Em arcade fire:

M. Ward deixa o She & Him um pouco de lado e vira um contador de histórias em novo álbum solo

>>

030420_mward

Uma das metades do She & Him, dupla que forma com a atriz fofura Zooey Deschanel, o músico e produtor M. Ward lançou nas primeiras horas desta sexta-feira seu sexto disco solo.

“Migration Stories” tem 11 faixas novinhas e foi gravado na companhia dos músicos Richard Reed Parry e Tim Kingsbury, do Arcade Fire. A produção ficou a cargo de Craig Silvey, também com trabalhos ligados à banda canadense e ao Arctic Monkeys.

M. Ward conta que o disco é sobre histórias que se entrelaçam. “Acho que a música, subconscientemente, seja escrevendo ou ouvindo, é um filtro para mim. Ela me ajuda a processar todas as más notícias em algo novo para construir. Alguns registros para mim são como profecias auto-realizáveis, visualizando mudanças para desejar que algo ocorra. Esses registros inspiraram este disco”.

O projeto pode ser conferido abaixo.

>>

Win Butler invade a internet e mostra trecho de uma música inédita. Seria uma nova do Arcade Fire?

>>

020420_winbutler2

Líder do incrível Arcade Fire, Win Butler parece ter aproveitado a quarentena para botar algumas de suas demandas em dia.

Ele resolveu colocar em seu canal no Instagram o trecho instrumental de uma música inédita. Sem dar muitos detalhes, ele apenas disse que “às vezes levam-se 20 anos para escrever uma música”.

Muitos fãs acreditam (e estão torcendo para) que a gravação possa ser uma nova canção do Arcade Fire, que estaria trabalhando em seu sexto álbum de estúdio. O último disco cheio dos canadenses é “Everything Now”, lançado em 2017.

Saw someone ask if you could listen to Wins story without an instagram account so whoever asked here ya go from r/arcadefire

>>

Em podcast sobre basquete, Win Butler entrega que o Arcade Fire deve lançar novo material “em breve”

>>

040817_arcadefire2

O incrível Arcade Fire, parece, não passará o ano de 2019 em branco. E quem confirmou a notícia foi nada menos que Win Butler, líder da trupe.

Fã de basquete, Win participou de um podcast voltado para o gênero, o The Ringer NBA Show. Torcedor do New Orleans Pelicans e jogador amador, o vocalista da banda canadense disse que o grupo está “trabalhando em uma faixa”.

Perguntando se há a intenção de se lançar algum projeto ainda este ano, ele disse que “sim” e que isso será divulgado até certo ponto em breve. O último disco do Arcade Fire é “Everything Now”, lançado em 2017, álbum que trouxe o grupo ao Brasil para um grande show no Anhembi.

A participação de Win começa perto do minuto 38:00.

>>

Morremos!!! Arcade Fire toca o “Funeral” na íntegra em show na Califórnia, ontem

>>

Captura de Tela 2018-09-21 às 8.25.53 AM

* Ontem à noite, primeiro show de uma pequena residência de três apresentações no Greek Theatre, teatrão da Universidade de Berkeley, na California, colada em San Francisco, a banda canadense Arcade Fire surpreendeu 8.500 fãs e tocou, na íntegra, cabo-a-rabo, seu disco de estreia, o importantíssimo “Funeral”, de 2004.

O show teve duas partes. Primeira, as dez músicas do álbum debut, de “Neighborhood #1 (Tunnels)” a “In the Backseat”. Na segunda, 13 canções que misturam seus quatro álbuns restantes, como “Reflektor”, “The Suburbs” e “Everything Now”.

A banda toca ainda no Greek Theatre nesta sexta e amanhã, sábado. No domingo, é uma das grandes atrações do Life Is Beautiful Festival, importante evento de Las Vegas, que é realizado nas ruas de Downtown, longe da muvuca turística e de jogos.

Na apresentação de ontem, o grande grupo de Win Butler tocou todo ele vestido socialmente, de terno e gravata.

Abaixo, a performance de ontem para os clássicos “Neighborhood #1 (Tunnels)” e “Wake Up”, ambas do “Funeral”. E o setlist do show do primeiro da série de três no Greek Theatre.

***

>>

As definições para “parceria” foram atualizadas: Arcade Fire toca The Pretenders em Londres, com a Chrissie Hynde junto

>>

120418_arcade_chrissie

Em show especialíssimo realizado nesta semana em Londres, o Arcade Fire recebeu nada menos que a eterna Chrissie Hynde no palco da Wembley Arena para uma reedição da clássica “Don’t Get Me Wrong”, do Pretenders.

A aparição inesperada da cantora, que recentemente esteve no Brasil abrindo os shows do Phil Collins, foi o ponto alto da apresentação que teve ainda ela própria junto de Bryce Dessner (do National) e a Preservation Hall Jazz Band entoando os versos de “Wake Up”.

O Arcade Fire está na Inglaterra com a turnê do disco “Everything Now”, lançado ano passado, e que passou pelo Brasil em dezembro.

>>