Nada menos que hipnotizante: uma apresentação calminha (e rara) do Wolf Alice em Portland

>>

250717_wolfalice2

Há mais ou menos dois anos, o mundo indie foi pego de surpresa (hehe) com o Wolf Alice, banda inglesa com alma de Seattle, com um som redondinho e barulhento e uma vocalista linda, a Ellie Rowsell, rostinho de anjo e voz do demônio. Tipo isso. O álbum de estreia deles, “My Love Is Cool”, figurou entre os mais elogiados daquele ano, e agora eles virão com o teste do segundo disco.

Será lançado em 29 de setembro o álbum “Visions of a Life”, que tem a super responsabilidade de segurar a bronca do sucesso do anterior, mas pinta com um certo ar de mudança.

O novo projeto terá 12 faixas inéditas e dele já conhecemos os singles “Yuk Foo”, que dura pouco mais de dois minutos e tem a Ellie berrando como se não houvesse amanhã. Mas tem também “Don’t Delete The Kisses”, pequena maravilha sonora no qual ela deixa a gritaria um pouco de lado e reaparece (quase) calma, fofa até, ensaiando uma declaração de amor desajeitada, bêbada e apressada para um crush, em uma mensagem de texto que ela sabe que nunca vai ter coragem de enviar. Envergonhada, ela deleta os beijos no final do recado.

No meio do auê todo desse anúncio e também no meio de um rolê de shows pelos EUA, a banda apareceu na Kink FM, rádio de Portland, para uma session desacelerada e intimista, sem a barulheira convencional e mais focada na voz da Ellie, que a bem da verdade a gente não ouve direito nos sons originais de estúdio e de shows full band.

Nesta session, fica incrível ver o alcance vocal da menina, encaixando superbem nas versões acústicas, o que pode ser conferido abaixo.

>>

  • 90 por hora

    Quero saber se Wolf Alice e HAIM tem chances de tocarem no Lolla 2018?

  • Marcelo Petters

    Esssa banda! <3