Indie psicodélico dos bons: ouça o novo single do Câmera

>>

170914_camera1

Após alguns EPs lançados e uma Popload Session nas costas, a bem boa banda mineira Câmera vai soltar seu primeiro disco cheio. “Mountain Tops” ganha lançamento dia 15 de outubro pelo selo cool Balaclava (Single Parents, Terno Rei, Soundscapes) e pinta como álbum a ser obrigatoriamente conferido no indie nacional.

Com um som indie puxado para a psicodelia na linha Tame Impala, mas retrabalhando o rock alternativo dos anos 90 com uma pegada moderna, o grupo gravou seu primeiro disco durante 14 meses, em Belo Horizonte, com produção assinada por Euler Teixeira e a própria banda. “O período de concepção do disco novo foi similar a uma escalada. O processo foi lento, com contratempos e por muitas vezes desgastante. No entanto, ao escutarmos o resultado final pela primeira vez a sensação foi de alívio, tal qual a vista contemplativa que se tem ao chegar ao cume de uma montanha”, diz o guitarrista Matheus Fleming.

“Mountain Tops” trata-se de um relato sobre o dia a dia da própria banda nos últimos cinco anos, seu círculo de amizades e o ambiente da capital mineira rodeada por montanhas.

Nessas voltas gozadas que o mundo dá, acabei sabendo que a Popload foi meio responsável pelo lançamento deste álbum, começando a história lá em 2011. Na época, o baixista Bruno Faleiro e eu coincidentemente estávamos em um show bacana do Yuck em Los Angeles. Lá, ele me deu um EP da banda, em um mesmo dia que eu havia recebido um disco do Single Parents. De lá pra cá, os dois grupos ficaram amigos e hoje, três anos depois, estão no mesmo selo. Sério.

Para celebrar tudo isso, a Popload lança com exclusividade o primeiro single deste novo projeto do Câmera, a viajada “Lost Cause, I Surrender!”. O som é bem delicioso, psych-indie tipo Tame Impala, mais para Boogarins, mas com vocal diferente.

* O Câmera arma para o fim de outubro uma mini-turnê de lançamento do álbum, com dois shows em São Paulo, dias 23 na Sensorial Discos e 25 na Casa do Mancha. Em novembro, os mineiros se apresentam em casa, com apresentações no Festival Transborda (dia 1º) e no Matriz (28).

O disco já tem até um teaser “difícil”.

>>