Quando um Metallica invadiu o show do Royal Blood

>>

Screen Shot 2015-04-17 at 10.39.46

* Era apenas um show “normal” do ótimo duo inglês baixo-bateria Royal Blood em São Francisco, na Califórnia. A banda, que está tocando nos Coachellas, aproveitou a brecha entre os finais de semana para um rolê sonoro na região. E quarta passada foi a vez do tradicional Slim’s receber a apresentação intensa da dupla, segundo o “Guardian” um showzaço de hard rock de arena, entubado em concerto para clubinho.

O Royal Blood está numa fase absurda antes mesmo de ter soltado o primeiro álbum, homônimo, no final de agosto do ano passado. Os caras Mike Kerr e Ben Thatcher viraram banda-brother do Arctic Monkeys, que desfilavam com camisetas do Royal Blood. Em Nova York, o zeppelin Jimmy Page foi a um show deles e os considerou “fantásticos”. Gente como Howard Stern e Iggy Pop são fãs declarados. Quando o disco de estreia saiu, virou o álbum que mais vendeu em uma semana no Reino Unido nos últimos três anos, quebrando o recorde do disco de estreia do Noel Gallagher solo, de 2011. Li em algum lugar que ninguém provoca tanto stagedive hoje em dia na música do que o Royal Blood.

Daí que quarta os rapazes estavam fazendo seu show no Slim’s, quando o baterista do almighty Metallica, Lars Ulrich, foi visto na plateia. Foi devidamente convidado ao palco, assumiu a bateria de Ben Thatcher e começou a espancar tudo ao som de Mike Kerr. Sem ter o que fazer, Ben Thatcher foi se jogar no público, para um crowdsurf celebratório. Tudo isso na música que encerrou o show, a ótima “Out of the Black”. Tudo isso foi captado por um fã, em vídeo, que saiu no “New Music Express” e está também aqui embaixo.

>>