Popnotas – Lauren Hill volta pelas mãos do Nas. A piano session do 2DE1. Shame no quintal com os franceses. E a cara do Brasil, segundo o Autoramas

>>

* Olha quem apareceu. A deusa suprema do hip hop e soul americanos Lauren Hill, que tem aparecido em ocasiões pontuais, surge agora como convidada do rapper Nas para a faixa nova “Nobody”, que está no novo disco do nova-iorquino, “King’s Disease II”. lançado sexta passada. O 14º álbum de Nas, fora Lauren Hill, está forte nas presenças especiais. Eminem e Charlie Wilson (Gap Band), entre outros, também aparecem nos créditos do disco. Lá nos anos 90, Hill já tinha colaborado com Nas, na espetacular “If I Ruled the World (Imagine That)”.

* CENA – O ótimo duo de irmãos gêmeos 2DE1 lança amanhã, de novo, os singles “Emersão” e “Confesso”, duas músicas novas que estarão no próximo EP da dupla Fernando e Felipe Soares (foto abaixo, da Mavo Content) , a ser lançado ainda neste ano. Massssssss. Serão as novas músicas em um formato de piano session, mais intimista do que elas já são. A session foi filmada (além de gravada) no teatro de Contêiner, em São Paulo, o que equivale a dizer que um vídeo da session vai acompanhar o lançamento desta terça.

2de1

* O excelentíssimo programa francês virtual “La Blogothèque” em parceria com o canal Arte Concert foram lá no quintal da banda punk inglesa Shame em Londres para gravar dois números com a turminha barulhenta que lançou, no comecinho deste ano, seu espertíssimo segundo álbum, “Drunk Tank Pink”. Do disco, ali no quintal de Brixton, eles sacaram as faixas Alphabet e Station Wagon para francês ver. E ouvir. E transformar em filminho. Parabéns a todos os envolvidos.

* CENA – Isso devia virar um hino. A banda surf-punk Autoramas, com grande participação do Rodrigo Lima, da famosíssima banda de hardcore capixaba Dead Fish, lançou recentemente a música “A Cara do Brasil”, que fala sobre governo, ciência, vacina, cloroquina, flexões de braço de terno e tem um vídeo à altura cheio de colagens representativas, cuja parte mais legal é um cai-cai do Neymar. A música tem 58 segundos de duração e conta tantas histórias quanto um bom livro de História. Do Brasil.

>>