Em as the love continues:

O “surreal” Mogwai em session noise-viagem especialmente para a terra do grunge

>>

* Para uma banda de post-rock o ano tem sido surreal para o Mogwai. O distinto grupo escocês de noise viajante, digamos, que já frequentou gigs bem distintas também aqui no país, lançou em fevereiro seu décimo álbum, “As the Love Continues”.

O que não se esperava era que, na semana de lançamento, um mês atrás, o disco fosse parar em primeiro lugar na parada de mais vendidos no Reino Unido. Ainda que levando em conta que as paradas de hoje já não são como antigamente e que foi feito, na zoeira, uma campanha nas redes sociais para algumas celebridades ajudarem a promover o “As the Love Continues”. Mas ainda assim. Mogwai em primeiro lugar de mais vendidos com um décimo disco é “totalmente surreal” mesmo, como disse a banda.

E o agito do novo disco do Mogwai vai bem, ainda que nas paradas o primeiro lugar, óbvio, não se sustentou tanto. O álbum já não está nem entre os top 100.

O Mogwai apareceu nesta semana para entrevista e session na linda KEXP, rádio indie de Seattle que é uma das prediletas desta casa. Especialmente para sessions com entrevista.

Para a rádio da terra do grunge, o Mogwai mandou uma participação ao vivo com as músicas “Ceiling Granny”, “Dry Fantasy”, “How to Be a Werewolf”. As duas primeiras do novo álbum, a última de 2011.

Papo ótimo, session trip. Bom rolê com o Mogwai.

>>

Mogwai lança seu décimo disco amanhã. Veja, hoje, session ao vivo para rádio inglesa

>>

Captura de Tela 2021-02-18 às 1.15.20 PM

* A honorável banda escocesa Mogwai lança amanhã seu disco 10, chamado “As the Love Continues”, em data escolhida a dedo por ser o aniversário de 25 anos de seu primeiro single, “Turner/Lower”. Sim, o Mogwai, banda fidelíssima até hoje com seu post-rock de discos e shows que são uma viagem a um mundo bem gostoso, ainda que um pouco barulhento, é de 1995.

No meio das 11 faixas deste décimo álbum tem uma, “Ritchie Sacramento”, que a gente pode ouvir com a banda tocando ela ao vivo, graças a uma session que a especial emissora 6 Music, da BBC, acaba de subir no Youtube.

Junto com esse som do disco novo, da mesma session, a 6 Music revelou a absurda “How to Be a Werewolf”, clássica deles, inclusive de suas brilhantes performances ao vivo, tirada do discaço de nome lindo “Hardcore Will Never Die, but You Will”, de 2011.

Hoje é dia de agradecer. Valeu 6 Music. Valeu, Mogwai.

***

* De bônus, tem uma outra performance para música do disco novo recém-colocada na internet que a gente faz aqui a conexão direta. É para a música “Ceiling Granny”, tirada de um show novo que eles botaram para streaming semana passada, gravado no Tramway, espaço enorme de artes e performances de Glasgow, a terra deles. Um lugar apropriado para uma apresentação do Mogwai.

>>

Mogwai ressurge com single novo e vídeo para nos conectar com flores de um planeta distante. Ok?

>>

Captura de Tela 2020-10-29 às 1.13.14 PM

* Veterana banda escocesa de alta-cultura indie, 25 anos de estrada e contando, a querida Mogwai anunciou hoje que seu décimo álbum, com o bonito nome de “As The Love Continues”, sai em 19 de fevereiro do ano que vem. Chega em várias cores e formatos, incluindo digital, CD, vinil duplo, uma caixa de edição especial que inclui o CD, LP de vinil duplo colorido, prensagem especial de vinil único com cinco faixas demo do álbum e um álbum de fotos. Belo pacote Mogwai.

Stuart Braithwaite, vocalista e guitarrista da banda post-rock de Glasgow, diz seriamente brincando que espera que essa nova coleção de músicas do Mogwai transporte quem a escuta para um
outro lugar, diferente de onde se está. Famosa viagem sonora. “A menos que você já esteja em um lugar realmente incrível. Mas daí então por que está ouvindo uma música estranha como essa?”

Para dar a largada para a espera de “As The Love Continues”, o grupo revelou o primeiro single do disco, a especial “Dry Fantasy”, uma pequena obra sonora assim explicada pela banda: “É uma faixa celestial centrada em uma repetição de sintetizador em reverb, que atinge um estado de grandeza onírica conforme guitarras e baixo entram e saem da faixa. A trilha é acompanhada por um vídeo que desenha imagens intercaladas de flores desabrochando com as superfícies retorcidas de um planeta distante”.

Não explicaríamos melhor essa “Dry Fantasy”. E nada pode ser mais Mogwai do que isso. Ah, pode sim. Quando a pandemia deixar o Mogwai tocar essa ao vivo.

>>