O dia em que o Radiohead botou os ouvidos no ALDO THE BAND

>>

popload_cena_pq

Captura de Tela 2017-11-30 às 3.29.47 PM

* Shows embaçados enfim divulgados, os da banda Radiohead no Brasil foram confirmados oficialmente ontem, a priori duas apresentações, 20 e 22 de abril, Rio e São Paulo, respectivamente. Pode ter uma terceira em São Paulo, we hope we pray.

Ambos os shows marcados e oficializados fazem parte de um minifestival, com o crivo da banda de Thom Yorke, chamado Soundhearts, que junta os também gringos Flying Lotus, produtor e DJ que faz suas mágicas entre o rap e o eletrônico e arrasta Thom Yorke para umas discotecages de clubinho em Los Angeles às vezes, e o Junun, projeto de world music batucada do guitarrista do Radiohead, Jonny Greenwood.

No meio do caminho tem uma banda brasileira. A ótima-desde-o-primeiro-disco Aldo The Band, uma das prediletas da casa e uma das mais criativas/ativas da nossa CENA.

Parece que a Aldo the Band, empreitada familiar capitaneada pelos irmãos André e Murilo Faria, foi escolhida pelo próprio Radiohead entre outras opções brasileiras mandadas para a banda inglesa, quando da montagem do Soundhearts Festival.

Reza a lenda que a turma do Radiohead ouviu as demos do terceiro disco, que ainda está para ser finalizado e tem previsão de lançamento para março do ano que vem.

Gravado em Paris no estúdio Atlas, que pertence ao grupo cult francês Air, o próximo álbum do Aldo tem Stéphane “Alf” Briat na mixagem. Ele “apenas” mixou discos do Depeche Mode, produziu álbuns do Phoenix e foi o engenheiro de som do clássico “Moon Safari”, do Air.

O terceiro disco do Aldo, ao que os Faria deixa escapar, é um pouco a volta às origens, uma busca à “energia caseira”da estreia, o grande “Is Love”. O novo álbum representa também uma “retomada do controle total” da produção de seu próprio disco. O segundo, “Giant Flea”, foi gravado pelo selo da antiga Skol Music, com processos de produção definidos pela marca.

Agora, assim como no álbum de estreia, esse terceiro Aldo é feito todo ele pelas mãos de Murilo e André.

E, tipo um mês depois de lançado o novo trabalho, devemos ver ele sendo executado ao vivo em meio à sombra aquecedora de um Radiohead que já escutou suas demos e de uma certa forma as aprovou, chamando a banda para tocar em seu festival. Bravo, Aldo!

Captura de Tela 2017-11-30 às 3.34.35 PM

* A foto de André e Murilo Faria, lá em cima, é de Piero D’Avila.

>>