Em Brit Awards:

Foo Fighters recria cenário de “The Sky Is A Neighborhood” em linda apresentação na Inglaterra

>>

220218_ff_2

No próximo domingo, se inicia pelo país uma das turnês do ano, que vai misturar Foo Fighters e Queens of the Stone Age, bandas que a gente adora.

Enquanto o grupo de Josh Homme anda testando algumas raridades sonoras em seus shows, a trupe de Dave Grohl fez uma linda apresentação no Brit Awards, na noite de ontem, em Londres. No palco, a banda norte-americana recriou o cenário do vídeo da canção “The Sky Is A Neighborhood” e ficou tipo assim.

Ainda no Brits, o Foo Fighters ganhou o prêmio de melhor banda internacional, batendo os concorrentes Arcade Fire, HAIM, The Killers e LCD Soundsystem.

* A tour do FF com o QOTSA no Brasil começa no próximo domingo, no estádio Maracanã. Eles ainda tocam dias 27 e 28 de fevereiro no Allianz Parque, em SP; 2 de março na Pedreira, em Curitiba; e 4 no Beira-Rio, em Porto Alegre.

O Foo Fighters vem ao Brasil dois anos após sua última visita com a turnê do novo álbum “Concrete and Gold”. Já o Queens of the Stone Age, que esteve no Brasil também em 2015, vem mostrar seu tão bom quanto “Villains”. Os dois discos foram lançados ano passado.

>>

Mais BRIT Awards: Dua Lipa sensualiza, Liam Gallagher emociona, e Damon Albarn vira meme

>>

dualipa_slider

A gente nem curte premiações. Mas curtimos algumas figuras que às vezes estão inseridas nelas. É o caso do BRIT Awards, realizado nesta quarta-feira, em Londres, que colocou na O2 nomes como (além do Kendrick Lamar) a fofura Dua Lipa, o casca Liam Gallagher e o intrépido Damon Albarn. Vamos por partes e em vídeos, pá-pum.

* Dua Lipa ganhou o prêmio de artista revelação, como não poderia ser diferente. A cantora de 20 e poucos anos, cada vez mais alçada ao status de popstar, além de ser premiada fez uma belíssima apresentação de seu hit master, “New Rules”, com uma pegada, hmmmm, sensual. E divertida, claro.

* Já Liam Gallagher não venceu a categoria na qual estava concorrendo (melhor artista britânico – masculino), que acabou nas mãos do tão cool quanto STORMZY, inclusive chapa do próprio Liam. Mas o ex-Oasis roubou a cena ao mandar no gogó a eterna “Live Forever”, uma das melhores músicas do Oasis e, também, de todos os tempos, em homenagem às vítimas do ataque terrorista a Manchester ano passado.

* No entanto, um dos pontos altos do evento foi Damon Albarn. Ele subiu ao palco visivelmente bêbado para receber o prêmio de “melhor banda britânca” pelo Gorillaz e discursou palavras um tanto desconexas sobre o Brexit. Tente entender você mesmo.

>>

Esta é outra sátira de Kendrick Lamar. Rapper americano causa no BRIT Awards e promove quebradeira de um carro no palco

>>

lamar2

Rolou há pouco em Londres a tradicional premiação BRIT Awards, a principal da música britânica, que também premia artistas estrangeiros. O evento aconteceu na gigante O2 Arena, que foi palco também de diversas apresentações. Entre elas, uma do gênio Kendrick Lamar.

Partindo da premissa “se não for para causar, eu nem saio de casa”, o rapper americano, que ganhou o prêmio de melhor artista internacional masculino, fez uma apresentação sick e chocou todo mundo que estava assistindo.

Kendrick apareceu em cima de uma plataforma de vidro, na qual havia um carro e o rapper Rich the Kid sentado na lataria. À medida em que Lamar ia entoando os versos de “FEEL.”, Rich quebrava o carro. Ao fundo, o telão mostrava rases do tipo: “This Is Another Satire by Kendrick Lamar”.

Há mais ou menos três anos, Kendrick também inclui um carro em sua apresentação no BET Awards, bastante criticada pela imprensa. Inclusive, alguns comentários de um jornalista da Fox News americana apareceram como samples na disco “DAMN.”.

>>

Nem Madonna, muito menos Kanye West. O Royal Blood roubou a cena no Brit Awards

>>

270215_royalblood2

Esqueça a Madonna e seu tombo, ou o Kanye West mostrando seu novo single em performance na linha “manifesto artístico”. Quem detonou para valer mesmo no Brit Awards 2015, realizado nesta semana em Londres, foi o duo garage-indie-porrada Royal Blood.

Depois de ser eleita a melhor banda nova no NME Awards, o duo baixo-e-bateria-sem-guitarra formado por Mike Kerr e Ben Thatcher ganhou o Brits como melhor banda inglesa, batendo Alt-J, Coldplay e até One Direction.

Fora isso, a dupla, que é espécie de uma resposta inglesa nervosa ao White Stripes em forma de garage blues, tocou no palco uma de suas melhores faixas, “Figure It Out”, em apresentação que teve mais luzes e lasers que shows do Muse, mas isso é um pequeno detalhe.

>>

Todo mundo de olho na hipnótica FKA twigs

>>

160115_fka1

A doce e charmosa Tahliah Barnett, melhor conhecida como FKA twigs, roubou todas as atenções na cerimônia promovida pelo BRIT Awards, premiação que acontece todos os anos na Inglaterra. O evento serviu para conhecer os indicados aos prêmios da edição deste ano.

Em meio aos anúncios, FKA twigs, espécie de musa do novo trip hop meio R&B britânico, fez uma performance de vidrar os olhos de todo mundo.

No palco, ela cantou duas de suas canções mais conhecidas – “Hide” e “Pendulum – ambas do seu belíssimo álbum “LP1”, lançado ano passado.

A apresentação da moça, que concorre em duas categorias (entre elas a de melhor cantora solo) pode ser conferida abaixo.

160115_fka2

>>