Em belle and sebastian:

O Melhor do Twitter: “Anitta e o SUS, Anitta e o folk escocês. E o Nhonho!” Edition

>>

*****
Este momento é nosso! Se você não entendeu o título deste post, sentimos por você. Ou temos um pouco de inveja, sei lá, porque significa que você tem vida fora do Twitter. Na nossa bolha, o mundo caiu. CHUPA, 2020: é Anitta cantando com Belle & Sebastian, amigues! Nem que isso saia só em 2022, a gente leu, releu e torceu, é o que importa. Também teve o Nhonho. E a Anitta, ela de novo, mas agora salvando o SUS. Mais: o Ciro e o Lula tal qual Maria Eduarda e a irmã que apaga vela. E o dólar nas alturas.
*****

>>

Stuart Murdoch na área. Belle & Sebastian divulga mais uma canção da trilha de “Days of the Bagnold Summer”

>>

belleandsebastian

Na sexta-feira da semana que vem, 13, o lindo Belle and Sebastian lançará a trilha sonora de “Days of the Bagnold Summer”, premiada história em quadrinhos de Joff Winterhart, que vai virar filme.

Depois de “Sister Buddha”, Stuart Murdoch e seus amigos fizeram conhecer outro single do projeto, chamado “This Letter”.

A obra para os cinemas, dirigida por Simon Bird, também estreia em 13 de setembro. A trilha conta com 13 canções, 11 delas novinhas, e ainda versões regravadas de “Get Me Away From Here I’m Dying” (1996) e “I Know Where The Summer Goes” (1998).

Podemos dizer que o B&S tem passado por uma fase prolífica na carreira. Ano passado eles lançaram uma trilogia de EPs, “How to Solve Our Human Problems”.

>>

Belle and Sebastian prepara trilha sonora de “Days of the Bagnold Summer”, com onze músicas novas e duas regravações

>>

belleandsebastian

O incrível Belle and Sebastian está com um projeto novo para este ano. A trupe escocesa é a responsável pela trilha sonora de “Days of the Bagnold Summer”, premiada história em quadrinhos de Joff Winterhart, que vai virar filme.

A obra para os cinemas, dirigida por Simon Bird, terá estreia em 13 de setembro, a mesma marcada para o lançamento da trilha sonora, que contará com 13 canções, 11 delas novinhas, e ainda versões regravadas de “Get Me Away From Here I’m Dying” (1996) e “I Know Where The Summer Goes” (1998).

Do disco, Stuart Murdoch liberou a faixa “Sister Buddha”, acompanhada de um vídeo, que pode ser conferido abaixo. Nas próximas semanas, o B&S fará alguns shows em festivais pela Europa.

>>

Belle and Sebastian fecha trilogia de projeto que fala sobre como se resolver os problemas humanos

>>

belleandsebastian

Banda que tem lugar cativo em nossos corações, o Belle and Sebastian lança nesta sexta-feira, enfim, a parte final da trilogia “How to Solve Our Human Problems”.

O projeto foi dividido em três EPs. A primeira parte saiu em dezembro do ano passado, a segunda em janeiro e agora o pacote está fechado, com canções como “Poor Boy” e “Everything Is Now”. Hoje também sai uma versão completa em vinil dos três EPs.

Ano passado, Stuart Murdoch explicou em uma entrevista que a frase do título é recorte de um livro de Geshe Kelsang Gyatso. “É um título bastante ingênuo, mas alguma coisa nesse livro me marcou tanto que vamos emprestar esse título para o nosso próximo disco”, falou o líder da trupe escocesa.

Os EPs são os primeiros materiais deles desde o álbum “Girls in Peacetime Want to Dance”, que foi lançado em 2015.




>>

Sextou! Belle and Sebastian revela segunda parte da trilogia de EPs que tenta resolver os problemas humanos

>>

260515_bellesebastian

Grupo indie fofura que nós amamos, o Belle and Sebastian liberou hoje a segunda parte de uma trilogia de EPs anunciada em outubro. “How to Solve Our Human Problems” teve sua parte 1 lançada em dezembro. Hoje sai a parte 2. A terceira dia 16 de fevereiro, quando também sairá uma versão completa em vinil dos três EPs.

Ano passado, Stuart Murdoch explicou em uma entrevista que a frase do título é recorte de um livro de Geshe Kelsang Gyatso. “É um título bastante ingênuo, mas alguma coisa nesse livro me marcou tanto que vamos emprestar esse título para o nosso próximo disco”, falou o líder da trupe escocesa.

Os EPs são os primeiros materiais deles desde o álbum “Girls in Peacetime Want to Dance”, que foi lançado em 2015.

>>