Popnotas – O museu do Dylan. Um “Hey” do Gaspard, do Justice. Os faladores do Glastonbury. E r.i.p. para o Pervis Staples

>>

– Gaspard Augé, metade da dupla francesa Justice, que marcou época na eletrônica “ácida” do fim dos 2000, vem aí de álbum solo, seu primeiro. “Escapades” chega no mês que vem, mais precisamente no dia 25 de junho. Do disco já conhecemos dois singles, “Force Majeure”, que saiu há 3 semanas, e “Hey”, revelado hoje. Em declaração, Augé contou que sua viagem nessa produção é “reimaginar a música clássica europeia para o século 21”. Ambicioso, né? Mas escute “Hey”, que dá pistas auditivas para entender o que ele está falando. Só achamos engraçado que a versão do vídeo está com um minuto só, enquanto a dos streamings tem quatro e tanto. Que será que rolou? Ou perdemos algo aqui?

***

– Temos que falar da nossa chance de curtir o Glastonbury. De casa, óbvio. O evento online global Live At Worthy Farm, que rola nos dias 22 e 23 de maio, acabou de anunciar mais algumas atrações. Agora PJ Harvey, Jarvis Cocker, Kae Tempest, George The Poet, Kurupt FM, Little Amal, Caleb Femi surgem na lista do festival para uma apresentação de spoken words. Atrações de falação. Na parte musical, vale relembrar que teremos Coldplay, Damon Albarn, HAIM, IDLES e Jorja Smith em uma transmissão de cinco horas, com mais atrações a serem confirmadas, semana que vem parece. Para colar virtualmente na Pyramid Field é só comprar os ingressos em https://glastonburylivestream.seetickets.com/content/ticket-options, onde também estão disponíveis mais detalhes, tipo horários diferenciados por região e preços.

***

– Vem aí um museu em homenagem ao Bob Dylan. Nada mal para o nosso Nobel de literatura, que por acaso é o maior cantor folk da história, dizem. O Bob Dylan Center será inaugurado em 10 de maio do ano que vem com estrondosos 100 mil objetos dos arquivos do lendário músico. Manuscritos, gravações, filmes e fotografias inéditas, entre outras preciosidades relativas aos 70 anos de carreira de Dylan, vão rechear o museu. Uma das atrações mais legais parece ser uma sala de estúdio que vai reproduzir para os visitantes a experiência de uma sessão de estúdio do homem. Pensa. O Museus será em Tulsa, no Oklahoma. Quando pudermos andar pelo mundo de novo, quem sabe, né?

***

– Pervis Staples, co-fundador do grupo The Staple Singers, morreu aos 85 anos. Embora seu falecimento tenha sido no dia 6 de maio, o anúncio só aconteceu hoje, sem a divulgação da causa. Seu conjunto com o pai e suas irmas, que ficou em atividade, atenção, entre 1948 e 1994, é sem dúvida um dos principais grupos da história do soul dos Estados Unidos. Os indies mais desatentos no mínimo devem conhecer uma de suas integrantes, a Mavis Staple, irmã de Pervis e a única integrante do grupo ainda viva. Ela é uma grande amiga do Jeff Tweedy, do Wilco, que não só produziu como escreveu um disco inteiro para ela cantar, o lindo “If All I Was Was Black”, de 2017. Sobre seu irmão, Mavis escreveu: “Ele gostaria de ser lembrado como um homem justo, sempre disposto a ajudar e encorajar os outros. Ele era um dos mocinhos e viverá como uma verdadeira lenda de Chicago”. RIP, Pervis.

>>