O Editors e a incrível volta da voz de Tom Smith

>>

Screen Shot 2015-06-19 at 9.58.53

* Uma das bandas mais legais do novo rock (esse movimento legal que hoje é um senhor idoso, que se colocava leva da “resposta britânica aos Strokes”) é o Editors, do multiinstrumentista Tom Smith, na verdade uma das vozes mais incríveis de sua geração. Dono da garganta de onde saíam sons que remetiam a Echo & Bunnymen e Joy Division, e que encontrava espelho em gente de sua idade, como os vocalistas do Walkmen e Interpol, o sempre bem vestido Tom Smith foi levando a carreira do Editors da fama grande (na Inglaterra) à pouca significância atual, ok, mas sendo que essa última fase não implica em desmerecimento. Editors (ainda) é f*da.

E, não tem jeito, quando Tom Smith canta, sempre tem um espaço garantido em rádios, festivais, shows pequenos para o nome do Editors reluzir bonito. Smith é daqueles que cantam com a alma.

A banda está para lançar seu quinto álbum, e há algumas semanas começou a divulgá-lo com singles. O mais novo é esse “Marching Orders”, que hoje soltaram em vídeo, lindo, gravado nas Highlands escocesas e com pegada grandiosa tipo U2.

Olha que beleza o Tom fez.

>>