Em charly coombes:

POPLOAD SESSION E CENA APRESENTAM… CHARLY COOMBES

>>

popload_cena_pq

poploadsession4

* Uma Popload Session internacional. Ou já paulistana. Você escolhe.

O britânico Charly Coombes, que mora em SP já tem mais de três anos, com carreira que resvalou no britpop e em março deste ano lançou um “disco brasileiro”, comparece à session deste site para mostrar uma versão de “Fool”, faixa de seu mais novo álbum, “Run”, e um cover de, veja bem, David Bowie.

O inglês, com seu terceiro álbum, do qual ele toca para nós a música “Fool”, anda in love com a terra que escolheu para viver e trabalhar. Inclusive andou dizendo em entrevistas que São Paulo, para ele, representa o que Berlim teria significado para seu conterrâneo mais famoso, o saudoso David Bowie, em termos de experimentalismo.

Captura de Tela 2017-06-27 às 7.29.20 PM

Daí que, nesta Popload Session, Charly Coombes vem com a digna cover de “Modern Love”, hit absurdo de Bowie. Sobre a escolha, Coombes diz que foi porque, além de ser grande fã do Bowie, é uma música que sempre quis tocar no palco. Já havia até pensado em inclui-la no setlist dos shows de “Black Moon”, seu álbum anterior, também gravado no Brasil. Mas desistiu da ideia, pois a vibe do disco destoava do clima de “Modern Love”. Mas que agora, com “Run”, mais pesado e mais oitentista, faz total sentido.

Além disso, Charly Coombes finalmente encontrou, segundo ele, um excelente saxofonista, Tato Cunha, que era a peça que faltava para uma boa performance da música de David Bowie.

Realmente, session classe A. E vamos a ela, então.
Senhoras e senhores, com vocês… Charly Coombes.

** Charles Coombes se apresenta nesta sexta-feira, 30, na Casa do Mancha. O show é da turnê do mais recente disco, “Run”. O horário marcado para o início é 21h. O ingresso na Casa do Mancha, adquirido apenas na hora, é de R$ 25. A casa abriga até 100 pessoas.

Captura de Tela 2017-06-27 às 8.44.46 PM

>>

CENA – O inglês Charly Coombes toca hoje em sua São Paulo

>>

cena

Feriadão de shows em São Paulo, com a CENA até que bem movimentada para quem está na cidade. Tem Dr. Hank (RS) e Goldenloki amanhã no Z Palco, Maglore sábado e domingo na Casa do Mancha, Holger na segunda.

Mas, antes, nesta noite de quinta pré-greve, no Breve, na Pompeia, o inglês Charly Coombes, de altas ligações com o britpop no geral e na grande banda Supergrass, se apresenta em show marcado para as 21h. Britânico com jeitão paulistano, por estar radicado há três anos no Brasil, o multiinstrumentista faz o show em cima de seu terceiro disco, o “belo e cheio de texturas” “Run”, recém-lançado.

Captura de Tela 2017-04-27 às 5.44.44 PM

>>

CENA – Charly Coombes, inglês, lança “Run”, seu disco bem paulistano

>>

* É praticamente um CENA, vai. O cara é gringo, mas mora aqui em SP já tem um tempo. E criou seu novo álbum aqui. E toca por aqui. E produz bandas da CENA daqui. E fez música para a cidade. Então:

cena

O inglês Charly Coombes, multiinstrumentista radicado há três anos no Brasil e com nome ligado à cena britânica por entre outras coisas ser o irmão mais novo dos Coombes do Supergrass, lançou na última sexta-feira, via Spotify, seu terceiro disco, o belo e cheio de texturas “Run”.

“Run” vem expandir o alcance do britpop multifacetado de Coombes, que se lançou solo em 2013 com o debut “No Shelter”, que foi seguido por “Black Moon”, este já um disco “brasileiro” do músico.

CHARLY COOMBES-RUN-LO RES-2-3

Charly Coombes já havia lançado, no começo do mês, o single de “SPX”, sigla para “Sao Paulo Experiment”, em homenagem à cidade que virou sua cidade, talvez a música mais grandiosa do terceiro álbum, exaltamente para resumir o sentimento que o inglês tem da grandiosa São Paulo.

São Paulo, para Coombes, representa o que Berlim representou para seu conterrâneo David Bowie, quando o famoso ídolo morto recentemente foi viver tempos de experimentalismos na cidade alemã.

CHARLY COOMBES-RUN-DIGITAL COVER

“Run” obviamente esbarra no britpop, mas centra força em algo mais antigo que ele, pelo forte uso de sintetizadores. Tá mais para Duran Duran que para Oasis. O disco foi gravado em seu próprio estúdio, em sua casa, aqui em São Paulo.

Abaixo, você ouve “Run”, um álbum inglês, porém “nosso”.

** As fotos deste post e da home da Popload são de Rayana Coombes, brasileira, a mulher do músico.

>>