Em Bono:

Inhaler, banda irlandesa liderada pelo filho do Bono, acerta em novo vídeo

>>

Captura de Tela 2020-10-29 às 3.09.34 PM

* A gente é chegada por aqui numa banda irlandesa, nunca disfarçamos. Então chegou a hora de falarmos da Inhaler, que tem no vocal e na guitarra o filho do dono do U2. Pelo menos ficar de olho nela. Ainda sem álbum previsto e com apenas uns singles lançados desde 2017o, o Inhaler, de Elijah Hewson, pegou uma dessas músicas para lançar agora como vídeo oficial e fazer circular seu nome.

“It Won’t Always Be Like This” é single do ano passado, ganhando nova atenção porque vem acompanhada de um decente vídeo oficial, nada demais, mas perfeito para bandas indies pequenas, dando a cara a tapa e em ação. E a música é boa, também. Dos quatro, cinco singles lançados pelo Inhaler, achamos aqui que é o melhor.

O bacana, por ser vídeo em que aparece a banda tocando, é inevitalvelmente procurar por traços do Bono em Elijah. Porque se olhar bem sua aparência e reparar em algumas entonações vocais, tá tudo ali.

>>

De David Bowie a Billie Eilish: Bono completa 60 anos de idade e faz playlist das 60 músicas que mudaram sua vida

>>

150515_u22

Ame ou odeie, Bono Vox continua sendo uma das figuras mais influentes do mundo. Mesmo que o seu U2 não seja o mesmo lá dos anos 80, o grupo continua lotando qualquer estádio do planeta, o que significa que o vocalista continua no jogo.

Bono completou neste final de semana 60 anos de idade e resolveu fazer uma carta aberta aos fãs, divulgando também uma playlist de 60 músicas que mudaram a sua vida.

Como era de se esperar, as escolhas do rockstar irlandês foi bastante eclética e passeou pelo rock antigo de Beatles, Stones, Elton John e David Bowie, pelo punk de Ramones e Clash, pela eletrônica de Kraftwerk, Depeche Mode, New Order e Daft Punk, pelo hip hop de Public Enemy, Jay-Z e Kanye West, pelo pop de Madonna e Lady Gaga, e pelo rock da “nossa” época, representado por nomes como Nirvana, Oasis, Pearl Jam e Radiohead. No meio disso tudo, figuras mais recentes como Beyoncé, Kendrick Lamar e… Billi Eilish.

180815_bono_noel_elton2

“Estas são algumas canções que salvaram minha vida, aquelas as quais que eu não poderia ter vivido sem. Aquelas que me levaram daqui até aqui, de zero a 60. Estou escrevendo uma carta de fã para acompanhar cada música e tentar explicar meu fascínio”, disse Bono, que publicará suas reflexões sobre as faixas no Instagram e no site oficial U2.com.

Abaixo a playlist com todas as 60 canções e algumas das anotações do líder do U2. Parabéns, Bono!

>>

Por ocasião nobre, Bono e Pharrell Williams cantam Bee Gees em apresentação atípica

>>

201118_bono2

201118_bono_slider

Todos os anos, o apresentador Jimmy Kimmel dedica um dia de seu programa para angariar fundos para a RED, fundação beneficente de Bono, que tem como motes a luta contra a disseminação e o tratamento da AIDS na África.

Na edição deste ano, Bono recebeu celebridades como Mila Kunis, Chris Rock e Snoop Dogg. No entanto, um número que chamou a atenção do público foi uma dobradinha do líder do U2 com o rapper e produtor Pharrell Williams.

Acompanhamos por um músico ao piano, a dupla fez uma cover improvável do hit dance “Staying Alive”, dos Bee Gees, lançada originalmente em 1977, em uma versão bem atípica.

O resultado pode ser conferido abaixo.

>>

O fim do U2? Bono deu um tchau sinistro, ontem, no último show em Berlim

>>

Foto: David Wolff - Patrick/Redferns

Foto: David Wolff – Patrick/Redferns

Uma mistura de celebração e agonia tomou conta dos fãs do U2 nas últimas horas. Na noite de ontem, a banda irlandesa encerrou sua turnê mundial em uma apresentação adiada na cidade de Berlim, onde Bono perdeu completamente a voz alguns meses atrás. O que deixou os fãs com a pulga atrás da orelha, no entanto, foram algumas das derradeiras palavras do vocalista, no palco, no fim do show.

“Estamos na estrada há algum tempo, lá se vão 40 anos, e os últimos quatro foram algo especial para nós. Agora, estamos indo embora…”.

A frase chocou muitos fãs que estão discutindo mundo afora, em fóruns, se esta pode ser de fato a última turnê da banda, que prima pelas superproduções e exige muito de Bono, como o próprio disse em entrevista recente ao The Times. “Essa turnê particularmente me exigiu muito. Eu não posso fazer o tanto que eu fazia antes”. Perguntado se tem outra turnê em mente para os próximos anos, o líder do U2 foi evasivo. “Não sei. Não gosto de colocar nada como garantido. “É OK reconhecer o trabalho que você fez e respeitar, mas, se isso for o melhor que podemos fazer, não seremos uma preocupação constante”.

Apesar da declaração de Bono, alguns fãs acreditam que a banda fará apenas uma pausa para descanso e que em 2020 pode rolar uma turnê especial pelos 40 anos do disco “Boy”.

>>

Apenas: alguém vestido de galinha invadiu o palco do Noel Gallagher em SP. Era o Bono, parece

>>

261017_bono_noel2

Um dos momentos mais inusitados da passagem do U2 com Noel Gallagher pelo país rolou na noite de ontem, a derradeira dos quatro shows no estádio do Morumbi.

Ex-líder do Oasis e amigo antigo dos irlandeses, especialmente de Bono, Noel foi o responsável por abrir todas as apresentações e tocou para públicos em número generoso nas quatro noites, levando-se em conta que shows de abertura geralmente são só para passar o tempo. O Morumbi sempre esteve na casa dos 80% de capacidade para ver o irmão do Liam.

Voltando ao show de ontem. No início de “Little By Little”, som famoso do Oasis, alguém vestido de galinha invadiu o palco de Noel, que pelo visto sacou na hora que se tratava do Bono. Ele passou pelo palco “encarando” os integrantes do High Flying Birds e saiu. Noel logo falou que era o Bono e depois reiterou que foi uma trollagem do seu amigo “dono” da festa.

Uma fã e amigo do Noel chamada Sandra, que costuma ir a diversos shows da banda, flagrou o momento e prometeu que divulga o vídeo em breve.

>>