POPLOAD TV: “Quis criar esse lugar novo, seguro, na minha música, para uma mulher, nordestina e lésbica”, diz Luana Flores em entrevista

1 - cenatopo19

* De acordo com sua biografia no YouTube, Luana Flores é artista da Paraíba. Certo. Também é beatmaker, percussionista, cantora e compositora. Certo. No texto, ela explica também sua proposta artística: fundir ritmos da cultura popular nordestina com a música eletrônica universal com foco no empodeiramento feminino. Será?

Querer nem sempre é poder. Muito da nossa intenção se perde no desafio de produzir um texto, escrever uma música, fazer um filme e por aí vai. Mas não é o caso aqui, não.

Dá para dizer com segurança que Luana consegue realizar sua proposta com muito sucesso, MAS MUITO MESMO, no EP “Nordeste Futurista”.

Por isso que a gente quis sentar com ela para um bom papo na Popload TV. Na conversa, ela conta o que motivou a criação desse nordeste futurista e detalha toda a construção do material sonoro, visual e discursivo. Sua intenção de mostrar um nordeste que se afasta dos estereótipos. “Passamos anos de silenciamento, mas nossa história está aqui viva, é o momento de olhar para ela e potencializar isso no presente, projetando ela no futuro. Pensando em transformar a nossa sociedade”, conta Luana.

A artista lança a pergunta fundamental dos nossos tempos. “Que universos queremos? Porque fico pensando: eu nunca encontrei lugar de existência no sistema enquanto mulher, nordestina, lésbica. Quis criar esse lugar novo e seguro.” Afinal, se está ruim, o que vamos colocar no lugar?

Ainda no papo, Luana conta de outros artistas da Paraíba que inspiraram seu trabalho. Falamos ainda, detalhadamente, de sua pesquisa sobre ritmos como o repente e a sua experiência de vida em um quilombo, além de detalhar cada participação especial que está no EP.

>>