Em big star:

Coisa linda de se ouvir: primeira gravação de estúdio do Yeah Yeah Yeahs em cinco anos é uma cover do Big Star

>>

031017_yyy2

Voz e presença de palco insuperáveis entre as meninas do “novo” indie que assolou o mundo na virada do milênio, Karen O botou sua identidade em uma linda cover para “Thirteen”, som clássico da clássica banda norte-americana Big Star, que meio que redefiniu a música pop nos anos 70 nos Estados Unidos.

A gravação, feita em uma session para o Spotify em Nova York, é a primeira do grupo em cinco anos. O Yeah Yeah Yeahs também tem shows marcados ao longo de 2018, em festivais como o Firefly, All Points East e Governors Ball, além de uma apresentação com o Beck em Dublin, no mês de maio.

Recentemente, Karen O criou um filme e fez uma música nova, ambos chamados “Yo! My Saint”, para a campanha primavera-verão da marca de perfumes Kenzo.

Abaixo, a cover para “Thirteen” e uma versão matadora de “Maps”.




>>

Porches tocando Big Star. Apenas

>>

* Uma parada rápida na preparação dos post do Popload Festival para colocar aqui a delicadeza do Porches, banda indie-indie do nova-iorquino Aaron Maine (abaixo), tocando a música “Morpha Too”, do finado grupo Big Star, assombroso (de bom) patrimônio indie dos anos 70, liderado pelo grande Alex Chilton.

porches

Quando surgiu, o Big Star era, pelos indies, uma adorada banda em algum lugar entre Beatles e Stones. Já o Porches é apenas um pequeno grupo de um dos melhores vocalistas do eletro-rock atual, em algum lugar entre Father John Misty e Chet Faker.

Se nada mudar a programação, iremos acompanhar o Porches ao vivo na semana que vem, para ver como é a apresentação de palco da banda.

Por enquanto, somente, Porches “fazendo” Big Star.

>>