Em battles:

Balaclava Fest chega aos 10 se reinventando. Veja quem é quem no festival, que acontece domingo em SP

>>

Captura de Tela 2019-10-08 às 4.57.11 PM

* No próximo domingo, em São Paulo, será realizado mais um Balaclava Fest, evento maior do selo multiatividades Balaclava, uma das marcas de música de mais identidade no país, que agita a CENA brasileira ainda que seja bastante debruçada em shows e lançamentos gringos, mas consegue um ótimo equilíbrio no fomento de bandas/artistas novos deste Brasilzão de meudeus, porque só Ele mesmo para justificar como uma iniciativa assim consegue sobreviver numa era desta, num lugar como este.

“Acusado” de ser um “Popload de antigamente” muito por conta do mantra “smells like teen spirit” do indie, esta nona edição do festival do Balaclava faz uma pequena revolução dentro de sua própria história, exatamente nessa “coisa indie”. No lugar de headliners como Warpaint, Ride, Slowdive, Future Islands, entre outros, o Balaclava Fest de domingo agora aposta em outros sons e se pretende uma festa mais diversa.

A atração principal da vez é, ousadia das ousadias, Elza Soares. Um nome brasileiro de peso, do passado e do presente, que vem confrontar o próprio DNA do Balaclava, novidadeiro ou de velhas novidades. Elza, presente em 90% dos festivais brasileiros dos últimos anos, consegue ser justificada no Balaclava Fest, neste Balaclava Fest, para este Balaclava Fest, porque tem seu lado mais experimental realçado nos discos mais recentes, levada que é a cara do festival. E, para mexer com o que sempre espera o público indie do festival, esta edição terá ainda R&B moderno, pós-punk, math rock e outros experimentalismos. Taí um louvável Balaclava “diferente”, espertamente reimaginado.

Olha só:

** ELZA SOARES chega ao Balaclava para o lançamento de “Planeta Fome”, o terceiro disco de uma retomada incrível da cantora, que começou em 2015 com o álbum “A Mulher do Fim Do Mundo”, que recolocou sua carreira no devido lugar com repercussão internacional e nacional.

** KELELA (foto que abre este post), talvez o maior nome do R&B alternativo hoje, vem com seu primeiro e ótimo álbum “Take Me Apart”, de 2017, considerado por muitos um dos discos que elevou o patamar do gênero na atualidade. Produção caprichada, moderna, cuidadosa.

** BATTLES e seu rock experimental chegam em dupla ao Brasil, a formação da banda desde o ano passado. Ian Williams e John Stanier trazem na mala o novo álbum do grupo, o primeiro desde 2015 e que sai dias depois do show da banda no Balaclava Fest. Vale ouvir os singles novos antes.

** BOOGARINS segue firme no posto de ser talvez a melhor banda brasileira ao vivo. É no palco que o quarteto goiano eleva suas músicas a um outro padrão. Uma viagem diferente dos bons discos lançados até aqui. A psicodelia brasileira é a melhor e mais variada do mundo e eles são parte disso.

** SHAME é um dos representantes da ótima fase do pós-punk inglês, politicão, vigoroso. “Songs of Praise”, álbum de estreia da banda, evoca o Pet Sounds na capa e pesa a mão no barulho. Tão elogiado que foi considerado disco do ano pela Rough Trade em 2018.

** RYLEY WALKER é um cantor e compositor norte-americano. Faz folk com muita influência de rock psicodélico, blues e jazz. Apesar de ser autoral, seu disco mais recente é meio inusitado. Ele pegou um álbum do Dave Matthews Band que só existe no mundo da pirataria por ser de um disco abandonado pela banda e regravou todas as faixas.

** PAPA M é David Pajo, que fez parte do Slint e de outras diversas bandas, entre elas o Stereolab, Tortoise e o Zwan de Billy Corgan. Papa M é uma de suas facetas solo. Espere introspecção e experimentalismo.

** ÁIYÉ é o nome do projeto solo de Larissa Conforto, ex-baterista do Ventre. Sozinha no rolê ela abandona as baquetas e assume uma perspectiva mais eletrônica e experimental. Com uma única música lançada ainda, o show será um bom momento para entender o que Larissa trará de novo.

***

10.º BALACLAVA FEST
13 de outubro – domingo
Local: Audio Club
Abertura da casa: 16h
Classificação: 16 anos
Av. Francisco Matarazzo, 694, Barra Funda
Capacidade da casa: 3.200 pessoas

***

* SORTEIO – No insta da Popload, o @poploadmusic, está rolando um sorteio de um par de ingressos para o Balaclava Fest, no domingo. Corre lá e tenta a sorte. A concorrência vai até esta quarta.

***

** O crédito da foto de Elza Soares, usada na home da Popload, é de Isabela Kassow/Divulgação.

>>

Ih!! Battles cancela Popload Festival. Bixiga 70 assume o lugar

>>

* Segundo comunicado oficial dos caras desse tal Popload Festival, infelizmente a bela banda americana de som matemático e quebrado Battles não vem mais ao grande evento da semana que vem:

“A banda Battles cancelou toda a sua turnê na América do Sul, incluindo o show que faria no Popload Festival, por problemas familiares. A banda Bixiga 70 completa o lineup ao lado de Wilco, The Libertines, Ratatat e Ava Rocha.”

Por sua vez, o veterano trio nova-iorquino soltou comunicado no site oficial da banda e em suas redes sociais.

“É com muito pesar que o Battles comunica o cancelamento da sua turnê sul-americana devido a problemas familiares. A banda lamenta profundamente e pede desculpas pelo transtorno e pela decepção que este cancelamento inoportuno possa causar e diz estar ansiosa para remarcar esses shows para um futuro próximo.”

popload_miniflyer_baixa

A banda instrumental brasileira BIXIGA 70 completa a escalação ao lado das atrações americanas Wilco e Ratatat, do grupo inglês The Libertines e da brasileira Ava Rocha. Supergrupo paulistano formado por dez integrantes, o Bixiga 70 forma um coletivo dançante que engloba jazz, funk e música afro-brasileira com influências que passam por dub e reggae, cumbia e carimbó, ethio-jazz e samba-jazz. Com mais de 70 shows fora do Brasil nos últimos 3 anos, a banda se apresentou em renomados festivais ao redor do mundo como Glastonbury, North Sea Jazz Festival, Roskilde, Jazz à Vienne entre outros e está sendo considerado pela crítica internacional como uma das bandas mais talentosas da nova cena (“Liberation”, “Mojo”, “Uncut”, “Les Inrockuptibles”, “The Wire”, “The Guardian”, “Le Monde” e entre outros).

* Informações e dúvidas serão atendidas pelo e-mail info@popload.com.br.

* O Popload Festival acontece no dia 8 de Outubro no Urban Stage em São Paulo, com shows do Wilco, The Libertines, Ratatat, Ava Rocha e Bixiga 70.

>>

Popload Festival abre um dia grátis e anuncia Liniker, Céu e Selvagem (ESGOTADO)

>>

* Que mais, hein??

liniker

O Popload Festival abre um dia a mais no evento. A data extra e gratuita acontece na véspera dos shows do Wilco, Libertines e companhia e terá como atrações só exemplares da nossa CENA: a cantora Céu, a banda sensação Liniker e os Caramelows e os sempre bombados DJs da festa Selvagem.

Nesta data extra, no próximo dia 7, sexta, acontece a ação Spotify Ocupa Popload Festival, quando a Popload e o player oficial do festival criam, com duas atrações inéditas em sua escalação, uma boa oportunidade para, um dia antes de ver Wilco, Libertines e a rapa toda, conhecer o Urban Stage e acessar a estrutura do evento grande do dia seguinte. E de graça.

O evento terá início pontualmente às 19h.

flyer

** CÉU é uma das principais vozes da atual música brasileira. Seu disco de estreia teve três indicações ao Grammy e vendeu mais de 200 mil cópias só nos Estados Unidos! A cada trabalho, Céu embarca em viagens sonoras. Passou pelo samba, reggae, jazz. Mesclou ritmos africanos, jamaicanos, nordestinos. Em “Tropix”, seu quarto e mais recente álbum, ela se reinventa. Acompanhada de seu “power trio”, investe no groove, na guitarra, nos sintetizadores e nas batidas eletrônicas a la disco music. Ou, como ela define, é “um disco sintético, noturno e reluzente”. E perfeito para a pista!

Captura de Tela 2016-09-26 às 11.12.14 AM

Céu já se apresentou nos maiores festivais do mundo, como Montreal Jazz Festival, North Sea Jazz, Coachella, Roskilde, Rock in Rio, SF Jazz, JVC Jazz, entre outros. E, somente neste ano, já passou por uma turnê europeia entre França, Espanha, Suíça, Inglaterra e República Tcheca e também pelos EUA.

*** Nem bem apareceu no cenário musical nacional, LINIKER (foto que abre o post) conquistou em poucos meses muito mais que seus 1,5 milhão de views nas redes. De repente, o projeto de Liniker Barros e de sua banda Caramelows, mesclando soul & black music com swingue tropical, estava tocando em todos os cantos. E a voz rouca (e doce) e a imagem inconfundível dx artista de saia, bigode, batom e turbante, eram onipresentes. E tudo isso com um EP com apenas três músicas (“Cru”, de outubro de 2015)! Foram programas de TV, casas lotadas (80 shows em menos de oito meses!) e festivais. Paulista de Araraquara, Liniker, 20 anos, compõe desde os 16 e diz fazer “MPB”- “música preta brasileira”. Suas canções de amor, relacionamento e empoderamento foram feitas especialmente para o público dançar e cantar junto. E são embaladas por uma banda de peso, com guitarra funkeada, trompete e bateria. O álbum de estreia do grupo tem 13 faixas (incluindo as canções do EP). “Remonta” chegou ao Spotify no dia 16 de setembro!

Captura de Tela 2016-09-26 às 11.16.31 AM

*** Abrindo o Spotify Ocupa Popload Festival e também discotecando entre os shows, sets de Trepanado e Milos Kaiser, os DJs da imperdível SELVAGEM. Eleita a melhor festa da cidade pelo Guia da Folha, a Selvagem é praticamente um símbolo da reocupação do centro da capital paulista. Tem batuques e brasilidades tudo junto e misturado com o melhor do funk, house e disco. Com um público que hoje chega a duas mil pessoas, a festa desembarcou também no Rio de Janeiro e já passou por Nova York e por uma turnê europeia.

*****

SPOTIFY OCUPA POPLOAD FESTIVAL
#Popload10Anos #SpotifyNoPopload #SpotifyOcupaPopload

Data: 07 de outubro (sexta-feira)
Local: Urban Stage (Rua Voluntários da Pátria, 498 – Santana – SP).
Vá de metrô: o Urban Stage fica ao lado da estação TIETÊ.
Abertura das portas: 19h
Shows: DJ set Selvagem: 19h || Liniker: 20h || DJ set Selvagem: 21h || Céu: 21h30
Classificação Etária: 18 anos (proibida a entrada de menores de 18 anos)
Capacidade: 2.000 pessoas
Ingressos: gratuito. O público deve imprimir o ingresso no site www.ticketload.com (ingresso nominal e limitado a 2 por CPF).

**** INGRESSOS GRATUITOS ESGOTADOS ****

>>

Popload Festival vem aí. E agora ganhou um vídeo lindão

>>

140916_poploadfestival2

Faltam tipo três semanas e pouco para o aguardadíssimo Popload Festival, evento que está sendo trabalhado com todo carinho e cuidado para que fãs se deliciem e tenham uma boa experiência ao som de nomes como Wilco, The Libertines, Ratatat, Battles e Ava Rocha, dia 8 de outubro no Urban Stage, em São Paulo.

Hoje está sendo lançada uma chamada em vídeo lindona, que você verá por aí em diversos canais. A peça é criação da turma esperta da Barry Company, com direção assinada por Fernanda Salloum e Fernando Nobre, e produção de Krysse Mello, além do envolvimento de grande equipe.

Os ingressos para o Popload Festival estão sendo vendidos no site da Ticketload.

>>

Time for heroes: Popload Festival anuncia THE LIBERTINES e RATATAT

>>

050816_poploadfestival_abre


#Popload10anos

O Popload Festival orgulhosamente anuncia mais duas grandes atrações para sua edição 2016, marcada para 8 de outubro no Urban Stage, em São Paulo, em comemoração ao #Popload10anos. Estarão na programação do festival o incrível quarteto britânico THE LIBERTINES, uma das maiores bandas que a Inglaterra ofereceu para o mundo nos últimos tempos, e o duo norte-americano RATATAT. Eles se juntam a WILCO, BATTLES e AVA ROCHA no evento que é apresentado pela cerveja Heineken, com patrocínio de Calvin Klein Jeans, apoio de Tanqueray e tendo o Spotify como player oficial.

050816_libertinesconfirmado

Os britânicos do Libertines enfim vêm ao Brasil com seu quarteto original, formado pela dupla bromance Carl Barât e Pete Doherty, o baixista John Hasall e o baterista Gary Powell. É a primeira vez que a formação original toca no país. Banda que virou o indie de cabeça para baixo no começo dos anos 2000, espécie de resposta britânica aos Strokes, o Libertines tem quase duas décadas de uma carreira tão popular quanto errática.

O grupo lançou dois discos elogiadíssimos em 2002 (Up the Bracket) e 2004 (The Libertines), ambos produzidos por Mick Jones (The Clash) e com singles que chegaram ao topo das paradas britânicas. Abalados por problemas com Pete Doherty (afastado por seu envolvimento com drogas), entraram em hiato de 2004 a 2010, quando se reuniram para alguns shows ao vivo. Mas foi somente em 2014 que o grupo voltou oficialmente para um show para 65 mil pessoas (!) no Hyde Park, em Londres, cercados de muita expectativa e com ingressos esgotados em apenas alguns minutos.

Depois de rodarem mundo afora sendo atração de luxo em grandes festivais como Glastonbury, T in the Park, Reading/Leeds e Lollapalooza, o grupo lançou um novo disco no fim do ano passado. É com a turnê de “Anthems for Doomed Youth” que o Libertines chega ao Popload Festival em outubro para fazer um dos shows mais esperados do ano.

050816_ratatatconfirmado

Gravitando entre o eletrônico e o rock experimental há quinze anos, a dupla americana Ratatat se apresenta no país pela primeira vez. Formado por Mike Stroud e pelo bombado produtor (e baixista) Evan Mast, o Ratatat é fruto da produtiva cena musical do Brooklyn do comecinho dos anos 2000.

Eles Lançaram o disco homônimo de estreia em 2004, gravado em casa no laptop de Mast e (quase que) completamente instrumental. O hit “Seventeen Years” estrelou vários comerciais da época e foi trilha do filme Cloverfield. Queridinho dos blogs de música (este sim um selo obrigatório de qualidade para todas as bandas na época), a dupla foi ampliando seu alcance e ganhando status de cult, até ser a primeira banda a tocar ao vivo no museu Guggenheim, em Nova York, em 2006. Com cinco discos lançados, Ratatat também ficou conhecido por seus inúmeros remixes e colaborações com várias personalidades da música, de MGMT a Kid Cudi, passando também pelos brasileiros do Cansei de Ser Sexy. Ao vivo, o duo faz o público embarcar em uma experiência que envolve não só música, mas um show psicodélico de luzes e de recursos audio-visuais impressionantes.

O Popload Festival acontece dia 8 de outubro, sábado, no Urban Stage, em São Paulo. Os ingressos custam a partir de R$ 150.

FICHA – POPLOAD FESTIVAL 2016
#Popload10Anos
Data: 08 de outubro (sábado)
Local: Urban Stage (Rua Voluntários da Pátria, 498 – Santana – SP)
Abertura das portas: 15h
Classificação Etária: 18 anos (proibida a entrada de menores de 18 anos)
Capacidade: 8.000 pessoas
Ingressos:
Pista Premium: R$250,00 (meia-entrada) e R$500,00 (inteira)
Pista 1º Lote: R$150,00 (meia-entrada) e R$300,00 (inteira)
Pista 2º Lote: R$180,00 (meia-entrada) e R$360,00 (inteira)

050816_poploadfestival_poster

>>