Migos manda bem nas artes marciais em vídeo para a incrível “Stir Fry”. E tem o Pharrell no meio

>>

3100118_migos2

Fazendo cada vez mais barulho na cena, o trio de hip hop Migos, baseado em Atlanta, tem dado o que falar com seu novo disco “Culture II”, sequência do petardo “Culture”, lançado ano passado.

“Culture”, vale lembrar, foi tema abordado em um artigo algo histórico da cool The New Yorker, ano passado, quando a publicação norte-americana questionou os rumos que a música alternativa estava tomando. À época, no meio da discussão apareceu uma declaração do Robin Pecknold, líder dos Fleet Foxes, falando que o indie, para ele, podia ser ironicamente resumido em uma música do Migos, “Bad and Boujee”, sendo que o último termo pode ser traduzido como “rico”, num sentido “playboy” da coisa. A discussão passava pelo hip hop atual ser mainstream mas ainda “experimental e relevante”, enquanto o indie rock chegou ao mainstream mas está “sem caráter, sem fertilidade”.

Cortando para 2018. “Culture II” foi lançado semana passada e conta com participações especiais de Drake, Post Malone, 21 Savage, Travis Scott, Big Sean, Gucci Mane e até do Kanye West. O single mais recente que os caras estão trabalhando, “Stir Fry”, é trilha do All-Star Game da NBA, que vai acontecer agora em fevereiro.

O som, que tem produção do Pharrell, acabou de ganhar um vídeo na linha pastelão-legal, emulando filmes do Jackie Chan e demais do gênero. Nele, os Migos mandam bem nas artes marciais e enfrentam uma gangue chinesa em seu próprio restaurante, em Hong Kong. Ao final do vídeo, que envolve algumas cenas de luta, sequestros e afins, tem uma edição com os créditos e erros de gravação.

O Migos parece ser a bola da vez do hip hop em 2018. Com o discão, eles devem rodar o mundo e já estão confirmados em festivais de primeira linha como o Coachella e o Primavera Sound.

>>