Em BBC Radio One:

Arlo Parks nas estrelas: a performance na TV americana e o documentário da rádio da BBC

>>

Captura de Tela 2021-02-01 às 2.07.09 PM

* Segue batendo forte a repercussão do lançamento do álbum de estreia da cantora inglesa Arlo Parks, 20 anos. “Collapsed in Sunbeams” saiu sexta passada e “andaram” falando maravilhas do disco por aí, por tudo o que um álbum assim significa para os dias de hoje, além de ser sonoramente quase perfeito, daquele jeito que a música jovem inglesa de vez em quando procura o chamado “perfect pop”.

Para ajudar no barulho da chegada do disco, Arlo Parks foi a atração na própria sexta do programa de TV do Jimmy Kimmel, o “Live”, um destes vários e importantes das noites americanas. No caso do “Jimmy Kimmel”, este conta com patrocínio da Apple Music e envolve playlists etc. Arlo Parks bombando bem.
Para o programa do Kimmel, Parks mandou uma linda performance ao vivo e com banda, num cenário fofo a seu nível, para a música “Hurt”, uma das preciosidades de seu “Collapsed in Sunbeams”.

***

* No final de semana pintou no Youtube um documentário “acidental” que a Radio One, da BBC inglesa, fez com Arlo Parks, de duração de 26 minutos.
A ideia era antes da pandemia e dos derivados lockdown, estamos falando de pré-março de 2020, dar uma câmera na mão da jovem artista promissora, para que ela registrasse momentos da produção de seu disco de estreia.

Mas daí veio a pandemia e a história mudou “um pouquinho” e acabou virando o interessante “Arlo Parks: A Popstar in a Pandemic”. Menos de meia hora de felicidade para a sua segunda-feira com a mais excitante nova artista do mundo hoje.

>>

Celeste canta seu amorzinho em session na BBC. E emenda uma homenagem às Destiny’s Child

>>

* Se tem um clima natalino cortante sem ser é o que sai da garganta da ótima cantora inglesa-que-nasceu-na-Califórnia Celeste. Repara nesta série que foi divulgada nesta semana, do programa Live Lounge, da BBC Radio One, em que o artista ou banda vai tocar um single novo e uma cover style. Sempre.

Celeste compareceu ao Live Lounge com sua voz de filme triste americano dos anos 50 (Billy Wilder?) e uma galera portando violinos e contrabaixos para mandar seu mais recente single, “A Little Love”, faixa de seu mais recente álbum, o de estreia na real, o belo “Not Your Muse”, lançado em fevereiro cheio de elogios merecidos.

A parte da cover Celeste foi muito bem escolhida e até tem a ver sim com o Natal. Ela fez cover de “8 Days of Christmas”, das Destiny’s Child, instituição do R&B americano nos anos 90, começo dos 2000.

Tudo para babar, aqui embaixo.

>>

Xô, corona! Cena inglesa faz versão emocionante de “Times Like These”, do Foo Fighters

>>

Captura de Tela 2020-04-24 às 1.09.08 AM

* Talvez a melhor homenagem musical ao atual padecimento humano atual seja a versão lançada ontem à noite de “Times Like These”, do Foo Fighters, cantada por uma galera da nova música britânica. Mais o Foo Fighters eles-mesmos. Mais o simpaticão da temporada Chris Martin, do Coldplay. E o Biffy Clyro. Que turma!

A ação, de resultado emocionante e na linha “We Are the World”, ou “We Are the World”dos millenials, aqui chamada de “Live Lounge Allstars”, é da Radio One, emissora da BBC inglesa. Live Lounge é um programa da rádio que promove sessions de artistas britânicos, sempre com uma cover inusitada na performance.

A versão virou um single à venda, com arrecadação para um fundo beneficente que visa ajudar crianças e pessoas vulneráveis de todas as idades impactadas pela crise do Covid-19. Já toca sem parar nas rádios da BBC.

Dua Lipa, Celeste, Ellie Goulding, Sam Fender, Rita Ora, YUNGBLUD, Royal Blood, Bastille, Rag’n’Bone Man, Paloma Faith, Zara Larsson, AJ Tracey e mais uma turma estão envolvidos no single e no vídeo. A lista completa está na descrição do vídeo no Youtube.

Dua Lipa abre, divina. Chris Martin fecha. Dave Grohl aparece até que modestamente. AJ Tracey transforma uma parte da música em rap.

It’s times like these you learn to live again
It’s times like these you give and give again
It’s times like these you learn to love again
It’s times like these time and time again

Que bonito, BBC!

>>

Grian Chatten, do Fontaines D.C., relembra primeiro show da vida com cover para “Gouge Away”, dos Pixies

>>

260220_fontainesdc2

Antes tarde do que mais tarde. Com essa loucura e o calor do Carnaval, escapou da gente uma versão incrível que nossa banda predileta Fontaines D.C. fez para “Gouge Away”, dos Pixies.

A releitura para o som lançado em 1989 no discaço “Doolittle” rolou em session recente da banda irlandesa no programa da bombada Annie Mac, na BBC Radio One.

O motivo inicial para a escolha por “Gouge Away” como cover foi, segundo o vocalista Grian Chatten, porque é “uma música legal”. Logo depois, ele abriu o jogo e disse que seu primeiro show na vida, por volta dos 10 anos de idade, foi justamente do Pixies, com abertura do Kings of Leon.

A Popload fez uma busca pelos seus arquivos (Google) e encontrou este show, realizado no antigo estádio Lansdowne Road, em Dublin, em 23 de agosto de 2005.

Abaixo, a versão dark e mais quebrada do Fontaines D.C. e uma versão recente do próprio Pixies, também em uma session para a BBC.

>>

Atenção: em session, Taylor Swift faz cover de Phil Collins. Melhor que a original, talvez

>>

*** You need to calm down…

030919_taylor2

Há cerca de duas semanas, a princesinha pop Taylor Swift lançou seu novo disco, “Lover”, candidato a um dos melhores do ano, obviamente. Agora, ela está em ritmo de divulgação do projeto, que tem até a St. Vincent envolvida na faixa “Cruel Summer”.

A parada mais recente da norte-americana foi no Live Lounge, da BBC Radio 1. Como se trata de Taylor Swift, o programa foi maior. Em vez de duas, ela e sua banda apresentaram seis músicas, especialmente deste álbum novo. Mas, claro, ela precisou escolher uma cover, praxe do programa.

E a canção escolhida por Taylor foi “Can’t Stop Loving You”, lançada por Phil Collins em seu álbum solo, “Testify”, originalmente no ano de 2002. Em uma pegada mais intimista, a cantora parece ter se apropriado da música a ponto de ficar melhor que a original, hein.

A apresentação completa da cantora na Radio 1 pode ser conferida abaixo.

>>