Em bradley cooper:

A vida imita a arte: Eddie Vedder canta música de “Nasce Uma Estrela” em seu show solo

>>

bradvedder

Uma das maiores sensações do cinema nos últimos tempos, “Nasce Uma Estrela”, a trama musical trágica e emocionante protagonizada Lady Gaga e Bradley Cooper, continua na cabeça de todo mundo. Até de gente famosa.

Eddie Vedder, líder do Pearl Jam, está na estrada com seu show solo e resolveu cantar uma faixa da trilha sonora do filme em sua apresentação na cidade de Tempe, Arizona, na noite do último domingo.

A canção escolhida por Vedder foi “Maybe It’s Time”, som interpretado por Cooper e escrito por Jason Isbbel. Bradley, inclusive, pegou algumas “aulas” de como se comporta um rockstar com Vedder para viver seu personagem Jackson Maine.

Na recente premiação do Oscar, “Nasce Uma Estrela” ganhou a estatueta de “Melhor Canção Original” com outra música, “Shallow”.

Lady Gaga tira Bradley Cooper da plateia para cantar “Shallow” ao vivo pela primeira vez

>>

* 2018 nos brindou com dois muito falados filmes da linha “rock’n’roll para as massas”, mas com um indie spirit: “Bohemian Rapsody”, sobre o lendário grupo inglês Queen, e “A Star Is Born”, da Lady Gaga com o ator Bradley Cooper num papel meio Eddie Vedder alcoólatra.

Ambos concorrem, no fim de fevereiro, a alguns prêmios Oscar importantes, entre eles de Melhor Filme e o de Melhor Ator, neste caso para o Freddie Mercury e para o “Eddie Vedder”. O trofeu de Melhor Atriz, se a Glenn Close deixar, pode ir para a cantora Lady Gaga, indicada pela primeira vez por um trabalho de atriz.

“A Star Is Born” (no Brasil, “Nasce Uma Estrela”), que inclusive é dirigido por Bradley Cooper, tem grandes momentos musicais, na frente das câmeras e nos bastidores. Cooper, o guitar-hero Jackson Maine no filme, teve aulas de guitarra e de postura de roqueiro com Lukas Nelson, filho do histórico Willie Nelson e que toca em shows na banda do outro histórico Neil Young. Nelson ainda ajudou Bradley e Gaga a escrever as músicas originais do filme, inclusive os arranjos do megahit “Shallow”, espécie de fio-condutor da trama e que tem até o Mark Ronson na produção.

O filme tem cenas gravadas reais no Coachella (durante os finais de semana do festival, quando está vazio e com a estrutura toda armada) e no Glastonbury (Cooper invadiu o palco durante um show do astro country-rock Kris Kristofferson, com a guitarra desligada, e ficou fazendo “solos” com o instrumento para umas câmeras durante quatro minutos da apresentação do amigo, sem aviso prévio ao público). Até o cenário e camarins do programa “Saturday Night Live” foram usados por Gaga e Cooper.

Acontece que…

Captura de Tela 2019-01-28 às 9.59.56 AM

Em “A Star Is Born”, o astro Bradley Cooper convida a novata Lady Gaga, no susto, a cantar “Shallow” em seu show lotadão.

Agora na vida real, sábado passado em Las Vegas, durante show de Gaga, a coisa se inverteu. A cantora chamou Bradley Cooper, que estava na plateia, para uma performance surpresa de “Shallow” os dois juntos pela primeira vez.

“Tem um grande amigo meu… Não sei se vocês o conhecem, mas o nome dele é Bradley. Ele fez aquele filme, A Star Is Born…”, disse Lady Gaga, no finalzinho do último show da série de sete apresentações que ela vem fazendo na série Enigma, desde o final do ano passado, em Las Vegas. “Então, eu queria dar uma forcinha para ele. Hey, Bradley, você viria aqui cantar essa comigo?”

>>