Em ac/dc:

Popnotas – Wallflowers no James Corden. O AC/DC contra a praga da bruxa. Uma session do indie Real Estate. E outra do Royal Blood

>>

– Nesta semana apareceu no James Corden para um papo e um som o músico Jacob Dylan, filho do Bob e dono do Wallflowers. Entre um papo sobre manias em karaokê e sobre o disco novo da banda de indie-folk americana, “Exit Wounds”, que sai em 9 de julho, Jacob e seu grande grupo tocaram ao vivo o single novo, “Roots and Wings”. “Exit Wounds”, para se ter uma ideia, é o primeiro álbum do Wallflowers desde 2012. Lá se vão nove anos. E a performance para o Corden foi assim:

– O honorável grupo de hard metal australiano AC/DC lançou nestes dias mais um single de seu mais recente disco, “Power Up”, lançado em novembro do ano passado. A música é “Witch’s Spell”, que vem com um vídeo, digamos, místico. Para se livrar do feitiço da bruxa que grudou na veterana banda, eles fizeram umas cartas diferentes de tarot. Mais ou menos isso, pelo que entendemos.

– Indie num tanto que até dói, a Real Estate, banda que transita entre o Brooklyn e Nova Jersey, foi nesta semana tocar umas musiquinhas na rádio The Current, a emissora underground de Minneapolis que a gente gosta. Foi naquele modo de dizer. Bateram um papo à distância e mandaram uma session de três músicas, cada um tocando de sua casa. A session virtual contou com músicas do último EP do Real Estate, o pandêmico “Half a Human”, lançado em abril, completado pelo pequeno hit “Stained Glass”, de 2017. Vamos ver?
00:00 Half a Human
06:17 Stained Glass
10:47 Ribbon

– O barulhento duo inglês Royal Blood, prediletos da casa, participou de session da Absolute Radio, emissora (ou emissoras) britânica que tem no dial mas é fortíssima e variadíssima online. Para a Absolute Radio live, a dupla Mike Kerr (foto na home) e Ben Thatcher, com agregados, tocou duas de seu mais recente álbum, “Typhoons”, lançado em abril. Fizeram performance azul para a faixa-título e amarela para “Limbo”, dois de seus poderosos singles. Confira.

>>

Popnotas – A música misteriosa de Lil Nas X. As pistas para o disco novo do Rodrigo Amarante. O vídeo da nova velharia do Black Keys. E o Dave Grohl tocando AC/DC para os médicos

>>

CENA – Desde 2013 sem lançar um novo álbum, o conhecido Rodrigo Amarante anunciou o sucessor de “Cavalo”, que foi sua primeira experiência sozinho após os anos de Los Hermanos e Little Joy, a aventura de uns dois verões que ele teve com o baterista dos Strokes, o Fabrizio Moretti. Seu segundo disco vai levar o nome de “Drama”. A notícia veio acompanhada de um trailer, que não entrega informações objetivas – quem precisa de datas? Amarante sempre misterioso.

***

– E vem por aí uma inédita do Lil Nas X (foto na home). O rapper cantor americano vai ter a honra de ser a última atração musical da atual temporada do lendário e alive-and-kicking programa de TV nova-iorquino “Saturday Night Live”, um espaço que o programa costuma reservar para os maiores da música, como Mick Jagger, Kanye West, Rihanna – se bem que em algumas temporadas as atrações musicais são tão relevantes que o último episódio nem soa tão headliner assim. Sabendo da oportunidade, ele vai mandar, lógico, seu hit “Montero”, mas também terá espaço para essa nova e misteriosa faixa que andam dizendo por aí. Lá vem o Lil Nas X.

***

– O duo Black Keys, de Akron, Ohio, soltou mais um single do seu álbum com versões de músicas que os inspiraram – traduzindo: um monte de country e blues muito (mas muito) antigos. A música da vez é “Going Down South” de Robert Lee Burnside, bluesman que por anos tocou e trabalhou nos subterrâneos da música americana até ser reconhecido, nos anos 90, por artista gigantes como Bono e Iggy Pop. A faixa do Black Keys ganhou um vídeo bonito em um passeio pelo sul norte-americano. A coletânea “Delta Kream” chega às plataformas na próxima semana.

***

– Já que nada pode deter nunca nosso amigo Dave Grohl, vamos às últimas dele. O cara do Foo Fighters e do recentíssimo documentário “What Drives Us” (já viu no Amazon Prime?) apareceu ontem em um show do Brian Johnson, do AC/DC, para tocar “Back in Black”, um dos grandes clássicos da mitológica banda hard rock australiana. O show de Johnson foi num evento no SoFi Stadium, em Los Angeles, no domingo, especial para a Global Citizen, ong internacional, lutando pela conscientização da importância da vacina, por mais que lutar por isso seja um absurdo. Mas enfim. Show com público mostrado no vídeo abaixo, Johnson e Grohl tocou o hit secular para uma plateia de milhares formada em sua grande maioria por médicos e enfermeiros da linha de frente do combate ao vírus, devidamente vacinados. E muitos usando vestimentas médicas. Temos um trecho de “Back in Black”, no encontro Brian Johnson e Dave Grohl. Em tempo, o vocalista do AC/DC é amplamente entrevistado no doc de Grohl.

>>

Depois do auê todo da volta, AC/DC dá um tiro na nossa escuridão em single novo

>>

* Uma volta do AC/DC com formação clássica só poderia resultar numa música clássica, bem AC/DC. A banda australiana mais famosa (não, não é o Tame Impala _ ainda), depois de um fuzuê nas redes sociais anunciando seu retorno à ativa, lança agora “Shot in the Dark”, um tiro no claríssimo mundo do hard rock que ajudou a formar, nos anos 70.

E, vamos falar, para um mundo pandêmico deprimente como este, um rock clássico até que cai bem.

Brian Johnson, Angus Young, Phil Rudd e Cliff Williams, reunidos, vão lançar “POWER UP”, álbum de número 17 que sai no próximo dia 13 de novembro, em vários formatos.

Em 2016, Brian Johnson teve um grave problema de audição e foi substituído por Axl Rose, do Guns N’Roses, uma das movimentações musicais mais bizarras deste século. Agora Johnson e seu marcante quepe estão de volta para tentar nos salvar do vírus.

>>

AC/DC volta a ficar online, posta vídeo raro de “Highway to Hell”, e alimenta rumores de uma nova turnê até com o Brian Johnson retornando. Dizem até que…

>>

060115_acdc

Vira e mexe aparecem boatos fortes a respeito do gigante AC/DC. Qualquer movimento da banda, oficial ou não, deixa a base de fãs do grupo ao redor do mundo ouriçada. A mais recente vem a partir das redes sociais dos australianos.

Há quase dois anos, o grupo não postava nada em seu Facebook, por exemplo. Até esta semana. Eles subiram um conteúdo que abre as comemorações pelos 40 anos de lançamento do clássico disco “Highway To Hell”. O vídeo publicado é de uma apresentação da faixa título em um programa de TV holandês, “Countdown”, em 1979, ainda com o ex-vocalista Bon Scott, que morreria meses depois.

A movimentação online do AC/DC vem em uma época em que são fortes os rumores acerca de um retorno da banda aos palcos com o vocalista Brian Johnson, que deixou o grupo em 2016 devido a problemas auditivos. À época, a banda chegou a cancelar shows porque o cantor poderia ficar surdo de vez se continuasse fazendo turnês. Pouco tempo depois, Axl Rose assumiu o microfone do AC/DC em shows pelo mundo e segurou bem a bronca.

Desde o ano passado, são muitos os rumores sobre, inclusive, a gravação de um disco que incluiria, além de Johnson, os músicos Phil Rudd e Cliff Williams. A rádio canadense V100 tem garantido que, em breve, shows serão anunciados.

***

* Bom, já que estamos no campo dos rumores, parece até que o AC/DC pode aparecer por aqui no primeiro semestre do ano que vem.

>>

Eita! Parece, Brian Johnson e Phil Rudd estão de volta ao AC/DC. Gravando um novo disco ainda por cima

>>

O seminal AC/DC parece estar com ótimas novidades para os fãs. Brian Johnson e o baterista Phil Rudd, parece, estão de volta ao grupo. A informação é do jornal The Georgia Straight.

A publicação conta que a banda australiana está em Vancouver gravando um novo disco no mesmo estúdio onde foram trabalhados os últimos três álbuns deles.

Johnson deixou o grupo após ter sido diagnosticado com um problema auditivo grave no início de 2016. À época, a banda chegou a cancelar shows porque o cantor poderia ficar surdo de vez se continuasse fazendo turnês. Pouco tempo depois, Axl Rose assumiu o microfone do grupo em shows pelo mundo.

O The Georgia Straight divulgou uma foto da dupla nos arredores do estúdio.

Foto: The Georgia Straight

Foto: The Georgia Straight

>>