Lollapalooza Chicago: a lama, a filha do Obama e o “vencedor” Chance the Rapper

>>

* Um dos grandes festivais do mundo, o Lollapalooza de Chicago aconteceu no final de semana em Chicago, com uns 60 de seus shows transmitidos ao vivo pela internet. A lista incluia Arctic Monkeys, Courtney Barnett, Skrillex, Jenny Lewis, Lorde, Eminem, Outkast e Chance the Rapper, uma espécie de “vencedor” do Lolla USA 2014, segundo o noticiário americano. Um monte das apresentações foram transmitidas ao vivo por rádios. Ouvi pelo menos três shows pelas emissoras indies da Sirius XM. Os megafestivais entraram realmente numa era global.

Os bafos do encerramento do Lollapalooza deste ano foram dois: primeiro que o domingão do festival de Chicago foi de chuva torrencial, que transformou o gigantesco Grant Park num parque de lama.

Screen Shot 2014-08-04 at 7.36.21

Malia Obama, a filha de 15 anos do presidente dos EUA, foi vista curtindo o show do moleque Chance the Rapper com mais três amiguinhos e dois sujeitos a paisana que pertenciam ao Serviço Secreto. Na plateia. A “primeira filha” depois deixou o parque pela saída normal de público, assim que o show de Chance the Rapper acabaou, mas recusou-se a tirar foto com a galera que a reconheceu: “Não posso tirar foto com público”, ela se desculpava.

Screen Shot 2014-08-04 at 7.57.15

Screen Shot 2014-08-04 at 7.57.24

Parece que Malia Obama foi conferir somente o show do rapper local Chance the Rapper, no Lolla. Tanto o músico como a família de Obama são da região de Chicago. Estava todo mundo em casa, aqui: Chance the Rapper, Malia, Lollapalooza.

Screen Shot 2014-08-04 at 8.47.59

Rapper, 21 anos, é um dos nomes mais falados do novo hip hop dos EUA. Ele faz rap em cima de som de guitarra e de metais. Não tem exatamente nenhum álbum lançado, mas pegaram uma mixtape que ele apenas veiculou na internet, no ano passado, chamada “Acid Rap”, para botar à força na lista de melhores discos de 2013. Foi 26º lugar na lista da “Rolling Stone”, 12º na do Pitchfork, 4º da “Complex” e entrou no top 50 do NPR, segundo o site do conglomerado de rádios independentes americano.

O alcance de Chance the Rapper está absurdo, desde colaborar com o indie-eletrônico cult como o britânico James Blake até ser visto com o doidinho pop Justin Bieber para lá e para cá, sem falar na brodagem com o Skrillex. Além de atualmente emprestar corpo e voz em colaborações para dezenas de músicas e discos de rappers americanos. E é todo engajado em causas sociais.

Screen Shot 2014-08-04 at 8.51.55

Seu show no Lolla, por tudo o que envolveu, foi apoteótico e mostra seu atual prestígio, na cena local em particular e no rap americano em geral. Chance the Rapper no ano passado, no mesmo Lollapalooza, tocou num palco pequeno num set à tarde. Um ano depois, tipo ontem, arrastou 60 mil pessoas para causar um tumulto diante de sua apresentação como atração principal de domingo do Perry Stage, palco usado principalmente para atrações de dubstep e outras coisas eletrônicas que dominam a cena jovem nos EUA. E tocando NO MESMO HORÁRIO que Skrillex e Kings of Leon, pensa.

O veterano e famosão rapper, cantor de R&B e produtor R Kelly foi ver o Chance the Rapper do palco e ficou postando foto dele em ação no Instagram. Além de dar uma “palhinha” vocal na introdução de uma música de Rapper, pensa 2.

Há poucas dúvidas que Chance the Rapper vai ser uma das atrações principais do Lollapalooza Chicago de 2015.

>>