Em Can:

Can comemora 50 anos de carreira com turnê especial e show com Thurston Moore, do Sonic Youth

>>

100417_can2

Uma das entidades sonoras mais influentes das (muitas) últimas décadas na música alternativa, o Can, um dos principais expoentes do krautrock alemão e idolatrado pelo Thom Yorke, está celebrando seus 50 anos de carreira com uma turnê especial.

O rolê tem a curadoria de Malcolm Mooney, vocalista original da banda, que botou para funcionar o The Can Project, show que conta com músicos convidados e que reedita ao vivo canções que marcaram a carreira do seminal grupo.

No último final de semana, Malcolm recebeu a ajuda de nomes como Thurston Moore e Steve Shelley (Sonic Youth), e Deb Googe (My Bloody Valentine), em apresentação no pomposo Barbican, em Londres. Membro da banda, o tecladista Irmin Schmidt conduziu a London Symphony Orchestra em parte da apresentação.

O Can Project fará uma série de shows especiais neste ano, incluindo uma apresentação no megafestival Glastonbury.

>>

Stephen Malkmus na Alemanha, onde o krautrock e o indie se fundem

>>

O dândi Stephen Malkmus, melhor conhecido como o líder do seminal Pavement, andou mostrando todo seu talento em terras alemãs no último final de semana.

Fã do krautrock, movimento de rock experimental alemão nas décadas de 60 e 70, Malkmus deu um pulo até Colônia, um dos berços do movimento, para prestar uma homenagem ao grupo CAN, um dos principais expoentes do gênero.

Ao lado da banda local Von Spar, Malkmus tocou na íntegra o disco “Ege Bamyasi”, uma das obras mais importantes do movimento, que completa 40 anos de lançamento. O bom é que existe registro profissional disso. Dá só uma olhada.


Malkmus ao lado de Jaki Liebezeit (Can), Philipp Janzen (Von Spar) e Irmin Schmidt (Can) – Foto de (Hildegard Schmidt)