Em bradford cox:

Indie refinado: Cate Le Bon e Bradford Cox se unem e anunciam EP colaborativo

>>

240919_bradford-cox-cate-le-bon2

Duas das figuras mais adoráveis da música alternativa, Bradford Cox, líder do Deerhunter, e a cantora galesa Cate Le Bon resolveram dar um passo à mais na amizade e anunciaram um EP colaborativo.

Depois de participarem do Marfa Myths Festival ano passado, Cate apareceu como uma das co-produtoras de “Why Hasn’t Everything Already Disappeared?”, o mais recente disco do Deerhunter.

Agora, eles preparam para o dia 1º de novembro o lançamento de “Myths 004”, o EP que foi gravado e criado por eles durante a semana do Marfa Myths. “Escrever e gravar em uma semana é uma tarefa difícil, especialmente quando existe uma química entre os músicos envolvidos e as possibilidades são ilimitadas”, disse a cantora em comunicado.

A primeira amostra da dobradinha é o single “Secretary”, que tem uma pegada um tanto melancólica, mesclando a cantoria de Cate com discurso de Bradford. Entre os convidados no projeto estão Stella Mozgawa, do Warpaint, e Tim Presley do White Fence.

Há também um mini-documentário sobre o lançamento, produzido por Eli Welbourne.

Em novembro, Cate Le Bon e o Deerhunter sairão juntos em turnê pelo Reino Unido.

>>

A meia hora mais complexa do seu dia pode combinar com uma playlist eclética do Bradford Cox, do Deerhunter

>>

210119_deerhunter2

Figura das mais adoráveis da música alternativa, Bradford Cox, o gigante e complexo líder do incrível Deerhunter, mostrou um pouco dessa sua complexidade em uma playlist especial que dura pouco mais de meia hora, feira para a revista FADER.

Dá para dizer que entre as 13 faixas escolhidas por Cox, as mais acessíveis são de Nico e do grupo The Residents. Fora isso, uma enxurrada de dicas boas que vão desde “M-6”, canção russa composta por Vyacheslav Ovchinnikov, até “Long Black Train”, de Lee Hazelwood.

O Deerhunter lançou na última sexta-feira o disco “Why Hasn’t Everything Disappeared Yet?”.

Playlist
1. Daphne Oram – “Melodic Percussion”
2. Bobak, Jons, Malone – “On A Meadow-Lea”
3. Sam Mateparae & The Rocking Rockers – “Rocking Rockers Theme”
4. Anonymous Uzbek Duo – Dance Tune Played on Qobuz
5. The Residents – “Boy In Love”
6. Vyacheslav Ovchinnikov – “M-6” (From Tarkovsky’s ‘Ivan’s Childhood’)
7. Willie Gregg and the Velvetones – “You Fool”
8. Beverly McKay – “No, No, I Can’t Help You”
9. Nico – “Frozen Warnings” (alternate mix)
10. Qualities – “She’s My Moonglow”
11. Santo&Johnny- “Long Walk Home”
12. Unknown Field Recording from Congo
13. Lee Hazelwood – “Long Black Train”

>>

Deerhunter anuncia novo disco para janeiro e vai mostrar novas músicas no show em SP, no próximo domingo

>>

161015_deerhunter1

Banda liderada pelo incrível e lindo Bradford Cox, o Deerhunter enfim anunciou para 18 de janeiro o lançamento de “Why Hasn’t Everything Already Disappeared?”, seu oitavo disco de estúdio.

Este será o primeiro trabalho da banda norte-americana desde o ótimo “Fading Frontier”, lançado em 2015. No total, são 10 faixas ao vivo, incluindo algumas já tocadas pelo grupo em sua última turnê de verão.

Entre os produtores estão Ben Etter, Ben H. Allen III e Cate Le Bon. Tim Presley, melhor conhecido como White Fence, tocou guitarra. Diz o Cox que o novo álbum é uma espécie de “ficção cietífica sobre o presente”.

Com o anúncio, eles liberaram o single “Death in Midsummer”, que também abre o disco. Nunca é demais lembrar que algumas dessas novas músicas serão apresentadas no próximo domingo, em São Paulo, dentro do Balaclava Fest. Já parou para pensar?

Why Hasn’t Everything Already Disappeared? – Tracklist
01. Death in Midsummer
02. No One’s Sleeping
03. Greenpoint Gothic
04. Element
05. What Happens to People
06. Détournement
07. Futurism
08. Tarnung
09. Plains
10. Nocturne

>>

Mais um do Balaclava Fest. O gigante Deerhunter também vai tocar na Barra Funda

>>

020818_Bradford-Cox-640x426

Falamos mais cedo aqui que as meninas do Warpaint puxam a fila de shows do Balaclava Fest, 4 de novembro na Audio Club, em São Paulo. E agora a Popload desenrola mais uma linha desse bolo de atrações.

Quem também tocará na casa de shows da Barra Funda é o indie do indie Deerhunter, banda/projeto que tem a cara do gigantão excêntrico Bradford Cox, que tem quase 2 metros de altura graças à síndrome de Marfan, doença que faz dele um cara muito alto e muito magro, com um buraco no peito. E que o fez ser operado várias vezes durante a infância.

Talentoso e ousado, Cox traz sua trupe ao país em uma temporada em que promete o lançamento de um novo disco, que não tem data oficial para lançamento ainda, mas que já tem título: “Why Hasn’t Everything Already Disappeared?”.

Em junho passado, a banda tocou em um festival holandês cinco faixas inéditas, que provavelmente estarão no álbum. Comentamos sobre isso aqui.

Os ingressos para o Balaclava Fest já estão à venda no site da Ticket360.

>>

Com novo álbum esperado para este ano, Deerhunter mostra logo cinco músicas novas em show na Holanda

>>

Fotos: Karel Uyttendaele

Fotos: Karel Uyttendaele

Banda indie do indie e que é liderada pelo excêntrico e competente Bradford Cox, o Deerhunter vai lançar em algum momento deste ano seu novo disco, que já tem título com uma pergunta existencial: “Why Hasn’t Everything Already Disappeared?”.

Embora não tenha divulgado a data certa do lançamento, Cox promoveu em recente apresentação no festival Best Kept Secret, na Holanda, a estreia de várias canções que estarão no projeto. A notícia ótima é que o show foi gravado profissionalmente e divulgado por um canal local.

As canções novas são: “Detournement”, “Futurism”, “What Happens to People”, “Death in Midsummer”, e “No One’s Sleeping”. E podem ser vistas abaixo.

“Detournement”:

“Futurism”, “What Happens to People”, e “Death in Midsummer”:

“No One’s Sleeping”:

>>