Em battles:

BATTLES: um manual para o futuro fã!

>>

Atração do Popload Festival, que acontece no dia 08 de outubro, em São Paulo, o trio nova-iorquino Battles é difícil de rotular (ainda bem). Podem passar do rock-matemático para o jazz improvisado, pulando para o instrumental eletrônico em minutos — às vezes na mesma música. Complicou? Se você nunca parou para ouvir a banda, ainda há tempo para fazer um “supletivo Battles” e chegar no festival esbanjando conhecimento. E conhecendo todas as músicas! Abaixo, um guia definitivo para o você saber por onde começar!

Battles-Band-2015

1º PASSO – “Ice Cream”

Battles não é uma banda fácil. Eles misturam free jazz, post-rock, música eletrônica e outras bizarrices. A banda é tão excêntrica que eles receberam o rótulo de “math rock” (rock matemático) por sempre quebrarem o tempo das músicas e fazerem composições complexas.

“Ice Cream” é uma das músicas mais divertidas e malucas da banda e o videoclipe é de se lambuzar. Uma ótima maneira de iniciar seu vício em Battles:

Álbum: Gloss Drop
Ano: 2011

2º PASSO – “Atlas”

Atlas foi o single do primeiro disco, Mirrored, de 2007. Se não está claro na sua cabeça como a banda consegue fazer todos esses sons, o videoclipe mostra melhor como funciona a dinâmica musical do trio e todas as pirotecnias que eles usam.

3º PASSO – “Tonto”

Não é sempre que o Battles usa vozes estranhas cantando em uma língua que parece inglês misturado com guarani. Eles também têm várias músicas exclusivamente instrumentais. Tonto é um belíssimo exemplo e mostra todas as camadas de sons que a banda consegue construir. Você já deve ter percebido que os videoclipes do Battles são caprichadíssimos, então coloque fones de ouvido, apague as luzes e assista a essa obra de arte em tela cheia:

4º PASSO – “The Art of Repetition”

“The Art of Repetition” é um mini documentário sobre o Battles. Produzido pela Ableton, um dos softwares mais conceituados de produção de música, o vídeo de 17 minutos mostra o processo de criação e a técnica que a banda desenvolveu para reproduzir seus discos ao vivo. Nada melhor para entender Battles do que uma explicação feita pela própria banda:

5º PASSO – “La Di Da Di”

Segundo a consagrada revista Mojo, “La Di Da Di é facilmente o melhor álbum da banda, aquele que você sempre esperou que eles fossem fazer um dia”. Se você quer ouvir um álbum na integra, essa é a melhor opção, já que o álbum foi o último a ser lançado e é bem provável que ele esteja bem presente no repertório do show. Abaixo, o vídeo para “The Yabba”:

6º PASSO – Playlist

Para finalizar, fizemos uma playlist com 10 músicas essenciais do Battles para escutar e se apaixonar de vez pela banda. Siga os passos anteriores, ouça a seleção abaixo e mergulhe de vez no universo do grupo. Assim, você vai estar mais do que preparado para curtir o show deles no Popload Festival. A gente se vê lá! \o/

Battles toca no Popload Festival acompanhado por Wilco, Ava Rocha e outras atrações.

COMPRE SEU INGRESSO AQUI!

figurinha_battles

#Popload10anos – Milagre: Wilco no Brasil, sim. E vai estrelar o Popload Festival, em outubro. Battles e Ava Rocha também estão confirmados

>>

* Agora a p**** ficou séria, Brasil.

abre_wilco230516

A Popload tem prazer e orgulho em anunciar as primeiras atrações da quarta edição do Popload Festival, versão 10 anos de marca, e que neste ano vem carregado de novidades.

O evento, um dos que englobam as comemorações do #Popload10anos e é apresentado pela cerveja Heineken, acontecerá ao ar livre e em um dia. Será em 8 de outubro, no Urban Stage, na região de Santana, em São Paulo, espaço que pode abrigar até 8 mil pessoas.

A primeira leva de atrações é puxada pelo incrível, adorado e aclamado WILCO, banda de Chicago, patrimônio do rock independente americano desde que fez um indie-country que aliviava a barra pesada grunge nos anos 90. Espécie de religião dentro da música, o grupo do gênio Jeff Tweedy estava em falta com os fãs brasileiros, pois lá se vai mais de uma década que a banda não se apresenta por aqui.

O Wilco vem ao país estrelar o Popload Festival com a turnê do álbum “Star Wars”, lançado de surpresa e de graça no meio do ano passado, com direito a um gato que pisca o olho na capa. O disco é o nono da carreira deles e foi uma espécie de teste oferecê-lo de forma gratuita. “Por que lançar um disco desse jeito e por que dar ele de graça? Bem, a maior razão, e não tenho certeza se precisamos de outras razões, é que assim nos parecia um jeito divertido de fazer. E o que é mais divertido que uma surpresa?”, disse na época o Jeff.

Além do Wilco, também está confirmado o BATTLES, banda de Nova York normalmente definida como de “math-rock”, título do qual o trio, formado em 2002, vem tentando se desvencilhar há anos. O rótulo se deve à falta de uma definição que compreenda a sonoridade “esquisita”, experimental e complexa do grupo, que pode ir do free-jazz ao eletrônico em minutos.

Neste primeiro anúncio oficial do festival também está a cantora e cineasta brasileira AVA ROCHA. Uma das principais revelações da música brasileira nos últimos tempos, Ava tem como marca sua voz grave. Ela já lançou dois discos, o primeiro com sua então banda, Ava. Seu trabalho mais recente é “Ava Patrya Yndia Yracema”, lançado no ano passado e produzido pelo músico Jonas Sá (que participou do disco “Cê”, de Caetano Veloso). Com momentos experimentais e um clima tropicalista, é um disco pop e acessível, na melhor definição do termo. Ela se apresenta no Popload Festival com dois prêmios Multishow nas costas, o de “artista revelação” e o de “melhor hit”, com a deliciosa faixa “Você não vai passar”.

O Popload Festival terá em sua comunicação visual, pela primeira vez, a direção duo alemão Low Bros, formado pelos irmãos Christoph e Florin Schmidt, com passagens em diversas galerias, museus e projetos pelo mundo e exibições solo de Los Angeles a Londres.

O primeiro lote de ingressos terá preços entre R$ 150 e R$ 700, detalhados no Serviço no fim deste post. Outras novidades serão anunciadas em breve. Venha comemorar com a gente.

SERVIÇO – POPLOAD FESTIVAL 2016
#Popload10Anos

Data: 8 de outubro (sábado)
Local: Urban Stage (Rua Voluntários da Pátria, 498 – Santana – SP)
Abertura das portas: 15h
Classificação Etária: 18 anos (proibida a entrada de menores de 18 anos)
Capacidade: 8.000 pessoas
Ingressos:
Pista Premium: R$250,00 (meia-entrada) e R$500,00 (inteira)
Pista 1º Lote: R$150,00 (meia-entrada) e R$300,00 (inteira)
Camarote: R$350,00 (meia-entrada) e R$700,00 (inteira)
Vendas: www.poploadfestival.com

* O mapa de setores do Urban Stage.

poploadfestival_mapadeassentos

wilco_chamada

battles_chamada

avarocha_chamada

>>

Experimenta esta: saiu o novo disco do Battles para ouvir, uma semana antes do lançamento

>>

Screen Shot 2015-09-10 at 7.31.05

* Para quebrar sua cabeça com novas ideias, a veterana banda americana de rock experimental Battles (veterana na medida que os Strokes são veteranos hoje), acaba de botar seu novo álbum para streaming no site da NPR, a sigla que representa o conglomerado de rádios cool dos EUA que entre outros bons serviços divide conteúdo e programação.

“La Di Da Di”, que chega às lojas na semana que vem, é o terceiro álbum de uma banda que foi fundada em 2002 na à época explosiva Nova York.

O último disco do hoje trio Battles (Ian William, guitarrista e tecladista; Dave Konopka, guitarrista e baixista; e John Stanier, baterista), foi “Gloss Drop”, foi lançado em 2011.

O single desse “La Di Da Di”, do incrível Battles, se chama “The Yabba” e teve seu vídeo lançado ontem. Música e vídeo absurdos. Battles é F*DA. Bom tê-los de volta.

** Bons tempos, em 2007, no festival mineiro Eletronika, do Boffa e do Jeff, fui a um excelente show do Battles no clubão Roxy, que teve programação intensa nesta noite. Teve discotecagem do Killer Shoes nessa data !?! E, dois dias antes, também em Belo Horizonte, o LCD Soundsystem tocou para pouca gente. Um show quase private. Pensa…

>>