Em beco:

Popload Gig ou Popload Festival Extra. Banda Spoon faz show extra na Augusta. Com o Holy Ghost de lambuja

>>

220915_spoon1

No meio do auê que envolve o imperdível (cóf. cóf.) Popload Festival, a marca de cerveja Heineken apresenta a edição #41 do Popload Gig, pocket festival que caminha a passos firmes a sua edição cinquentenária, thankyouverymuch. Dia 18 de outubro, o seguinte ao Popload Festival, o incrível Spoon fará um show-ressaca especial no Beco, em São Paulo. Junto com a banda do grande Britt Daniel, o maravilhoso duo nova-iorquino Holy Ghost! faz seu DJ set especial. Tá bom ou quer mais?

Na estrada mostrando o ótimo álbum “They Want My Soul”, o Spoon chega ao Brasil em uma de suas melhores fases da carreira. E falar em “melhor fase da carreira” do Spoon é relembrar que o Metracritic, site americano que agrupa críticas de diversas mídias e suas resenhas sobre discos, botou o Spoon como “melhor banda da década 2000-2010”. White Stripes quem? Radiohead who? Alguém falou em Arctic Monkeys?

“They Want My Soul”, oitavo disco lançado pela banda americana, figurou como um dos melhores de 2014 em diversas listas conceituadas mundo afora.

Já o duo de synth-pop Holy Ghost! surgiu naquela efervescência deliciosa de grupos do Brooklyn na última década. Formado por Alex Frankel e Nick Millhiser, o duo se apresenta no Popload Gig em um aftershow especial, no formato DJ Set. Além de hits atemporais que bombam nas pistas indies, tipo “Hold On” e “I Will Come Back”, a dupla tem em seu currículo uma extensa lista de colaborações em forma de remixes para bandas como LCD Soundsystem, Cut Copy, MGMT, Phoenix e até para o Moby.

SPOON e Holy Ghost! DJ Set tocam no dia 18 de outubro no Beco 203, em São Paulo, dentro do Popload Gig apresentado pela Heineken. Os ingressos custam R$ 100 (meia) e R$ 200 (inteira), e podem ser adquiridos via internet ou na Loja Japonique (Rua Girassol, 175 – Vila Madalena).

Um dia antes, 17/10, a dobradinha também está escalada para o Popload Festival, evento que também contará com apresentações de gente da linhagem de Iggy Pop, Belle & Sebastian e Emicida.

SERVIÇO – Heineken apresenta Popload Gig com SPOON e HOLY GHOST! DJ SET
Local: Beco 203 (Rua Augusta, 609 – Consolação – São Paulo/SP).
Data: 18 de outubro (domingo).
Horários: portas: 18h; horário Spoon: 20h00; horário Holy Ghost! DJ Set: 22h00.
Classificação etária: 18 anos
Ingresso: R$100,00 (meia) e R$ 200,00 (inteira)
Venda online: www.sympla.com.br/poploadgig
Ponto de venda: Loja Japonique – Rua Girassol, 175 – Vila Madalena / Vendas em cartão e dinheiro de segunda a sexta, das 10h às 19h

>>

Popload Gig, ontem. Omar Souleyman provoca choque cultural em SP

>>

omar1

* Tirando a suspeição que essa frase pode levantar, por vir de quem vem, o Popload Gig com o músico sírio Omar Souleyman foi uma das melhores edições do pocket-festival que começou em 2009 com um show maluco dos californianos noise do No Age, já foi especialíssimo com a presença do especial Daniel Johnston, já foi histórico com um dos últimos shows do LCD Soundsystem, já foi incendiário com o Rapture, já enfileirou Kills, Metronomy, Friendly Fires e Miike Snow em seus começos, trouxe o Tame Impala duas vezes, fez o Breeders tocar o “Last Splash” e o Primal Scream tocar o “Screamadelica”, já foi emocionante com Grizzly Bear e The XX (Popload Festival), entre outras edições.

Talvez “melhor” não seja a palavra certa. Mais “transcendental”.

Omar Souleyman provocou ontem no Beco SP, na rua Augusta, um choque entre o Ocidente e o Oriente, via dance music. Misturou seu lenço cafia do Oeste a cachecóis fashion daqui do Leste que ornavam a noite fria de SP. De sua boca só saiu árabe a noite toda, com exceção de uns “Thank you” para agradecer o público emocionado com seu baile sírio e a explosiva sintetização de instrumentos árabes mesclada às batidas eletrônicas modernas orquestrada pelo seu comparsa das arábias, o tecladista Rizan Sa’id. Mas os presentes estavam entendendo t.u.d.o., de algum jeito.

FAB_5484

Como disse o jornalista Ben Ratcliff no “New York Times”, quando viu Omar Souleyman fazer show no Central Park, em Manhattan, foi “emocionalmente enriquecedor”. Para fazer o contraponto, aqui da rua Augusta do centro de São Paulo, foi “ricamente emocionante”.

O show, traduzido pelas fotos de Fabrício Vianna e pelo vídeo do “hit” “Ali Kodino”, mostra um pouco do que foi a apresentação de Omar Souleyman ontem em São Paulo.

Perdeu uma experiência como essa? Talvez demore para ter outra assim. Talvez demore tipo quatro dias. Tem os australianos de Madchester Jagwar Ma, no Áudio, nesta semana. A gente aqui sempre avisa, tal. Mas você precisa fazer sua parte.

FAB_5412

FAB_5522

FAB_5458

FAB_5579

FAB_5500

FAB_5435

>>

The Drowners, em São Paulo, sábado passado

>>

* A pequena banda americana The Drowners, outras das 70 mil bandas atuais do Brooklyn, se apresentou sábado em São Paulo, em festa meio patrocinada e meio bancada por crowndfunding. Foi a terceira edição da festa Jack’n’Roll, da marca de uísque Jack Daniel’s. O Drowners, que não tem álbum cheio ainda, bebe da dramaticidade sonora do Walkmen, o vocalista é galês e andou abrindo para os Vaccines nos EUA, fez um show bem honesto, segundo relatos de amigos que compareceram ao Beco. Um pequeno exemplo do que aconteceu na ligação Brooklyn-Augusta pode ser visto aí embaixo.

Parece que eles não tocaram a fofa “Long Hair”. Alguém sabe o que aconteceu?

>>

Stephen Malkmus maravilha em SP, de Pavement a Troggs

>>

* Anteontem, no Beco SP, o grande Stephen Malkmus fez sua segunda apresentação aos paulistanos, com a casa lotadaça, a Augusta bombando, véspera de feriado. Tudo certo para um grande show.
Malkmus, a voz e guitarra do genial grupo Pavement, mandou um show honestíssimo com músicas de sua sólida fase solo com os Jicks o acompanhando. Mas no bis deu uma alopradinha boa, tocando “In a Mouth a Desert”, hino master de sua ex-banda gritado pelo público presente, e “Wild Thing”, clássico dos anos 60 do Troggs. Foi lindo.

Malkmus se apresenta esta noite em Porto Alegre e depois vai embora deste país.

Do show de terça em São Paulo, a gente traz as grandes fotos do poploader Fabrício Vianna e os vídeos da cover de Pavement e do Troggs, feitos pelo indie-filmmaker brother Alexandre Matias. Olha que maravilha, tudo.

>>

O amor verdadeiro vai te encontrar sexta-feira. Popload Gig com o grande Daniel Johnston em São Paulo. Ontem, show foi no Chile

>>

* Semana especialíssima em São Paulo, que na sexta-feira recebe o mitológico e ainda incrivelmente vivo show ao vivo de Daniel Johnston, cultuado compositor americano que traz seus demônios para a vigésima edição do Popload Gig, a acontecer no Beco 203, na rua Augusta. A apresentação, marcada anteriormente para março mas que teve de ser adiada para agora dia 26/4 por típicos problemas de saúde de Johston, bota os paulistanos em frente a um dos mais excêntricos artistas da história do rock americano, ídolo de ídolos como Kurt Cobain, Michael Stipe, David Bowie, Thurston Moore, Eddie Vedder, os caras do Flaming Lips, Beck e muitos outros.

O giro sul-americano de Johnston, que termina sexta no Popload Gig, começou ontem em Santiago, no Chile (foto acima). Segundo informes recebidos e pelo visto em redes sociais, o concerto foi lindo de morrer e realizado em alto grau emotivo. Para Johnston e para o público. Básico.
Da apresentação chilena, a gente traz a performance do músico para a canção “True Love Will Find You in the End”, clássico do indie, composta nos anos 80 e reinterpretada pelo Beck em disco tributo recente a Johnston.

Os ingressos para o Popload Gig com Daniel Johnston podem ser adquiridos no site da Ticketjam ou na bilheteria da Beco, de segunda a sexta, das 14 às 18h. Os preços: R$ 80 a meia, R$ 160 inteira. Abertura: DJ Helena Sasseron. O show de Daniel Johnston está previsto para as 21h30.

O Popload Gig, entre os vários shows que ainda acontecerão em 2013, tem anunciado oficialmente o Beach House para agosto, no Cine Joia.

Voltando ao show de Daniel Johnston ontem no Chile, o setlist da apresentação segue abaixo.

>>