Em CENA:

CENA – Devise desacelera e mescla Minas com Britpop na versão acústica de “Além do Próprio Espelho”

>>

Foto: Marina Jacome

Foto: Marina Jacome

PREMIEREPOPLOAD
Banda mineira que a gente curte bastante, nome forte da CENA de BH, a Devise mais uma vez escolheu a Popload para mostrar em primeira mão uma de suas gravações imperdíveis.

A bola da vez é uma releitura linda e acústica de “Além do Próprio Espelho”, uma das preferidas dos fãs, que teve sua versão original lançada em single no ano de 2018.

A nova versão conta com o vocalista Luís Couto assumindo o violão, o baterista Daniel Mascarenhas na percussão, e ainda Cris Simões ao piano. Cris, inclusive, é o produtor dos últimos lançamentos do grupo mineiro e tem trabalhos com Skank, Lô Borges e Jota Quest, por exemplo. A capa do single é assinada pela dupla André Greco e João Ferreira.

O próprio Devise faz questão de dizer o quão especial é a faixa “Além do Próprio Espelho” para a banda. “É um canto de persistência, de coragem e força para o recomeço. Um impulso que move as energias positivas de dentro para fora, um som entoado para nos lembrar que nada pode ser maior do que os nossos sonhos”.

“Além do Próprio Espelho”, com essa acústica inspirada no Britpop, será lançada oficialmente nesta sexta-feira, com vídeo até, nas plataformas convencionais de streaming.

Mas a Popload, claro, entrega por aqui antes.

>>

CENA – Cada vez mais maduro e incrível, Young Lights solta na Popload a inédita “Pills”

>>

1 - cenatopo19Foto: Mauro Figa

PREMIEREPOPLOAD
Uma das bandas de maior representatividade na prolífica e talentosa CENA de Minas Gerais, a Young Lights oferece via Popload, em primeira mão, a audição do quarto single do disco de inéditas que sairá neste ano.

“Pills” estará em “Somewhere Between Here and Now”, álbum que foi produzido pela dupla Bruno Giorgi e Gabriel Ventura.

De acordo com a banda, o som apresenta uma narrativa que perpassa a ansiedade e a dor até sua superação, e é pautado pelos riffs e efeitos de guitarra marcantes conhecido pelos fãs, ao mesmo tempo em que mira em uma sonoridade ainda mais madura.

Falando em fãs, a fidelidade do público mineiro (especialmente) é tão grande com o Young Lights que “Somewhere Between Here and Now” foi viabilizado através de um crowdfunding ano passado. Programado para ser lançado neste primeiro semestre, o lançamento do álbum foi jogado mais para frente por causa da pandemia.

“Pills”, em primeira mão, pode ser ouvida abaixo.

>>

CENA – Ex-Mineiros da Lua, Haroldo Bontempo troca a guitarra pelo violão em seu primeiro disco solo

>>

1 - cenatopo19

Foto: Elias Sadala

Foto: Elias Sadala

Jovem compositor mineiro que é figurinha carimbada na CENA de Belo Horizonte, o cruzeirense Haroldo Bontempo lançou seu primeiro disco solo.

Chamado “Músicas para Travessia”, o projeto traz o ex-guitarrista do ótimo Mineiros da Lua fazendo uma homenagem a outro instrumento: o violão brasileiro.

O disco foi gravado na Ilha do Corvo, estúdio que é familiar para Haroldo, que por lá gravou registros como “Turbulência”, disco lançado pelos Mineiros da Lua em 2017, e “Nhanderuvuçu”, de seu parceiro Arthur Melo, que saiu um ano depois.

“Músicas para Travessia” dura quase meia hora ao longo de suas 14 faixas e explora a estética musical da Bossa Nova e da MPB, enquanto as composições passeiam por movimentos do barroco mineiro, da vanguarda paulista e do samba. As inspirações partem de nomes da CENA atual brasileira, como Cícero, Ana Frango Elétrico e Rubel.

O resultado pode ser conferido abaixo.

>>

A CENA mineira (e convidados) contra o coronavírus: começa hoje o Festival Solitude

>>

1 - cenatopo19 24-2200

Começa hoje e vai até o dia 31 de março o Solitude, festival armado por uma galera atuante na CENA mineira, entre bandas, cantores e produtores, encabeçados pela Erika Ziller, direto de Lisboa.

O festival, como falamos aqui na Popload semana passada, tem o objetivo de entreter quem está em casa e também de conscientizar cada vez mais pessoas sobre a importância de seguir as orientações dos órgãos de saúde em relação à proliferação do coronavírus.

No total, serão 48 shows em oito dias, cada um durando 25 minutos, dando um intervalo de 5 minutos para a “troca de palco”. Tudo começa hoje, a partir das 20h (programação completa no final do post).

Antes, às 15h, o chapa Rodrigo James (Esquema Novo) bate um papo com o Arthur Melo, uma das atrações do home festival, no canal oficial do @festivalsolitude no Instagram. Diariamente, um dos envolvidos nos shows serão convidados para um papo às tardes.

Os shows serão transmitidos na página oficial de cada artista/banda. O caminho para conferir tudo, claro, é através do instagram.com/festivalsolitude e no fb.com/festivalsolitude.

A programação de hoje, na ordem, e as atrações por dia.

Lineup---24 (1) 240320_solitudefestival

>>

CENA – Na contramão de tempos obscuros, Carne Doce aparece com um sopro de luz e paz na nova “Passarin”

>>

1 - cenatopo19

* A banda goiana Carne Doce, um dos principais nomes desta nossa CENA cheia de nomes principais, segue seu plano de lançar alguns singles até seu disco novo chegar em junho, se o mundo deixar.

210320_carnedoce2

Depois de soltar a linda “Temporal” em janeiro, agora o grupo de Macloys e Salma vem com “Passarin”, outra faixa que vai compor o próximo e quarto álbum da banda, o sucessor de “Tônus”, disco de 2018. E promete agora que, até junho, vai botar para audição um por mês.

“Passarin”, a música, se não é a melhor canção que o Carne Doce já fez, tem um lado muito louvável: não combina em nada com os dias malucos em que vivemos, hoje. Traz uma paz, um sossego, às vezes um silêncio, uma desaceleração de guitarras, uma suavidade confortante saindo da voz de Salma. Neste tempo de esperas, a letra fala da espera de um amor. Tipo assim:

O Carne Doce soltou ainda a capa do novo disco, bem típica. Da região deles. Uma imagem macro do interior de um pequi, fruto nativo do Cerrado goiano. A capa do single “Passarin” é um outro corte do pequi. Seguem as duas, respectivamente.

capa do disco_carnedoce

capa do single passarin web

** As fotos deste post e a da home da Popload são de autoria de Rogério Watanabe.

>>