Em afterlife:

Remix do ano? Flume bota a mão em “Afterlife”, do Arcade Fire

110814_flume

O grande DJ e produtor Flume, para este espaço um dos ótimos shows / “descobertas” do Lollapalooza Brasil deste ano, resolveu botar toda sua genialidade em cima de uma das músicas mais belas do indie nos últimos anos, a intrigante “Afterlife”, da banda canadense Arcade Fire.

Depois de botar a mão em “Tennis Court”, da Lorde, o australiano, que em seus sets vai do dubstep ao hip hop e ao pop descarado sem quebrar o embalo, deu uma retrabalhada boa no recente hit da banda do Win Butler e o transformou em um remix viajado de 10 minutos.

A produção vai ganhar lançamento oficial em vinil 12″ com tiragem limitada, em data ainda a ser anunciada.

* A “Afterlife” original.

>>

Para onde ir quando o amor acaba? O novo vídeo ao vivo do Arcade Fire

>>

* U-uuû. U-uuû!

Screen Shot 2014-04-11 at 7.58.44

Depois de fazer o melhor show do Lollapalooza Brasil, a banda canadense Arcade Fire está a caminho do Coachella Festival, que começa hoje na Califórnia. O grupo de Montreal (sabia que em Montreal dão-se quatro beijinhos no rosto para cumprimentar? homens e mulheres?) é o grande headliner de domingo.

O Arcade Fire também será headliner do Primavera Sound (Barcelona) e do Glastonbury (Inglaterra) e por aí vai. E foi do Big Day Out na Austrália e no Lolla BR. Este é o ano deles, ao vivo.

Screen Shot 2014-04-11 at 8.10.26

Ontem, como um “aquecimento Coachella”, eles lançaram um vídeo meio que oficial da maravilhosa “Afterlife”, canção tocante do álbum “Reflektor”. Um outro vídeo para essa música, aliás. Desta vez ao vivo. Imagens e som tirados do show que a banda fez dia 31 de outubro do ano passado no Palladium, em Los Angeles, no Halloween. Em p&b.

When love is gone
Where does it go?
And where do we go?

I’ve gotta know!

>>

Arcade Fire volta a lidar com a morte em novo vídeo para "Afterlife"

>>

211113_arcaddefire

O Arcade Fire soltou seu terceiro vídeo para a talvez melhor faixa do seu mais recente disco, “Reflektor”. A nova tradução visual para uma de suas marcantes canções, feita em parceria com o Creators Project e direção de Emily Kai Bock, faz uso da belíssima “Afterlife”, música que reflete a vida após a morte, não necessariamente a de quem morreu, mas a de quem ficou. Ou, como a própria letra diz, “A gente grita e berra, até arrumarmos um jeito de lidar com a história”.

O vídeo mostra uma família com o pai e dois filhos – um adolescente e um pequeno – tentando lidar com a história de que a “mãe da família” não está mais entre eles. E cada um vive (procura viver) e curte suas angústias, tendo como fundo sonoro o drama e as variações de intensidade características da música do Arcade Fire, em seus principais momentos, voltando a encanar com a morte de modo forte, tipo no nível do primeiro álbum, que não por acaso se chama “Funeral”.

Achei lindo.

* O Arcade Fire é a principal atração do Lollapalooza Brasil do ano que vem. A banda canadense fecha o festival no domingo, dia 6 de abril, em Interlagos. Você vai fantasiado de quê?

>>

Gritamos e berramos. Arcade Fire ao vivo na TV alemã

>>

* Aê, alemão.
Falando em grandes discos do ano, e o Arcade Fire novo, já assimilou? Bota no top 10 de 2013? Você vê o James Murphy ali?

Screen Shot 2013-11-19 at 11.37.35 AM

A banda canadense, enquanto março não chega para sair oficiamente em turnê (que passa em abril por São Paulo e, dizem, Rio), anda perambulando para divulgar aqui e ali o seu novo álbum, “Reflektor”, aquele das simbologias e teasers mil. Ontem, tocaram uma música ao vivo num programa de auditório da TV alemã. A escolhida foi “Afterlife”, a canção que eu considero, no momento, a segunda melhor do disco.

A performance do Arcade Fire foi no “Circus Halligalli”, o “late-show” dos “alemão”, uma espécie torta de Jools Holland da Bavária que começou a passar neste ano, parece. Mais um “Globo de Ouro” na verdade, pelo que eu li.

Detalhe para a banda tocando sob o enorme globo de discoteca. E, entendi assim, na plateia estavam as máscaras gigantes.

“Afterlife” é linda, não?

>>

A Anitta AND o videoclipe ao vivo incrível do Arcade Fire no Youtube Awards

>>

* Assim, deixa eu explicar. Ontem à noite foi transmitido ao vivo o primeiro Youtube Music Awards, direto do Pier 36, em Nova York, com apresentações de gente linda como Arcade Fire, M.I.A., Lady Gaga, Tyler the Creator e Eminem. Até aí tudo bem (!), não fosse que a “direção criativa” do evento seria de responsabilidade do diretor Spike Jonze, o que já indicava que a premiação não seria normal. Para contribuir com o clima “diferente”, a apresentação do Youtube Awards foi do ator Jason Schwartzman. A produção executiva era da Vice. Definitivamente, não seria uma noite comum.

Daí que Spike “Where The Wild Things Are” Jonze fez um vídeo para a linda “Afterlife”, do Arcade Fire, ENQUANTO a banda se apresentava ao vivo. O resultado ficou incrível. Jonze construiu uma trama paralela videoclíptica, feita com atuação dançante da ótima atriz Greta Gerwig (do espertíssimo “Frances Ha”), e mesclou à performance do Arcade Fire que ocorria naquele momento no Pier 36. Olha isto:

(Repare, o vídeo do Youtube ainda não é do Youtube, porque o Youtube ainda não liberou os vídeos do Youtube Music Awards)

A Anitta entrou na história porque teve uma etapa “Rio” do Youtube Awards, com performances dela, Thiaguinho, MC Guimê, entre outros. Esses vídeos estão liberados, haha.

“Afterlife” está no disco novo do Arcade Fire, “Reflektor”, lançado na semana passada.

Em janeiro de 2014 chega às telas o novo filme de Spike Jonze, a ficção científica doida chamada “Her”, que vai ter música do Arcade Fire e apresentará no elenco “apenas” Joaquin Phoenix, Amy Adams, Scarlett Johansson, Rooney Mara e Olivia Wilde.

>>