, o vocalista figura do James (foto lá em cima), é triste assim:

“I sing myself to sleep
A song from the darkest hour
Secrets I can’t keep
In sight of the day
Swing from high to deep
Extremes of sweet and sour
Hope that God exists
I hope, I pray”

A música, uma canção de desespero que é um dos hinos de época mais alto astral do pop perfeito britânico, virou um inferno na onipresença. O radialista John Peel adotou “Sit Down”, a Radio One, a rádio GLR (fortíssima no indie na época), o “Melody Maker”, o “New Musical Express”, o programa de TV “Top of the Pops”, os pubs.

Captura de Tela 2017-03-31 às 1.36.20 PM

Na magistral edição do Reading Festival de 1991, “the year that punk broke”, uma das maiores escalações de um festival, pelas bandas da hora e os movimentos da hora, a mesma edição que o Nirvana estava aparecendo com sua turma grunge e tocou de dia no primeiro dia no palco principal, para umas 3 mil pessoas, e voltaria no ano seguinte como grande headliner do festival tocando para 100 mil, o James foi a grande atração do segundo dia do evento, provavelmente tocando para umas 60 mil pessoas.

Juro por Deus, porque eu estava lá. Na hora de “Sit Down”, o Reading Festival inteiro SENTOU!!!!! Pensa nisso.

Captura de Tela 2017-03-31 às 1.35.24 PM

O cartaz cortado do Reading de 1991. O Nirvana tocou abaixo, no primeiro dia. O James foi o headliner do segundo

Vamos ver o quanto vai durar essa sobrevida de “Sit Down” e se de alguma forma o James e suas belas canções pop indie-dance inglesas sejam revividos.

Eis o lindo trailer do novo “Game of Thrones” e o vídeo original de “Sit Down”, de 1991.

>>