Em Alex Turner:

Arctic Monkeys reaparece com disco ao vivo, pelas criancinhas da guerra

>>

* Sumidaço na quarentena, nosso amigo Alex Turner resolveu nos dar uma bela opção de presente de Natal (vai ter Natal neste ano?). O Arctic Monkeys anunciou hoje o lançamento o álbum ao vivo “Live at the Royal Albert Hall”, a sair no dia 4 de dezembro. Com causa nobre e tudo.

Temos até um pequeno trailer disso:

“Arctic Monkeys – Live at the Royal Albert Hall” é o registro de show de 2018 na suntuosa casa de ópera de Londres, em parte da turnê do disco “Tranquility Base Hotel & Casino”, lançado naquele ano. O álbum trará 20 músicas, estas que seguem aqui embaixo:

1. Four Out Of Five
2. Brianstorm
3. Crying Lightning
4. Do I Wanna Know?
5. Why’d You Only Call Me When You’re High?
6. 505
7. One Point Perspective
8. Do Me A Favour
9. Cornerstone
10. Knee Socks
11. Arabella
12. Tranquility Base Hotel & Casino
13. She Looks Like Fun
14. From The Ritz To The Rubble
15. Pretty Visitors
16. Don’t Sit Down ‘Cause I’ve Moved Your Chair
17. I Bet You Look Good On The Dancefloor
18.StarTreatment
19. The View From The Afternoon
20. R U Mine?

Tudo a ser arrecadado com a venda deste disco ao vivo vai direto para a organização War Child UK, que ajuda crianças traumatizadas físicas e mentalmente com situações de guerra a serem mais protegidas, reabilitadas e educadas. A ong está bastante fragilizada em arracadações neste ano de pandemia. E a situação das crianças da guerra e suas famílias, com um vírus a solta para agravar, pior ainda.

Esse show do Arctic Monkeys, lá atrás em 2018, já foi realizado pela causa da War Child. Agora está virando disco com o mesmo propósito.

O álbum vai estar à venda em vinil e CD duplos, além da versão digital. Uma edição limitada também dupla e com o vinil branco também estará disponível. Encartado em todos os formatos físicos virá o pôster do show.

* O Youtube guarda uma filmagem desse show em especial do Royal Albert Hall, com câmeras 4K, para você ter uma ideia do som que vai sair prensado em álbum beneficente.

***

* A imagem que ilustra a chamada da home da Popload para este post é de Andy Paradise.

>>

Help! Arctic Monkeys rifa guitarra histórica para salvar as casas de shows da Inglaterra

>>

* O estrago que a pandemia fez em diversas áreas da música, o que inclui muito as necessárias casas de shows de médio e pequeno porte que, fechadas, não conseguem se manter, pagar funcionários, afeta essa importante roda econômica do mundo do entretenimento. Em qualquer lugar do planeta.

Na Inglaterra, a banda Arctic Monkeys resolveu lançar nesta semana uma campanha para ajudar a aliviar a situação de casas à beira da falência, do país inteiro e em especial o tradicional clube Leadmill, de Sheffield, a terra deles.

Alex Turner e amigos estão levantando um crowdfunding para arrumar algum dinheiro para não deixar fechar os clubes nos quais bandas e artistas hoje enormes como ele começaram a carreira. O quarteto ainda está promovendo uma rifa para aumentar o $$$, dando como prêmio a guitarra preta Fender Stratocaster que Turner usou tanto no Leadmill (900 pessoas na capacidade) quanto no Reading Festival de 2006, quando o AM estourou na turnê do primeiro disco, o histórico “Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not”.

Quem comprar um número da rifa, automaticamente vai receber um acesso livre e exclusivo para assistir em streaming essa marcante apresentação do grupo no Reading.

Quem quiser fazer um lance pela guitarra de Alex Turner é só ir no crowndfunder.co.uk e tentar a sorte. O bilhete da rifa custa 5 libras, algo em torno de R$ 35.

Até o momento que este post está sendo escrito, quase 40 mil libras, perto de R$ 240 mil, foram arrecadados.

Abaixo, Alex, sua Fender preta e o Leadmill num trecho de show deles no começo da carreira.

>>

Arctic Monkeys entra hoje na onda dos shows antigos transmitidos. Mas em rádio

>>

* A queridinha banda inglesa Arctic Monkeys, do queridinho Alex Turner, finalmente vai aparecer no meio da quarentena. Não é live, não tem Youtube. Eles vão aparecer só em áudio. Hoje, a Radio X inglesa retransmite um famoso show do grupo de Sheffield em Londres, em maio de 2014, às 8 da noite no Reino Unido, 4 da tarde aqui no Brasil.

Esse show, do dia 24 de maio daquele ano (a Popload esteve lá), foi o segundo que a banda fez no parque do norte de Londres dentro da turnê mundial do excelente álbum “AM”, lançado no ano anterior. Na verdade foi um minifestival liderado pelos Monkeys, que botou ainda para tocar todos os brothers deles: Tame Impala, Miles Kane e Royal Blood.

Captura de Tela 2020-05-08 às 11.12.39 AM

Essa segunda das duas apresentações no Finsbury Park (a outra foi no dia anterior, 23/5) mesclou músicas do “AM” com um desfile de hits dos quatro álbuns anteriores da banda, mais uma música do Last Shadow Puppets, com a óbvia presença no palco do guitarrista Miles Kane.

O show, a ser reprisado hoje na X, foi isto:

‘Do I Wanna Know?’
‘Snap Out of It’
‘Arabella’
‘Brianstorm’
‘Don’t Sit Down ‘Cause I’ve Moved Your Chair’
‘Dancing Shoes’
‘Library Pictures’
‘Crying Lightning’
‘I Bet You Look Good on the Dancefloor’
‘She’s Thunderstorms’
‘No. 1 Party Anthem’
‘Why’d You Only Call Me When You’re High?’
‘Fireside’
‘Cornerstone’
‘Knee Socks’
‘Fluorescent Adolescent’
‘505’
‘Standing Next To Me’
‘One For The Road’
‘I Wanna Be Yours’
‘R U Mine?’

* A Radio X pode ser sintonizada a qualquer momento daqui do Brasil por seu site ou em dezenas de apps de rádios disponíveis.

>>

O Melhor do Twitter: edição “Haters Gonna Odiar Muito”

>>

****
O Twitter ama odiar muitas coisas. Nem tem a ver, desta vez, com o Coiso, porque isso não é exclusividade do Twitter, né? Estamos falando daquelas discussões que voltam a cada estação, tipo o pavor do Amigo Secreto da Firma ou o novo look do Alex Turner. Ou aquelas que surgem de quatro a quatro anos, tipo Copa, Olimpíadas e o Los Hermanos. A gente não arrisca nem tomar partido, porque o melhor mesmo é ver o debate rolar. Não parem nunca.
****

>>

Careca, cabeludo. O vídeo novo do Arctic Monkeys, que é velho, e confundiu a galera um pouquinho

>>

041018_am2

Há mais ou menos uns três meses, Alex Turner chocou (!) o mundo quando apareceu em público sem sua costumeira e vasta cabeleira. Careca, o muso indie dividiu opiniões sobre seu novo visual, mas ainda assim continua partindo corações por aí.

Daí que apareceu por agora uma apresentação do Arctic Monkeys no programa do James Corden tocando a linda “One Point Perspective”, daquele disco também polemiquinho, “Tranquility Base Hotel & Casino”. No vídeo, Turner está… cabeludo.

Depois de uma confusão inicial, fãs alertaram que a banda gravou a apresentação em maio, na época que apenas “She Looks Like Fun”. Pelo visto, Turner ainda não tem superpoderes para “crescer” o cabelo em tão pouco tempo. Ainda.

Nunca é demais lembrar que o Arctic Monkeys será uma das atrações do…

>>