Em brian eno:

No mundo da lua: Brian Eno anuncia relançamento do clássico “Apollo: Atmospheres & Soundtracks” com 11 faixas novas

>>

0316_brianeno2

O conceituado produtor Brian Eno resolveu tirar a poeira de um dos seus mais aclamados trabalho e anunciou que dia 19 de julho lançará uma versão atualizada do clássico disco “Apollo: Atmosphere and Soundtracks”.

O material original foi lançado em 1983 e foi composto originalmente com Daniel Lanois e seu irmão Roger Eno para o documentário “For All Mankind”, baseado em imagens da chegada do homem à Lua pela primeira vez na missão Apollo 11, que completa 50 anos neste ano.

A versão atualizada da obra contará com todas as faixas originais remasterizadas e ainda 11 novas canções como bônus. Entre elas está “Like I Was A Spectator” e pode ser conferida abaixo, junto com a capa e a tracklist do projeto.

Apollo: Atmospheres & Soundtracks

Disco 1
1. Under Stars
2. The Secret Place
3. Matta
4. Signals’
5. An Ending (Ascent)
6. Under Stars II
7. Drift
8. Silver Morning
9. Deep Blue Day
10. Weightless
11. Always Returning
12. Stars

Disco 2: For All Mankind
1. The End Of A Thin Cord
2. Capsule
3. At The Foot Of A Ladder
4. Waking Up
5. Clear Desert Night
6. Over The Canaries
7. Last Step From The Surface
8. Fine-grained
9. Under The Moon
10. Strange Quiet
11. Like I Was A Spectator

090519_brianeno3

>>

The Killers viaja ao passado, se inspira em Brian Eno, e grava uma de suas músicas mais obscuras na carreira

>>

150917_killers2

Em vias de lançar “Wonderful Wonderful”, seu primeiro disco em cinco anos que sai dia 22 de setembro, o Killers liberou mais um single do projeto, uma das canções mais obscuras da carreira do grupo.

A faixa se chama “Some Kind of Love” e foi inspirada em “An Ending (Ascent)”, música do renomado Brian Eno, lançada em seu disco “Apollo: Atmospheres and Soundtracks”. A referência é tamanha que Eno está creditado oficialmente na música do Killers.

“Some Kind of Love” é o quarto recorte deste novo disco da banda de Las Vegas. Antes, eles mostraram, além da faixa título, os singles “The Man” e “Run for Cover”.

O Killers é uma das presenças confirmadas no Lollapalooza 2018, em Interlagos, ao lado de nomes como LCD Soundsystem, Lana Del Rey, Liam Gallagher, National e outros.

>>

Brian Eno solta música que dura 21 minutos. No caso, quase a metade do seu próximo álbum

>>

0316_brianeno2

O cultuado produtor e músico Brian Eno, pai da chamada “ambient music”, vai lançar um novo disco daqui a um mês. Dia 29 de abril, o britânico de 67 anos que já emprestou seu talento para gente do nível de David Bowie, Talking Heads e U2 bota na praça o disco “The Ship”, que dura 47 minutos, mas tem só duas faixas.

A canção que dá título à obra foi conhecida hoje. “The Ship” dura bons e viajados 21 minutos e 19 segundos (para ser bem exato) e tem até uma parte dedicada ao Velvet Underground, em seu trecho final, com a inserção da faixa “I’m Set Free”. “Esta música soa ainda mais relevante agora do que quando foi lançada no fim dos anos 60. Quem leu ‘Sapiens: Uma Breve História da Humanidade’, de Yuval Harari, vai perceber a fina ironia da linha ‘I’m set free to find a new illusion'”, escreveu Eno em um comunicado sobre o álbum.

A segunda faixa do disco é chamada “Fickle Sun” e é dividida em três partes, incluindo um poema (gerado por um software de computador) recitado pelo ator britânico Peter Serfinowics e trechos de canções entoadas por soldados na Primeira Guerra Mundial.

A primeira parte deste experimentalismo todo pode ser ouvida abaixo.

>>

Em Londres: Damon Albarn faz show com uma pequena ajuda dos amigos

>>

171114_damon2

O inquieto Damon Albarn fez dois shows chiques no famoso Royal Albert Hall de Londres neste fim de semana. Com um set de cordas e coral gospel, o líder do Blur e do Gorillaz mostrou boa parte de seu mais recente álbum solo, “Everyday Robots”, um dos mais conceituados lançados em 2014.

No palco, um time de convidados de peso deu uma graça ainda maior ao show. Damon recebeu seu companheiro de Blur, Graham Coxon, e juntos reeditaram as faixas “End of a Century”, “The Man Who Left Himself” e “Tender”.

Quem também apareceu foi o veterano grupo De La Soul para reviver um dos maiores sucessos do Gorillaz, “Feel Good Inc.”.

Por fim, o produtor Brian Eno fez uma ponta em “Heavy Seas of Love”, do disco de estreia solo de Damon. A dobradinha encerrou a apresentação que durou cerca de duas horas e revisitou toda a carreira do líder do Blur.

* Setlist (via Consequence of Sound)
Spitting Out the Demons (Gorillaz song)
Lonely Press Play
Everyday Robots
Tomorrow Comes Today (Gorillaz song)
Slow Country (Gorillaz song)
Kids With Guns (Gorillaz song)
Three Changes (The Good, the Bad & the Queen song)
Bamako City (Mali Music cover)
Sunset Coming On (Mali Music cover)
Hostiles
Photographs (You Are Taking Now)
Kingdom of Doom (The Good, The Bad & the Queen song)
You and Me
Hollow Ponds
El Mañana (Gorillaz song)
Don’t Get Lost In Heaven (Gorillaz song)
Out of Time (Blur song)
All Your Life (Blur song)

Bis 1:
End of a Century (Blur song) (with Graham Coxon)
The Man Who Left Himself (Blur song) (with Graham Coxon)
Tender (Blur song) (with Graham Coxon)

Bis 2:
Mr. Tembo
Feel Good Inc. (Gorillaz song) (with De La Soul)
Clint Eastwood (Gorillaz song) (with Kano)
Heavy Seas of Love (with Brian Eno)

>>

Damon Albarn canta o amor (agora para todo mundo ouvir)

>>

250314_damon

Um dos seres mais criativos da música, o “multi” Damon Albarn vai lançar mês que vem seu primeiro disco solo, “Everyday Robots”, depois de tantas aventuras em tantos projetos aclamados, seja com seu histórico Blur, com o inovador Gorillaz ou escrevendo ópera.

Neste trabalho, hum, “pessoal”, Damon diz querer explorar a relação entre o velho e o novo, como as pessoas lidam com a tecnologia hoje e como se envolviam com a mesma tipo há 30 anos.

Aos poucos, o novo melhor amigo do Noel Gallagher vai soltando recortes do disco. A mais nova faixa a aparecer é “Heavy Seas of Love”, balada que fecha o disco com participação do produtor Brian Eno e um coral de crianças. Na verdade, a música estava disponível para poucos em um site meio zoado e cheia de vinhetas em cima desde janeiro. Agora apareceu bonita e limpinha.

* “Everyday Robots” chega ao mercado dia 29 de abril.

>>