Slow Pulp junta dez tendências da música independente em um só vídeo. Veja session para a KEXP

>>

Captura de Tela 2020-12-09 às 3.20.50 PM

* Olha, se tem uma banda que cabe no revival de bandas femininas dos 90, na nova onda shoegaze, combina com Soccer Mommy, tem a firmeza sonora da Waxahatchee e talvez consiga escapar de todas essas referências que a prendem (não citamos toooodas que falam) é a banda Slow Pulp, de Chicago, que lançou o bastante elogiado e realmente interessante “Moveys”, seu disco de estréoa.

Aparentemente liderada pela loirinha cantora e guitarrista Emily Massey, mas na verdade uma banda de amigos de longa data, tipo desde o colégio, a Slow Pulp tem uma guitarra principal conduzida por Henry Stoehr de amargar de boa, botando o grupo num patamar de sdds Pavement (guardadas as proporções, né?). Até porque Emily foi a última a entrar para o quinteto.

Quando você vê ao vivo uma banda tão nova quanto o Slow Pulp, tipo nessa session para a KEXP, rádio linda de Seattle, das nossas, percebe claramente a solidez de uma formação unida porque moram juntos, passam o tempo todo juntos, fazem música juntos há muito tempo.

Uma banda indiezinha, por assim dizer, que sabe muito bem para onde está indo. E com essa session decentíssima e recentíssima para nós.

***

As músicas tocadas na Live on KEXP at Home são as seguintes:
– Idaho
– Falling Apart
– Track
– Trade It
– Montana

>>