Em amarante:

Popload Festival 2014 na “intimidade”. Os shows, os vídeos, as fotos

>>

Screen Shot 2014-12-02 at 8.10.37

* Isso a gente martelou bastante no discurso, mas queríamos ver até onde a prática iria nos favorecer ou jogar contra. Quando pensamos em tentar fazer um festival diferente dos outros festivais, queríamos trazer a ideia de um festival grande num formato pequeno. Melhorar a experiência. Fazer um festival com 14 atrações com jeitão de festa íntima, estrutura grande em lugar nem tanto para que os shows fossem mais bem apresentados, sem distâncias enormes a percorrer de um palco a outro, com comida e bebida suficientes e “fáceis” de serem adquiridas, espaço de convívio decente para a galera etc.

A série de shows Popload Gig começou em 2009 como festival, com bem menos bandas mas com essa intenção. Mas como o nosso fôlego nesse mercado e os tiros ainda eram curtos, tudo em nome da tal experiência, fomos encurtando o formato até que ele virasse um show mesmo. Ou dois.

O Popload Festival do ano passado retomou essa nossa “ambição”, com o The XX encabeçando a história, a banda já e em si colaborando para essa “experiência diferente” que queríamos empregar. E assim o grupo, com “nossa cara”, a cara da Popload, veio pela primeira vez ao Brasil.

metro2

Mas foi neste ano, neste último final de semana, que a gente chegou perto de onde queríamos e queremos chegar. Isso encareceu muito os custos, de organização e de ingressos, mas o resultado, para nós e para as 6 mil pessoas que foram, pelo menos a maioria delas nos parece, foi bem satisfatório.

De tudo o que falaram e escreveram sobre o Popload Festival 2014, a gente destaca aqui uma parte da resenha da “Billboard Brasil”, que sintetiza o que buscamos como espaço no meio de tantos festivais que existem em São Paulo, no país.

“Talvez o nome mais procedente para o Popload em vez de festival fosse festa, tamanho o tom lúdico que envolve o evento. Bandas que têm público, mas não são das que lotam estádios, inseridas num conceito que passa longe dos perrengues de festivais. A todo instante, o ambiente estava limpo, não havia filas e a organização foi irretocável. Uma proposta diferente, com público menor, que seria muito frutífera se virasse moda por aqui. Diversão e música sem stress é o lema.”

O festival em si e o que o cercou rolaram bem, na nossa avaliação e segundo o feedback que tivemos, como este acima. Os concertos no metrô durante a semana, a área de alimentação no Audio Club, as ações sociais com ONGs importantes, o pandemônio luminoso-criativo do artista Muti Randolph para o Cubo, o desconto do 99taxis, o caminhão enorme de chope da Heineken e a pergunta geral “Como botaram isso aqui?”, a transmissão ao vivo em TV e internet, pelos canais Bis e Multishow.

Ah, e teve também, e até, show na sexta e no sábado. Tipo os absurdos do Tame Impala, o inacreditavelmente fofo Metronomy, as intempéries cool da musa Cat Power, o excelente Boogarins, Amarante e Jeneci representando com bandaças, o indie Pond, os mágicos do 2ManyDJs, os arrasos rock-eletrônicos de Mixhell, Fatnotronic, Nepal, o su-ce-sso folk do Lumineers e os hit-bagunça das Icona Pop.

O Popload Festival teve ainda a galera, que produziu vídeos ótimos, o fotógrafo Fabrício Vianna, que traduziu muito bem os shows em imagens e a ação com o Instagram Brasil, que fez o festival chegar longe.

Tipo isso:

tame3

Kevin Parker e a galera maravilhada com o show do Tame Impala. O melhor do festival? O melhor do ano?

pop4

A cara do Audio Club momentos antes de as portas se abrirem para o Popload Festival 2014

lumi6

O grupo Lumineers não se contentou em tocar apenas no palco

cat5

A musa indie Cat Power distribui flores em um de seus dois shows no festival…

galera8

…E essa garota recebeu uma

2many

Os sempre geniais 2ManyDJs chacoalhou o Club eletrônico do Popload Festival

booga

A banda mais internacional do Brasil hoje, os goianos do Boogarins, na ginga psicodélica de Dinho

galera11

Parece que o povo estava animado no maravilhoso show do Metronomy. Parece

lumi3

O momento folk-sucesso do Popload Festival foi o showzaço do Lumineers

metro9

It’s sensible. It’s sensible. Metronomy foi o principal show do sábado no festival

galera6

Eu apostava que vocês eram bonitas na pista de dança. Eu e o Alex

tame8

Todas as luzes do show-viagem do Tame Impala na sexta-feira do Popload Festival

mixhell

A “mistura infernal” do Mixhell, com um dos mais brutais bateristas da história do heavy metal virando astro de clubinho

pop6

O mundo iluminado de Muti Randolph foi uma das atrações do Popload Festival 2014

amarante2

Lo hermano Amarante mandou sua MPB-folk-hippie na sexta do festival

popload10

O fumódromo verde do Audio Club, o meio do caminho entre os palcos

lumi5

Mais Lumineers no meio da galera. O folk vai às massas

** O Popload Festival aconteceu com o patrocínio da cerveja Heineken.

>>

Novembro: Popload Festival em SP

>>

* Já estava grandinho, para um festival indie. Agora…

CAT POWER Press Shot

É muita atração incrível para uma casa de shows fechada só, mas a história final (acho que final) vai ser assim. O Popload Festival, que acontece nos dias 28 e 29 de novembro no Audio Club, em São Paulo, orgulhosamente anuncia as vindas da guitarrista americana CAT POWER e a mágica dupla belga 2MANYDJs para fechar a escalação gringa de sua segunda edição.

O festival, apresentado pela marca de cervejas Heineken, bota também em seu line-up os brasileiros Rodrigo Amarante (ex-Los Hermanos), hoje mais musicalmente gringo que carioca, e o indie-MPB Marcelo Jeneci. Paul Collins, da cultuada banda Beirut, que está no festival, tem um DJ set confirmado no evento.

100914_poploadfest

A adorada Cat Power (acima) vem ao Popload Festival em sua forma mais bacana, no entendimento deste site-blog: apenas ela e a guitarra, como no início da carreira. Ela e os manos do 2ManyDJs (abaixo) se juntam na escalação a LUMINEERS, BEIRUT, TAME IMPALA, METRONOMY e ICONA POP, entre outras atrações, para formarem o time de 15 nomes para 2 dias de shows.

Screen Shot 2014-09-10 at 8.52.42

E isso ficou assim: Cat Power, Amarante e Paul Collins DJ se apresentam no dia 28. 2ManyDJs e Jeneci entram na escalação do dia 29. O panorama geral é este:

28/11, sexta: Tame Impala, Cat Power, Icona Pop, Pond, Rodrigo Amarante, Boogarins, Fatnotronic e DJ Set Paul Collins (Beirut)

29/11, sábado: The Lumineers, Metronomy, Beirut, 2manydjs, Marcelo Jeneci, Mixhell e Nepal


Tudo sobre o Popload Festival, mais as informações de ingressos, pode ser encontrado aqui.

* O Popload Festival, segunda edição, pode ter desdobramentos paralelos na semana de sua realização. E uma outra atração especial, se vingar, pode entrar no line-up.
Vamos ver, vamos ver!

>>