POPLOAD FESTIVAL, os vídeos: um pouco do que rolou em cada show da edição 2019. Com algumas apresentações completas, ainda por cima

>>

Foto: Fabrício Vianna / Popload / T4F / Divulgação

Foto: Fabrício Vianna / Popload / T4F / Divulgação

Já relatamos aqui algumas impressões de quem esteve no Popload Festival, na última sexta-feira, em feriadão que encheu São Paulo de música boa.

Abaixo, deixamos alguns registros dos shows, alguns feitos pela galera, na “vibe”, outros da transmissão do UOL, tipo os shows completos do Raconteurs e da volta do Cansei de Ser Sexy.

Então, um pouco do que vimos no Memorial da América Latina foi…


** O grande encontro de Luedji Luna e Ilê Aiyê derramando positividade em “Banho de Folhas”, dando as boas vindas para o festival.

*****

** A Tove Lo fazendo a mistura Suécia com Brasil, eletrônica com funk, ao botar o MC Zaac no palco para reeditar ao vivo o hit “Are U Gonna Tell Her?”.

*****

** A lindeza Little Simz veio ao Brasil em seu melhor momento na carreira. E ainda vamos ouvir falar muuuuuuuito dela nos próximos meses/anos. “Pressury” e “Therapy” não nos deixam mentir.

*****

** O trio norte-americano Khruangbin fez dos shows mais refinados da história do nosso festival. E a galera curtiu para valer.

*****

** O nosso Cansei de Ser Sexy, um dos grupos que mais levantaram a bandeira Indie Brasil na gringa neste século, voltou com apresentação histórica que merece ser vista novamente, na íntegra. E, ainda, o bate-papo firmeza com a incrível Letrux.

*****

** Eles vieram e fizeram do Memorial da América Latina uma verdadeira pista de dança. Estamos falando do Hot Chip e o showzão animado do fim de tarde de um feriadão. Delícia!!!

*****

** O que falar da banda de rock mais comentada do mundo hoje? Intrusos do Top 200 da Billboard, o Raconteurs entregou aquele show que se esperava deles: pouco papo, muita distorção e garage-rock de primeira. Esse tal de Jack White é Deus, não é?

*****

** E por falar em deuses, Patti Smith esteve entre nós… Uma das maiores artistas de todos os tempos, ela desfilou hits, simpatia e empatia em uma noite que ficará na memória de São Paulo. Não temos nem o que falar, apenas agradecer por vivenciar este momento. E por Patti ter aceito nosso singelo convite. Você é sempre bem-vinda, ícone.

*****

** A noite terminou com o imparável Boy Pablo, que fez um after para fechar com chave de ouro nossa edição 2019. E já deixando o gostinho de vontade para 2020.

*****

>>

  • Fernando

    Parabéns e obrigado por mais um Popload, Lúcio! No geral uma baita experiência, sem dúvidas o melhor festival BR atual.
    Alguns pontos pra destacar,
    Positivos:
    -qualidade absurda das atrações, cheguei cedo pra pegar o ingresso do menino Pablo e consegui assistir todas e, puts, só pedrada
    -bom esquema pra bebidas e carregar a pulseira, comida de qualidade
    -respeito impecável aos horários anunciados
    Negativos:
    -banheiro (já devem ter reclamado bastante né)
    -colocar uma atração no cartaz principal e aí duas semanas antes limitar o acesso, ainda precisando fazer merchan de energético pra conseguir o ingresso. É, no mínimo, desonesto
    -tempo de show das atrações principais. Não sei se a ideia inicial era alternar entre dois palcos, já que o número de atrações era superior aos anos anteriores, mas que sacanagem colocar Hot Chip e Raconteurs pra tocar 1h cada, com aquela aparelhagem e estrutura absurdas

    Mas como disse, a experiência no geral foi massa, as críticas são com certeza construtivas. Até 2020!
    (Com Bon Iver ou Tame Impala?👀)