Em Black Mirror:

Sigur Rós, The Smiths, Black Mirror e o Tinder futurista

>>

blackmirrors04e04

Este não é um post daqueles “meu, isso é muito Black Mirror”. Estamos longe de querer analisar os efeitos colaterais das modernidades tecnológicas e as coincidências malucas entre a série e a vida real (*mentira, adoramos fazer isso, mas vamos deixar essa parte de lado). Viemos pela música mesmo. 😉

***
Pode conter spoilers. Se você ainda não viu Black Mirror S04E04, leia com moderação!
***

No quarto e melhor episódio desta quarta temporada, aquele que empresta o título de um trecho de uma música dos Smiths, “Hang the DJ”, um casal passa por todos os percalços possíveis em busca de um “match”. Com a diferença de que nesse futuro não tão distante, os envolvidos já dão o pontapé na relação sabendo quando ela vai acabar. Entre encontros e desencontros e depois de muitos “dates ruins”(aproveitando aquela hashtag do Twitter que resume muita coisa), ele e ela decidem burlar o sistema deste Tinder profético e, quem sabe, serem felizes para sempre.

Como todo episódio da série inglesa, agora nas mãos da Netflix, você fica esperando pela parte em tudo dá ruim. Mas neste, as cenas passam de fofas a (mezzo) engraçadas a aflitivas, e ele tem até um final feliz — até onde um final feliz de Black Mirror consegue ir, claro. E dando o tom para essa montanha russa está a trilha linda de Alex Somers, talentoso compositor, produtor e artista visual americano. Parceiro musical e de vida de Jónsi, vocalista e líder do Sigur Rós, Somers foi responsável pela arte das capas de vários discos da banda islandesa e colaborou (mixando e produzindo) nos álbuns ‘Valtari’ e ‘Kveikur’. O casal tem ainda o projeto musical e visual Jónsi & Alex, além de colaborarem um no projeto solo do outro e de fazerem diversas trilhas juntos, como para os filmes “Capitão Fantástico” e “Compramos um Zoológico” (e alguns vídeos de receitas veganas, sério).

jonsialex-press07

Para “Hang the DJ” (estamos falando de UM episódio, veja bem), Somers fez um set completo de 18 (!) músicas, entre canções e vinhetas curtas, duas delas em conjunto com o Sigur Rós. Você pode ouvir essa obra-prima toda abaixo. Para escolher o seu serviço de streaming de preferência, clique aqui.

*** MAIS SPOILERS ***

E se você está se perguntando sobre o título, “Panic” toca sim, bem no final. No trecho abaixo, dá para ouvir as inserções de Alex Somers, do Sigur Rós e dos Smiths, mas ATENÇÃO, esta é a cena FINAL do episódio. Não me xinga depois:

>>

O Melhor do Twitter: edição “Vem nim mim, Putin!”

>>

Se você está lendo isto, é porque o Putin ainda não chegou. Prestes a invadir o Brasil pela Amazônia, seguindo o que poderia ser um roteiro perdido de “Black Mirror”, o presidente russo deve estar vindo a nado. Estamos aguardando ansiosamente (os memes). Apesar desta notícia bombástica, nesta semana não teve para ninguém, só para o seriado mesmo. Foi uma semana intensa para os formadores-de-opinião-nas-redes: análises, textões, matérias, mais textões, sobre e desce, amo x odeio, mais textão, eu curtia antes, eu não sigo hype etc. E daí as pessoas perceberam que o Brasil em si já é uma temporada inteira de “Black Mirror” (nível HARD) e nada vai tirar essa conquista da gente. O Twitter está aí para isso. Aproveitamos para desenterrar estas imagens maravilhosas de Super Putin para enfeitar o post e dar as nossas boas-vindas.