Em bright eyes:

Enfim, aconteceu. Conor Oberst reúne o Bright Eyes e lança a primeira música do grupo em quase uma década

>>

210120_brighteyes2

Em janeiro deste ano, o cultuado Conor Oberst chocou o mundo indie ao informar que iria retomar os trabalhos com o Bright Eyes após quase uma década. A notícia inicial foi a de que o grupo faria uma série de shows agora em março, todos obviamente cancelados devido ao coronavírus.

No entanto, o pacote do retorno do Bright Eyes também vai incluir o lançamento de um novo disco, já que a banda formalizou uma parceria com o selo Dead Oceans. O último deles até o momento é “The People’s Key”, que saiu em 2011.

Agora, Conor e seus parceiros apareceram com uma nova música, “Persona Non Grata”, a primeira deles em nove anos. Junto, eles confirmaram que, SIM, vai sair um disco novo este ano.

A nova faixa pode ser ouvida abaixo.

250320_brighteyes_carta

>>

Agora vai! Conor Oberst retoma os trabalhos com o Bright Eyes, que vai fazer shows e lançar disco após quase uma década

>>

210120_brighteyes2

Um dos diversos projetos do pequeno gênio Conor Oberst, o Bright Eyes está preparando o retorno aos palcos após quase uma década.

A primeira aparição do grupo será em Tóquio, no mês de março, e as datas seguirão em cidades como Los Angeles e Nova York, em maio, e no festival inglês End of the Road, em setembro. No total, serão cinco shows.

O grupo também formalizou uma parceria com o selo Dead Oceans, pelo qual lançará um novo disco provavelmente neste ano. O último álbum da banda é “The People’s Key”, que saiu em 2011.

No início deste ano, eles chegaram a soltar uma espécie de teaser misterioso. O que é que pega, Conor?



210120_brighteyes3

>>

Seattle, cidade do amor. Graças ao Conor Oberst

>>

151014_conor2

Festejado compositor e guitarrista do Bright Eyes, o grande Conor Oberst lançou no primeiro semestre o bom álbum “Upside Down Mountain”, registro com pegada folk/country gravado em Nashville, com produção de Jonathan Wilson (que já trabalhou com Father John Misty) e participação das meninas fofas do First Aid Kit.

Em turnê divulgando o álbum, Conor fez uma parada recente na importante rádio indie KEXP, de Seattle, para uma session e entrevista que duraram mais de meia hora.

No cardápio, faixas como “Hundreds of Ways” e “Double Life”. Na época do lançamento de “Upside Down Mountain”, Oberst disse que este é o álbum mais “intimista e pessoal” que escreveu até hoje. “Não sou o melhor guitarrista ou pianista, muito menos o melhor cantor. Mas eu sinto que posso conectar melodias que gosto com poesias e sinto orgulho disso”.

A session para a KEXP pode ser conferida abaixo.

* Setlist
Hundreds of Ways
Zigzagging Toward The Light
Double Life
We Are Nowhere And It’s Now
Common Knowledge

>>

Mac Miller com um pé no rock: fazendo Bright Eyes e virando amigo do Liam

>>

070214_macmiller

Uma das atrações do festival australiano Big Day Out nas últimas semanas, o rapper treta e judeu Mac Miller, vindo da Pensilvânia, tem voltado seu olhar um pouco para o rock.

Uma de suas bandas favoritas é o Bright Eyes, grupo do pequeno grande compositor e guitarrista Conor Oberst. Mac Miller é fã dos caras. Certa vez, fez sua cover para a faixa “First Day Of My Life”. Agora, apareceu com uma gravação bem intimista e acústica para outra canção do Bright Eyes, “Lua”, sob o codinome Larry Fisherman.

Durante o rolê pelos BDO na Oceania, Mac Miller (22 anos) disse ter realizado um sonho antigo: conheceu um outro ídolo seu, o Liam Gallagher. Sério. Ele topou com o Liam-careca nos camarins, puxou papo e viraram tipo melhores amigos. Ele, o Liam e o Snoop Dogg. Haha. Saíram altas fotos e troca de gentilezas nas redes sociais.


070214_macliam


* O Mac e o Liam, inclusive, foram parar no palco zoado do Snoop Dogg, o show que tinha a maior quantidade de mulheres do Big Day Out, fácil. O festival teve como atrações principais as bandas Arcade Fire e Pearl Jam.

070214_snoopmacliam

>>

>>

White Stripes para crianças comerem

>>

* Eu estava pensando aqui, cá com meus botões de “curtir”, e acho que o White Stripes é a segunda banda que eu mais gosto de 2000 para cá. Que saudade daquele show bizarro fuleiro na Argentina, na cidade colada a Foz do Iguaçu e ao Paraguai… Haha, só o Jack White, mesmo. Alguém foi nesse show?
Bom, qualquer respiro em direção ao finado duo vai nos fazer lembrar deles aqui. Tipo esse.

A banda indie americana Bright Eyes, de Nebraska, capitaneada pelo menino-prodígio Conor Oberst, assina cover beneficente de “We’re Going to Be Friends”, espetacular canção do White Stripes circa 2000/2001. A cover do Bright Eyes, gravada em conjunto com a dupla sueca de meninas First Aid Kit, foi produzida para uma campanha de caridade da Lunchbox Fun, empresa que cria e comercializa alimentação especial para crianças nos EUA. Abaixo, a versão de “We’re Going to Be Friends” do Bright Eyes e a original, do White Stripes, ao vivo no Reading Festival de 2004.