Em bonobo:

Só belezas. Bonobo e seu surreal vídeo “real” da música que o Chet Faker/Nick Murphy canta

>>

Captura de Tela 2017-01-18 às 6.49.10 PM

* Um dos artistas mais cool do planeta, o produtor britânico Bonobo, que constroi sua sonoridade ímpar em Los Angeles com o contraste que a nacionalidade x residência proporciona, vive seu grande momento. Na última sexta-feira, o multifacetado Simon Green lançou o sexto disco dessa sua alcunha, “Migration”. Um som especialíssimo e conceitual em downtempo que encanta e ao mesmo tempo espanta saber que entrou de cara em quarto lugar na parada normal de discos do Reino Unido. Segundo dados fornecidos, é o número 1 da parada de música eletrônica em oito países. O mundo está chic.

Hoje, Bonobo lança seu novo vídeo, para a bonita “No Reason”, que tem no vocal o nosso amigo Chet Faker, que recentemente trocou seu nome artístico para Nick Murphy. Então, “No Reason feat Nick Murphy” é o nome correto desse mais novo single de “Migration”.

O vídeo lindo e hipnotizante é uma viagem que mal dá para descrever em palavras. Assim como o som do Bonobo. Dizem que o trabalho, dirigido pelo bamba Oscar Hudson, foi filmado inteiramente em “vida real”, sem edição ou efeitos. Duvido!!!!

>>

O Coachella e a arte de perder show bom. Que saudade do Lolla BR!

>>

* Haha!

090414_coachellahorarios

* Para você que reclamava do choque dos horários do Lollapalooza Brasil, tipo o Vampire Weekend x Savages ou os emblemáticos Muse x Disclosure e New Order x Arcade Fire, dá só uma olhada no Coachella, o festival que para a Califórnia e o “planet of sound” nos dois próximos finais de semana, com dezenas de shows legais. Muitos deles, rolando em horários simultâneos. Divulgaram hoje de manhã e já está tirando o sono de uma galera que vai até o deserto.

No apanhado breve feito pela Popload, a coisa está mais ou menos assim:

* Na sexta-feira a situação é (um pouco) mais tranquila:
– Para quem é bem indie do indie e gosta de respirar música nova, vai rolar um conflito entre assistir Jagwar Ma e MS MR na faixa das 15h
– As babes HAIM e o veterano Jon Spencer Blues Explosion se chocam por volta das 16h30
– Ali pelas 20h, o negócio fica tenso: Chromeo x Broken Bells x Bonobo x Nicolas Jarr. Tá?

* No sábado, a função é um tanto violenta graças ao quantitativo de shows maior:
– O Cage the Elephant começa enquanto rola White Lies e Temples. Isso ali pelas 15h
– Bombay Bicycle Club, Banks e Chvrches medem forças às 16h
– Julian Casablancas bate de frente com Holy Ghost por volta das 17h
– O embate triplo entre Warpaint x Washed Out rola ali pelas 18h
(pausa: o dia ainda nem está na metade)
– MGMT x Future Islands brigam pelo público na faixa das 19h
– Quando a Lorde ainda estiver com o show no meio, começam Solange e Foster the People (20h e pouco)
– Às 21h tem Sleigh Bells em confronto com Pixies e logo em seguida começa QOTSA que tromba com o Mogwai e Empire of the Sun às 22h
– Claro, ainda não acabou. No fim da noite, perto das 23h, o headliner Muse (como tá a voz, Matthew?) vai dividir atenções com Pet Shop Boys, Skrillex, Darkside, Nas e um pouco do Pharrell Williams.

* O domingo é uma mistura dos dois dias anteriores: não tem lá tantos embates, mas a coisa fica nervosa perto do fim da programação:
– Às 15h, tem Courtney Barnett x Chance the Rapper
– Já às 17h, embatezinho chato entre Superchunk x Blood Orange x The Naked and Famous
– Mais tarde, 20h, Lana Del Rey x Daughter
– E, para mostrar que o Coachella não é bagunça, às 21h e pouco o Disclosure começa com o Beck rolando e depois o Arcade Fire inicia seu show com o do Disclosure ainda pela metade.

Está fácil a vida de quem vai ao Coachella? E isso foi o que vimos rapidamente. Deve ter mais tretas de horários. Vamos voltar a esse assunto, imagino.

Abaixo os horários.

coachsexta1

coachsabado1

coachdomingo1

>>