Em ariel pink:

Popnotas: Taylor Swift encara Michael Jackson na “Billboard”, Sex Pistols via Danny Boyle, Ariel Pink demitido e um vídeo de dEUS

>>

– A gente comentou por aqui quando a Taylor Swift perdeu seu post de número 1 na lista de álbuns da revista americana “Billboard”, que dita as paradas por lá. Mas ela retomou o posto nesta semana e ainda alcançou uma marca e tanto. Agora Taylor e Michael Jackson têm o mesmo tanto de semanas no posto máximo da lista: 51. A ex-diva-country-pop-hoje-indie precisa daqui para a frente brigar com outros gigantes: The Beatles, 132 semanas, Elvis Presley, 67, e Garth Brooks, 52. Este último parece molezinha. Go, Taylor.

– Promete ser interessante essa “Pistol”, a série dirigida pelo Danny Boyle sobre os Sex Pistols, mais precisamente do ponto de vista de Steve Jones, já que o texto vai ser baseado nas memórias do ex-guitarrista da banda.
“Lonely Boy – Tales from a Sex Pistol”, de 2016, lançada dentro das comemorações de 40 anos do punk, foi considerado à época um dos livros do ano. Na lista de atores, talvez a mais conhecida é Maise Williams, a Ayra de “Game of Thrones”. Ela fará o papel da famosíssima e loucaça Jordan, uma das personagens fascinantes da época que ajudou a moldar o visual do punk. Jordan trabalhou na butique da estilista Vivienne Westwood, a SEX, onde tuuuuuuuuuuuuudo começou.

– Aquele rolê zoado, para dizer o mínimo, que o Ariel Pink deu no Capitólio americano na semana passada trouxe suas devidas consequências para a música indie. A Mexican Summer, sua gravadora atual, resolveu encerrar seus trabalhos com o artista. Ariel Pink devidamente foi cancelado geral.

– O grupo galês Manic Street Preachers deu um sinal de trabalho no Instagram, postando parte do que já desenvolveram no estúdio. Disco novo em breve.

– Você anda chamando tanto Deus que ele apareceu, mas na forma de dEUS, a banda. O canal de TV alemão Rockpalast subiu em seu Youtube nesta semana um show da cultuadíssima banda belga de 2015, no Haldern Pop Festival, que acontece desde 1984 em linda região perto do rio Reno, no lado ocidental da Alemanha. O vídeo tem deliciosa 1 hora e 15 min, com 14 músicas de uma das bandas mais interessantes fora-do-eixo UK-US.

>>

POPNOTAS, 7 de janeiro – Nick Cave “apenas” tem um álbum novo pronto, a volta do Kings of Leon com duas músicas e o papelão do Ariel Pink

>>

– Só o Nick Cave mesmo. Em sua newsletter, ele deixou uma informação quase que escondida em uma resposta a um fã. Ele e os Bad Seeds estão de álbum novo. “Carnage” é o nome do disco e pelo que ele disse já está gravado. E isso é tudo que sabemos. Ah, seu fiel escudeiro Warren Ellis está no rolê também.

– A gente comentou por aqui que o Kings of Leon (foto na chamada da home) estava armando algo dando um gostinho de várias inéditas nas redes sociais. Agora oficializou. “When You See Yourself”, oitavo álbum deles, chega no dia 5 de março. Por conta do anúncio, a banda soltou dois sons na íntegra, hoje: “The Bandit” e “100,000 People”. Está sem tempo? Escuta só a primeira que é a melhorzinha.

– Não é de hoje, Ariel Pink, que tanto já apareceu por aqui com suas boas músicas, é umtrumpista declarado. Além do apoio que dá no Twitter, o músico confirmou que esteve nos protestos que acabaram na invasão ao Capitólio na quarta-feira, 6. Zuado é pouco. Ainda em política, Jello Biafra, deu um esculacho no que sobrou do Dead Kennedys, sua ex-banda. A conta oficial do grupo fez um post elogiando o senador republicano Mitt Romney. “How dumb and clueless can you get??”, escreveu Jello em resposta. Precisa de tradução?

– A premiação BBB Sound of 2021 foi ganha pelo rapper Pa Salieu. Na turma que escolhe o vencedor da premiação, nomes como Billie Eilish e Stormzy, entre centena de profissionais da música. O BBC Sound of tenta sempre adiantar quem vai ser o nome da vez. Alguns vencedores do prêmio mostram que eles geralmente acertam na aposta: Adele, HAIM, Michael Kiwanuka, Ellie, 50 Cent, Corinne Bailey Rae, Keane são alguns dos vencedores anteriores. Vale também buscar os nomes do que quase levaram esse prêmio.

– Martin Gore, do Depeche Mode, vem de EP instrumental no dia 29 de janeiro. Segura o grave do seu fone ou da sua caixinha. Estouro.

Tom Morello, do Rage Against the Machine, e Serj Tankian, do System of a Down, se reuniram para regravar “Natural’s Not in It”, clássico do Gang of Four. O som, disponível no Soundcloud americano (ouça aqui) vai para a coletânea “The Problem of Leisure: A Celebration of Andy Gill and Gang of Four”, que só saí em maio.

– Um dos lançamentos mais bonitos do dia. Uma versão para “Reason to Believe”, uma música dos anos 60, reinterpretada pela incrível multiinstrumentista camaronesa Vagabon e nossa heroína australiana Courtney Barnett.

>>

Psicodelia torta na quarentena: saiu uma música inédita do Ariel Pink

>>

150917_arielpink2

Sujeito que tem tipo de doidinho, mas no fundo é um cara bem talentoso, Ariel Pink acaba de lançar uma música inédita dentro do projeto “Looking Glass”, uma “coletânea para a quarentena” curada pelo selo psicodélico de Nova York Mexican Summer.

A nova música de Ariel Pink se chama “Iron Worrier”. Também estão no projeto nomes como Connan Mockasin e Julie Byrne.

Ariel Pink tem dedicado os últimos meses à sua trilogia de raridades, que recebeu o nome “Ariel Pink Archives”. Essa trilogia basicamente ressuscita e de certa forma presta uma homenagem aos primeiros anos do cantor, quando ele ainda se apresentava como Haunted Graffiti, lá no início dos anos 2000.




>>

Com um par de músicas antigas, porém novas, Ariel Pink continua mostrando ao mundo quem era o Ariel Pink do ano 2000

>>

070617_arielpink2

O sempre imprevisível Ariel Pink deu início à segunda parte da trilogia Ariel Pink Archives, projeto que basicamente ressuscita e de certa forma presta uma homenagem aos primeiros anos do cantor, quando ele ainda se apresentava como Haunted Graffiti, lá no início dos anos 2000.

A primeira parte da trilogia foi lançada em outubro do ano passado. A segunda sai daqui um mês, mais precisamente no dia 24 de abril, e continua revisitando gravações caseiras, fitas cassete de uma época que Pink era ainda mais weird, acredite.

As gravações liberadas por agora são “Alisa” e “Gray Sunset”, que ganharam um tratamento atualizado. As faixas foram lançadas originalmente nos nos discos “House Arrest” (2005) e “The Doldrums” (2000), respectivamente.

Há ainda, nesta nova leva de lançamentos rebuscados, faixas do disco “Worn Copy”.

>>

Direto do baú do Ariel Pink, são lançadas mais duas gravações inéditas do começo dos anos 2000

>>

150917_arielpink2

O gênio incompreendido Ariel Pink decidiu há pouco tempo compartilhar todas as suas viagens de duas décadas atrás com seus fãs fervorosos. Intitulado Ariel Pink Archives, o projeto revive o início de sua carreira em uma série de relançamentos de seus trabalhos lançados entre 1999 e 2004.

Os primeiros trabalhos escolhidos são da época que Pink adotava o nome Haunted Graffiti. Nesta primeira leva, estão os projetos “Underground”, “Loverboy” e “Odditties Vol. 2”, que estarão nas lojas em 25 de outubro com músicas nunca antes lançadas e sobras de estúdio.

Os dois novos recortes oferecidos pelo músico são as faixas “Bolivian Soldier”, que nunca foi lançada, e “My Molly”, uma versão retrabalhada do álbum “Underground”.

>>